Presidente do Chile acusa Igreja Católica de acobertar abusos de crianças

por Religión Digital

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, acusou a Igreja Católica de ocultar casos de pedofilia e abusos sexuais e afirmou que o clero ocultou e diminuiu a importância de algumas das agressões cometidas, segundo informou a rede Telesur.

“Alguns casos, ocultou, outros, relativizou, e isso acabou fazendo com que a crise fosse muito mais grave, muito mais profunda e muito mais daninha à Igreja Católica do que se tivesse enfrentado isso com maior coragem e verdade”, afirmou, após visitar o papa Francisco, na semana passada, no Vaticano.

Piñera disse que
 a Igreja relativou
muitos casos

Além disso, apontou que a crise que afeta a Igreja em todo o mundo pode ser a causadora de uma “mal-entendida solidariedade ou lealdade, em vez de ter enfrentado isto com toda a força e decisão”.

O clero no Chile faz parte de um grupo de bispos acusados de estar envolvidos com abusos sexuais contra menores, o que significou a abertura de uma das mais polêmicas investigações em relação à Igreja católica. Até o momento, há 119 causas em curso e 178 vítimas registradas, 79 delas menores de idade.

O ex-bispo chileno Francisco Javier Cox, que vive na Alemanha desde 2002, indicou que as acusações de abuso sexual contra ele no Chile e Alemanha não são problema seu. Ao menos uma está sendo investigada pelo Vaticano.

Com tradução do IHU Online.



Aviso de novo post por e-mail

Manual da Igreja Católica do Chile proíbe padres de dormirem com adolescentes

Pedofilia pode levar a Justiça do Chile a intimar o papa Francisco

Confiança dos latinos-americanos na igreja cai de 76% para 64%




Igreja do Chile tem confraria secreta de pedófilos, denuncia católica


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site