Pular para o conteúdo principal

Ministério Público pede retirada de oratórios de praças do Rio

O Ministério Público do Estado do Rio entrou com ação civil pública para que a Justiça mande a prefeitura da cidade do Rio retirar os oratórios de praças públicas e que não faça mais esse tipo de obra.


Paróquia Santos Anjos usa
 o oratório de praça no
Lebon para pregação

A 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção da Ordem Urbanística, do MP, argumenta, na ação, que a prefeitura está desrespeitando o princípio constitucional da separação entre Igreja e Estado.

O órgão pede que a Justiça determine multa diária de R$ 20 mil para cada dia que a prefeitura deixar de cumprir a determinação, caso haja decisão favorável à retirada dos oratórios.

O primeiro oratório a chamar a atenção dos defensores da laicidade do Estado laico foi o da Praça Milton Campos, no Leblon, em 2017,  onde inclusive há pregação.





O oratório foi instalado temporariamente no local, em comemoração aos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba, mas acabou ficando e agora a Igreja não quer removê-lo.

Evangélicos também se sentem incomodados porque eles são contra a idolatria a Maria.

Católicos estão divididos. Uns acham que os oratórios são locais de oração e de paz de uma cidade conturbada e outros são de opinião de que a praça pública não pode privilegiar nenhuma crença.

Com informação do site do Ministério Público, da íntegra do ação civil e de outras fontes, com foto de reprodução de vídeo.



Aviso de novo post por e-mail

Governo de Estado laico tem de se afastar de toda e qualquer religião, escreve Lafer

Religiosos não suportam a igualdade do Estado laico, escreve Sottomaior

Congresso não pode ter bancada religiosa, diz procuradora



Jornalista da Folha acha que Estado laico é coisa só de ateus


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil