João de Deus sacou R$ 35 milhões após as primeiras denúncias de abuso

da Agência Brasil

O Ministério Público (MP) do Estado de Goiás confirmou que o médium João de Deus retirou R$ 35 milhões de contas e aplicações financeiras após as primeiras denúncias de abuso sexual. A informação acelerou a decretação da prisão preventiva do médium, que se rendeu à polícia de Goiás.

Médium vai ter
 de explicar a
origem do dinheiro

Advogados do médium confirmaram a movimentação do dinheiro e argumentaram que isso não é ilegal.

Na sexta-feira (14), o Tribunal de Justiça de Goiás acatou o pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO) e determinou a prisão do médium goiano. 

As denúncias contra João de Deus começaram a vir a público no dia 7, quando a mídia divulgou as primeiras acusações de abuso sexual. A partir daí, outras mulheres que afirmam ser vítimas do médium começaram a procurar as autoridades e a imprensa.



Aviso de novo post por e-mail

Mulheres de pelos menos seis países acusam João de Deus de abuso

Xuxa diz estar 'um pouco envergonhada' por divulgar filme sobre João de Deus

Número de vítimas de João de Deus deve superar o de Roger Abdelmassih




João de Deus 'usa velhos truques', afirma James Randi


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site