Porto Alegre discute retirada de símbolos religiosos de locais públicos

A Câmara Municipal de Porto Alegre (RS) está examinando um projeto de lei que, se aprovado, determina a retirada de crucifixos e outros símbolos religiosos de locais públicos.

Pelo projeto, apresentado em 2017 pelo vereador Marcelo Rocha (PSOL), mesmo em repartições onde os cidadãos não têm acesso a instalação desses símbolos só pode ser feita com a concordância de todos os funcionários.

O argumento de Rocha é que o Estado é laico, o que impede o governo de se posicionar religiosamente.

Alguns vereadores e a Igreja Católica criticam a proposta.

Plenário da Câmara
 de Porto Alegre ostenta
 um crucifixo



Aviso de novo post por e-mail

Livrar tribunais do crucifixo é ato de liberdade, diz Verissimo

Liberdade de consciência exige retirada de crucifixo de tribunais

Por que Estado laico interessa mais aos cristãos que aos ateus



Justiça da França manda tirar cruz de estátua de João Paulo II


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.