Pastor da equipe de Damares Alves se compara a Martin Luther King

Ao ser questionado se a religião vai interferir em seu trabalho, o pastor Sérgio Queiroz (foto), recém-empossado na Secretaria de Proteção Global, da ministra Damares Alves, respondeu que não.

Queiroz disse que o
 governo não vai mexer
 nos direitos dos gays

Ele se comparou ao americano Martin Luther King (1929-1968), que foi pastor da Igreja Batista, a mesma de Queiroz.

“É óbvio que não [haverá interferência]”, disse, ressaltando que King se destacou como grande  defensor das causas dos negros.

“Ninguém questiona a religião de outros ministros que passaram por aqui, alguns de matrizes africanas ou ateus”, disse.

Também bacharel em direito, Queiroz, referindo-se à população LGBT¨, disse que “o governo não vai mexer em direitos que já foram adquiridos, seja na Legislação, na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal ou em entendimentos do Conselho Nacional de Justiça”.

Com informação do site WSCOM e foto de divulgação.

Aviso de novo post por e-mail

Jornalista diz a Damares que governo não pode se meter nas decisões da família

Não há diferença entre Damares e fundamentalistas islâmicos, diz sociólogo

Damares diz que aborto é plano de Satanás para impedir nascimento de missionários




Em vídeo de 2013, Damares lamenta que escolas ensinem a teoria da evolução


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

EDITOR DESTE SITE

Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diario Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.