Ministra reclama de bullying por ter dito que viu Jesus subindo em pé de goiaba

A ministra dos Direitos Humanos do Governo Bolsonaro, Damares Alves, disse estar sendo vítima de bullying nas redes sociais por ter dito em um culto em 2016 que Jesus subiu no pé de goiaba onde ela estava para tomar veneno. Ela estava com 10 anos.

Pastora disse que
Jesus subiu na
goiabeira para salvá-la

"Virei palco de piada de dias para cá por conta da história do pé de goiaba, porque disse que vi Jesus. Eu fui abusada [sexualmente] dos seis aos oito anos. Fui ao pé de goiaba quando criança para me matar”, disse ela em uma entrevista à Rádio Gaúcha.

No Twitter, Jair Bolsonaro defendeu a pastora.

"É surreal e extremamente vergonhoso ver setores da grande mídia debocharem do relato da futura Ministra Damares Alves sobre a fé em Jesus Cristo, que a livrou de um suicídio desejado por conta de abusos sofridos na infância. Lamentável!", escreveu.





Aviso de novo post por e-mail

Damares quer Bíblia nas escolas, mas não alusão a religiões de matriz africana

STF vai ter de impor a Constituição ao populismo teocrático, afirma socióloga

Gabeira escreve que a solução está no 'mundo real", não na 'ânsia por Deus'




Religião na escola estimula a intolerância, diz antropóloga


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

  1. Eu nem sei do que o Bolsonaro esta se referindo, (o que a grande mídia falou) mas é engraçado, ele faz piada e debocha de muita gente, quando reclamam é mimimi , agora, vão falar das fé dele e dessa senhora louca, tudo vira falta de respeito, absurdo ...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

EDITOR DESTE SITE

Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diario Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.