Pastor é preso acusado de usar a terapia da agressão em dependentes químicos

A Polícia Civil prendeu preventivamente o pastor Edy de Jesus por ele estar sendo acusado de ter engravidado uma adolescente e torturar dependentes químicos.

Jesus mantém em Cabo de Santo Agostinho, na Grande Recife (PE), o abrigo Centro Pentecostal Jovem Resgate, sem autorização para funcionar e em dependências insalubres.

O nome verdadeiro do pastor é Edson Alberto Queiroz da Silva. Ele só aceita mulheres em seu abrigo.


Nove mulheres e três crianças relataram à delegada Natasha Dolci que Jesus torturava as residentes como terapia.

Ele batia até escorrer sangue, de acordo com as denúncias.

O pastor, para amedrontar as dependentes, trancava algumas delas com cobras.

Jesus negou as acusações [vídeo abaixo] e admitiu que o abrigo pudesse ter cobras.

A jovem gravida seria de uma família que o pastor conhece.

O relacionamento entre os dois teria sido consensual, mas delegada duvida porque ela tem informação de que o pastor a tratava como uma filha.



Com informação do G1 e de outras fontes e foto de divulgação.

Aviso de novo post por e-mail

Dependência química é tratada cada vez mais com religião

Vídeo mostra que pastor usa porrete em cura de viciados

Paciente do Lar Cristão que não segue regra de igreja fica sem comer, diz CFP




Clínica religiosa da Sérvia espanca dependente químico


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site