Malafaia e Olavo batem boca sobre quem é mais bolsonarista

Olavo e Malafaia:
 direita ideológica e a
 religiosa trocam "afagos"
nas redes sociais

Dois bocudos, o pastor Silas Malafaia (à direita na foto) e escritor católico Olavo de Carvalho, estão discutindo pelas redes sociais sobre qual deles é mais bolsonarista.

O ataque começou com o evangélico, que está com ciúmes da grande influência que o escritor que mora no interior da Virgina (EUA) está tendo em Brasília, no Governo Bolsonaro.

A clã Bolsonaro credita ao escritor a “revolução” que colocou a extrema direita no poder.

No Twitter, Malafaia, desde a semana passada, tem escrito que Olavo em nada contribuiu para a eleição de Bolsonaro.

No dia 18 de março de 2019, o pastor mandou Eduardo Bolsonaro “ficar de boca fechada”, deixando de “bajular guru [Olavo]”.

O escritor respondeu no Facebook no dia 22 que as igrejas evangélicas foram aliadas a maior parte do tempo do lulismo.

"Pelo menos até 2009 ainda se davam [os líderes evangélicos] muito bem com o partido governante", escreveu Olavo.

"Nesse ano Lula em pessoa oficializou em lei a Marcha Para Jesus. Será que o senhor [Malafaia] já esqueceu?"




Olavo tem dito que desde sempre faz campanha contra os “comunistas” do PT.

Ele chama jocosamente Malafaia de “bispo” e o pastor o Olavo de “astrólogo”, numa referência a uma atividade já exercida pelo escritor.

O pastor reconheceu que em 2002 apoiou Lula, mas “pela crença de que ele poderia resgatar o Brasil da miséria”.

O pastor passou a ser alvo da fúria dos milicianos virtuais do escritor.

“Que vergonha!!!”, escreveu Malafaia no Twitter.

“A turma de Olavo [está] usando trolls para fazer comentários negativos dos meus posts! É só verificar os pouquíssimos seguidores dos perfis desses tweets. Só kkkkkkkk.”

Neste sábado, 23 de março de 2019, Malafaia escreveu que Olavo está equivocado sobre os evangélicos.

“Falar lá de fora é fácil. A influência de Olavo na eleição de Bolsonaro é quase zero. Uma meia dúzia de olivetes que são seus alunos, poucos milhares. O Datafolha mostrou a importância do voto evangélico nessa eleição.”

Até agora, a reação de Olavo tem sido comportada, pelo seu padrão.

Ele ainda não mandou Malafaia ir tomar naquele lugar.

Com informação das redes sociais.




Aviso de novo post por e-mail

Olavo Carvalho diz em vídeo que Edir Macedo é caso de 'flatulência espiritual'

Antropóloga desafia guru de Bolsonaro para debate sobre aborto

Malafaia diz que faltou a Eduardo Bolsonaro compaixão no caso do neto do Lula




Quem legitimou evangélicos na política foi Lula, diz sociólogo


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

MARCELO disse…
O sujo falando do mal lavado...