Cristãos de Israel ficam indignados com palhaço do McDonald's crucificado

Cristãos não gostaram de uma obra do artista finlandês Jani Leinonen exposta no Museu de Arte de Haifa, no norte de Israel: um palhaço do McDonald's crucificado.

Cristãos atacaram o
 museu porque acham
 que a obra é uma ofensa

Ninguém é obrigado a gostar de uma obra artística, mas o problema desses cristãos é que eles partiram para a violência: estão apedrejando o museu.

Eles cristãos consideram a obra ofensiva.

No sábado, 12 de janeiro de 2019, eles tentaram invadir o museu, onde o palhaço se encontra desde 4 de agosto de 2018.

A obra de Leinonen é uma crítica à religião, que, para ele, se tornou um comércio de fast-food.

O que os cristãos deveriam fazer era agradecer o artista por mostrar o que não conseguem enxergar.

Com informação do El País e de outras fontes.


Aviso de novo post por e-mail

Igrejas evangélicas são lojas de fast-food, afirma sociólogo

Site no Reino Unido põe à venda ralador de queijo Jesus Cristo

Católicos fazem fast-food desistir da batata-frita ‘Virgem Maria’




Igreja Universal abre drive-thru de oração e oferta


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários