Pastor admite ter tocado em seio de Ariana, mas diz que foi sem querer

por Deutsche Welle

Após ser criticado, o pastor Charles Ellis pediu desculpas neste sábado (1 de setembro de 2018) à cantora Ariana Grande pela maneira como ele a tocou no palco durante o funeral em homenagem a Aretha Franklin.

Ariana foi uma das convidadas a cantar na cerimônia, realizada nesta sexta-feira, no Greater Grace Temple, em Detroit, nos EUA. Depois de a artista ter interpretado a música "(You Make Me Feel Like) A Natural Woman", Charles H. Ellis, responsável pela apresentação do evento, abraçou Ariana de um modo que chegou a ser acusado nas mídias sociais de "assédio sexual”.

Imagens da ocasião mostram Ellis segurando Grande acima da cintura da artista, com seus dedos aparentemente pressionando contra a lateral do seio da cantora.

Ellis chegou a ser chamado de "nojento" por fãs de Grande. A hashtag #RespectAriana esteve entre os trending topics do Twitter em vários países. "Eu realmente sinto muito que você tenha que passar por isso @ArianaGrande, aquele tatear foi além de flagrante, e todos nós podíamos ver e sentir o seu desconforto", escreveu a apresentadora de televisão Claudia Jordan.


"Nunca seria minha intenção tocar o seio de mulher alguma”, afirmou Ellis, em entrevista à agência de notícias Associated Press.

"Não sei, acho que coloquei meu braço em torno dela”, acrescentou. "Talvez tenha passado do limite, talvez eu tenha sido amigável ou familiar demais, mas, novamente, peço desculpas”, reconheceu, frisando que abraçou todos os artistas que se apresentaram na cerimônia, que durou nove horas.

Ellis também pediu desculpas a Grande, seus fãs e à comunidade hispânica por fazer uma piada no palco da cerimônia sobre o nome da cantora – que tem descendência italiana –, dizendo que, ao ver o nome dela no programa, pensou que fosse "uma coisa nova do Taco Bell”, se referindo à popular cadeia americana de fast food especializada em comida mexicana.

"Eu, pessoalmente e sinceramente, peço desculpas a Ariana e aos seus fãs e a toda a comunidade hispânica", disse Ellis. "Quando você está fazendo um programa por nove horas, você tenta mantê-lo animado, você tenta inserir algumas piadas aqui e ali", justificou.

O modo como Ellis abraçou Grande ofuscou algumas críticas anteriores, sobre a roupa que Grande usou em sua apresentação. Várias pessoas postaram críticas nas mídias sociais que o vestido da cantora era curto demais para ser usado numa igreja.


A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.


Menina de 5 anos reproduz em desenhos abuso de pastor

Pastor é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras

Juiz condena pastor por abuso de uma criança ‘serva de Deus’




Preso pastor que engravidou duas jovens 'escolhidas por Deus'

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site