Procuradoria acusa Igreja de Illinois de acobertar 500 padres suspeitos de pedofilia

.A Igreja Católica de Illinois, estado dos Estados Unidos, ocultou dos fiéis o nome de mais de 500 padres acusados de abusar sexualmente de crianças.

Procuradoria acusa
da Igreja de acobertar
 os padres predadores

Lisa Madigan, procuradora geral do Estado, disse ter descoberto que a Igreja Católica ignorava sistematicamente de “denúncias de vítimas de ataques sexuais de padres”.

A Procuradoria começou a investigar a Igreja de Illinois em agosto de 2018, após a publicação do caso dos 301 “padres predadores” apurados pela Suprema Corte de Pensilvânia.

Madigan afirmou: "Ao escolher não investigar cuidadosamente as acusações, a Igreja Católica falhou em sua obrigação moral de fornecer aos sobreviventes, paroquianos e ao público uma contabilidade precisa de todos os comportamentos sexuais inadequados envolvendo padres em Illinois".

Em nota, o cardeal Blase Cupich, arcebispo de Chicago, expressou “o profundo arrependimento de toda a Igreja por nossos fracassos em combater o flagelo do abuso sexual cometido por clérigos".

Com informação das agências.



Aviso de novo post por e-mail

Procurador da Pensilvânia acusa o Vaticano de acobertar padres pedófilos

Justiça da Pensilvânia identifica 300 padres que abusaram de mil crianças

Pedófilo obteve da Igreja Católica carta de recomendação para trabalhar na Disney




Vaticano sabia de casos de padres predadores da Pensilvânia desde 1963


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site