Onyx Lorenzoni diz que a suspeita de ter caixa 2 já foi resolvida com Deus

Onyx Lorenzoni (foto abaixo), chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, disse não estar preocupado com a suspeita de que ele tenha sido beneficiado ilegalmente por uma empresa

Ministro de Bolsonaro
 diz estar tranquilo
com a justiça divina

Ele admite ter recebido R$ 100 mil da JBS, e o dinheiro não foi declarado em sua campanha política por esquecimento ou falha de seu contador. O Ministério Público não está convencido disso.

“Se tem um cara tranquilo sou eu”, disse ele, referindo-se às investigações pelo STF a pedido da Procuradoria Geral da República.

“Primeiro, já me resolvi com Deus, o que é importante para mim. Segundo porque, agora com a investigação autônoma, que não é nem inquérito, vou poder esclarecer definitivamente.”

“Nunca tive envolvido com corrupção.”

Embora as investigações ainda estejam em curso, o futuro ministro da Justiça, o ex-juiz Sérgio Moro, já disse que confia na honestidade de Onyx.

Com informação da Folha, com foto de Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil



Aviso de novo post por e-mail

Jornalistas criticam o ativismo religioso do procurador da Lava Jato

Delator da Lava Jato fez repasse de R$ 125 mil à igreja evangélica

Padre envolvido na Lava Jato quer devolver R$ 350 mil à OAS




Políticos adotam pregação de pastores, e Estado laico tende a desaparecer


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site