Vendedor de loja diz que Damares o constrangeu segurando o seu pescoço

Vendedor de uma loja de Brasília entrou com representação na Procuradoria-Geral da República contra a pastora e ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Amorim disse que
se sentiu ameaçado
pela ministra

Thiego Amorim
(foto) acusa a ministra de constrangimento porque, segundo ele, ela pegou em seu pescoço quando perguntou a Damares se era menina ou menino.

Em um vídeo que já tinha viralizado, a ministra diz que menino deve usar azul e menina, rosa.

Amorim acusa, também, a assessora que acompanhava a ministra de ter dado um tapa na mão dele, para impedi-lo de gravar o constrangimento com seu celular.

O vídeo (abaixo) que o vendedor publicou só mostra a ministra e sua assessora saindo da loja, e não toda a sequência do episódio, de acordo com Amorim.

Suenilson Sá, advogado do vendedor, disse que as câmeras de segurança da loja podem comprovar que Damares pegou seu cliente pelo pescoço.



Com informação de “O Globo”.


Aviso de novo post por e-mail

Jornalista diz a Damares que governo não pode se meter nas decisões da família

Pastor Caio Fábio escreve que a ministra Damares só fala para o gueto evangélico

'Profecia' se realiza: Damares Alves se torna meme do Governo Bolsonaro




Ministra reclama de bullying por ter dito que viu Jesus subindo em pé de goiaba


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Anônimo disse…
Ela é louca mesmo .

imagem