Jornalista diz a Damares que governo não pode se meter nas decisões da família

[opinião]

“A senhora [pastora Damares Alves] acha que é papel do governo se meter na família, em como a família vai resolver seus problemas?”

A pergunta foi feita por Merval Pereira (foto) à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos em entrevista que ela concedeu a um grupo de jornalistas da GloboNews na noite de 3 de janeiro de 2019.

A questão foi levantada pelo jornalista porque Damares criticou o Enem por, em muitos casos, separar os filhos de suas famílias, colocando-os em uma universidade longe, em outros Estados.

Merval enfatizou: “No mundo inteiro os estudantes mudam de Estado para trabalhar, estudar, saem da família e não vejo como o Enem possa atrapalhar a família brasileira.”


A ministra manteve seu posto de vista, sem entrar em detalhes.

Ela encara a questão com superficialidade, sem conhecimento de causa.

Muitos filhos vão estudar em outros Estados, ou em cidades distantes, porque onde moram não há faculdade pública ou privada que desejam, medicina, por exemplo.

E isso porque, entre outras coisas, o governo investe pouco em educação. E mesmo se investisse, não haveria cabimento ter uma faculdade de medicina em cada uma das cidades.

Outro ponto é que quando há faculdades públicas por perto as vagas são insuficientes para a demanda. Os jovens, assim, são obrigados a procurar escolas em outros Estados.

 No caso de faculdades privadas, estejam perto ou longe da família, apenas uma minoria da população pode pagar a sua mensalidade.

Damares manteve a argumentação de que é preciso preservar os vínculos dos filhos com as famílias, o contato entre eles. Ela deveria, então, providenciar mais escolas, e não se intrometer na vida da família, como faziam os comunistas da União Soviética.

Além do mais, a ministra, que prega que sua gestão inaugura uma “nova era” no Brasil, parece viver no século 19, quando as pessoas não podiam se comunicar com facilidade como hoje, inclusive com imagem, via WhatsApp,  Facebook, Youtube, Twitter, Skype, Duo e outros mensageiros, e tudo a baixo custo.

Damares não precisa instituir uma "nova era". Basta ela sair de onde de encontra e aparecer por aqui, no século 21, que a nação agradecerá.


Com informação da GloboNews.



Aviso de novo post por e-mail

'Profecia' se realiza: Damares Alves se torna meme do Governo Bolsonaro

Damares admite que o Estado é laico, mas ela é ‘terrivelmente cristã’

Globo Rural faz brincadeira com Jesus da goiabeira, e evangélicos protestam




Ministra reclama de bullying por ter dito que viu Jesus subindo em pé de goiaba


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site