Padre acusado de abusar de dois coroinhas se entrega no interior de SP

Procurado pela Justiça e tido como foragido, o padre Cláudio Cândido Rosa (foto abaixo), 43, se entregou à polícia de Presidente Epitácio (SP) no dia 28 de fevereiro de 2019.

Rosa é acusado de ter abusado de pelo menos dois coroinhas.

As vítimas afirmaram às autoridades policiais que sofreram abuso na casa do padre entre 2015 e 2017, quando tinham 13 anos.  

O padre Rosa afirma que é inocente.

As investigações policiais começaram há um ano, quando os jovens contaram para suas famílias que tinham sido alvos do pedófilo.

Na expectativa de escapar dos policiais, o padre tinha ido para Uruaçu, no interior de Goiás, onde tem familiares.

O processo corre em segredo de Justiça.

Cláudio Rosa vai
aguardar na cadeia
 a decisão da Justiça

Com informação de sites da região de Presidente Epitácio, com foto de divulgação.





Aviso de novo post por e-mail

Justiça da Austrália condena conselheiro do papa por abuso contra crianças

Ativistas poloneses derrubam estátua de padre pedófilo; veja vídeo

Padre suspeito de pedofilia teria mutilado seus testículos, diz polícia





Lava Jato investiga organização católica por suspeita de formação de quadrilha


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site