Gabeira escreve que a solução está no 'mundo real", não na 'ânsia por Deus'

Em um artigo com o título “Linha direta com Deus”, Fernando Gabeira escreve:

“Um ministro húngaro, após a queda do socialismo, dizia: antes eram uns fanáticos que diziam que o Estado resolve tudo; em seguida, vieram os que dizem que a salvação de tudo é o mercado. Nos Estados Unidos, e agora no Brasil, suprimem-se os intermediários: o assunto é direto com Deus.”

Jornalista diz que
política tenta tomar
 lugar na religião no
 imaginário popular

Gabeira se refere, no texto, ao novo chanceler Ernesto Araújo, que acredita que a salvação do Brasil e a do mundo está na “ânsia por Deus”.

O jornalista diz não estar surpreso com isso porque neste século a religião está regredindo e a política procura substitui-la no imaginário popular.

Gabeira poderia ter lembrado que o slogan da campanha de Bolsonaro, o presidente eleito, é “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Gabeira não acredita que o uso da religião pelos políticos possa dar certo.

Para ele, as soluções têm de ser buscadas no “mundo real, onde a política é uma humilde tentativa de acomodação mútua na busca de um modus vivendi”.

“Tanto Bolsonaro quanto Hassan Rouhani, do Irã, têm de traduzir suas crenças em passos concretos e, neste momento, é que serão avaliados com mais rigor.”

Com informação de O Globo.



Aviso de novo post por e-mail

Gabeira relata seu encontro no Brasil com Christopher Hitchens

Evocação a Deus por Bolsonaro alimenta a radicalização política

Fundamentalismo político e o religioso atolaram a sociedade no radicalismo




Políticos adotam pregação de pastores, e Estado laico tende a desaparecer


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site