Oposição pede ao MPF que investigue a ‘adoção’ de índia por Damares Alves

Deputados do PT e do PCdoB-SOL, oposição ao Governo Bolsonaro, pediram ao Ministério Público Federal que investigue a denúncia de índios kamayurás segundo a qual a pastora Damares Alves sequestrou uma menina da tribo.

Jandira Feghali pede a
abertura de dois inquéritos

“O Ministério Público deve abrir um inquérito civil público e um inquérito policial para apurar o que aconteceu”, afirmou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) [foto].

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) disse que “o caso é gravíssimo” porque “o processo de adoção no Brasil é muito criterioso, ainda mais da população indígena”.

Damares dizia que a Lulu, hoje com 20 anos, era “filha adotada”.

Depois que a revista Época publicou uma entrevista com a avó materna biológica da índia, falando que uma "branca" pegou a menina, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos passou que é “cuidadora” de Lulu.

Com informação das agências.


Aviso de novo post por e-mail

Damares Alves mente ao dizer que tem cursos de mestrado

Ministra reclama de bullying por ter dito que viu Jesus subindo em pé de goiaba

Pastor Caio Fábio escreve que a ministra Damares só fala para o gueto evangélico




Avanço evangélico é tragédia anunciada, afirma Sottomaior


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários