Secretária da Família defende a criação da ‘bolsa estupro’

Angela Gandra Martins (foto abaixo), da equipe da ministra Damares Alves, defende uma ajuda financeira às mulheres vítimas de estupro que decidirem manter a gravidez.

Essa ajuda é chamada popularmente de “bolsa estupro”.

Gandra é de uma
família conhecida pelo
 fundamentalismo católico

É uma proposta incipiente.

Em entrevista que deu ao “O Globo”, Martins não falou que valor teria a bolsa e nem como se comprovaria que uma mulher grávida foi estuprada.

Ativista pró-vida, Angela Gandra Martins ainda não assumiu a Secretaria de Família do Ministério dos Direitos Humanos, mas já está dando expediente.

Com informação de O Globo.



Aviso de novo post por e-mail

Damares admite que o Estado é laico, mas ela é ‘terrivelmente cristã’

Bolsonaro vai ter de aceitar que a Constituição está acima de Deus

Políticos adotam pregação de pastores, e Estado laico tende a desaparecer




O que pode ocorrer com ateus em um país em que 'Deus está acima de tudo'?


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários