Moro pode pegar líderes religiosos na investigação sobre lavagem de dinheiro

[opinião]

O objetivo do novo ministro da Justiça, Sérgio Moro, de investigar amplamente a lavagem de dinheiro de certo deixou líderes religiosos com cabelos em pé, principalmente os de determinadas denominações evangélicas.

Moro tem em sua equipe gente competente — integrantes da Lava Jato, incluindo delegados da Polícia Federal — e vai incorporar ao ministério o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão originalmente da pasta da Fazenda que rastreia o caminho do dinheiro e que, agora, será aprimorado com novos cruzamentos de dados.

Ministro está de
olho na origem de grandes
 somas de dinheiro

O desembargador federal Fausto De Sanctis afirma que igrejas usam a imunidade tributária não só para lavagem de dinheiro, mas também para ocultação de patrimônio e sonegação fiscal. Ele é especialista em crimes de colarinho branco, como o ministro.

Moro sinalizou que, para começar, vai se debruçar sobre os R$ 175,5 bilhões que brasileiros tinham no Exterior e trouxeram para o Brasil sem declarar a origem do dinheiro, beneficiando-se de incentivos editados nos governos Dilma e Temer.

Como alguns pastores estão na lista dos mais ricos do Brasil, há grande possibilidade de eles serem pegos Moro, considerando a avaliação do De Sanctis.

A dúvida é saber até onde Moro vai conseguir investigar, porque as lideranças evangélicas são poderosas, ainda mais agora no governo de Jair Messias Bolsonaro.

Moro vai amarelar?

Justiça ter encarcerado políticos e empresários e, agora, talvez esteja chegando a vez dos que falam em nome de Deus e se acham acima das leis terrenas.   

Com foto de Valter Campanato, da Agência Brasil.




Aviso de novo post por e-mail

Quanto dos R$ 17 bilhões das igrejas vem de lavagem de dinheiro?

Bitcoins tornam igrejas mais seguras para lavagem de dinheiro

Empréstimo de igreja à mulher de Cunha foi lavagem, diz MP




Delator da Lava Jato fez repasse de R$ 125 mil à igreja evangélica


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

  1. Foi publicado hoje o livro "La fuerza de la vocácion", no qual o Papa Chico, falso liberal e mais xiita que o próprio ex-nazista Bento XVI, fala sobre o ingresso de homossexuais no clero
    https://amarretadoazarao.blogspot.com/2018/12/papa-francisco-diz-agora-e-moda-dar-o-cu.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site