Mais da metade dos cardeais e bispos da Holanda sabia dos abusos de crianças

por Deutsche Welle

Mais da metade dos 39 cardeais, bispos e bispos auxiliares da Holanda entre 1945 e 2010 sabia de abusos sexuais cometidos por clérigos, informou a jornal holandês NRC.

Dos 20 envolvidos, quatro cometeram eles mesmos abusos, e os demais 16 se encarregaram de transferir sacerdotes que abusaram de menores para outras paróquias. Se abusos voltavam a ocorrer, uma nova transferência era feita, afirmou o jornal.

Nenhum dos envolvidos continua exercendo atividades na Igreja Católica da Holanda, e muitos já morreram.

Todos os
casos já
prescreveram

O jornal se baseou em informações do centro de apoio às vítimas da própria Igreja Católica do país, da comissão parlamentar criada para investigar os casos e também em informações próprias.

Os quatro religiosos de alto escalão que cometeram abusos são Jan Nienhaus, bispo auxiliar de Utrecht, Jo Gijsen, bispo de Roermond, Phillippe Bär, bispo de Roterdã, e Jan ter Schure, bispo de 's-Hertogenbosch. Eles também encobriram outros religiosos.

Entre as vítimas estão coroinhas, seminaristas, membros de coros e jovens que participavam de classes de catequese ou atividades paroquiais.


A Igreja Católica da Holanda confirmou parte das informações do jornal.

Segundo o relatório final da comissão parlamentar, entre 10 mil e 20 mil menores holandeses foram vítimas de abusos sexuais por parte de religiosos católicos desde 1945. A prática era conhecida pela hierarquia eclesiástica, cuja maior preocupação era evitar um escândalo.

A comissão identificou 800 possíveis agressores, dos quais 105 estavam vivos quando da divulgação do relatório, em 2011.

Os abusos ocorreram em vários locais, como orfanatos, seminários e internatos, e iam desde o simples contato físico até a penetração.

Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha que produz jornalismo em 30 idiomas.



Aviso de novo post por e-mail

Com 44% de ateus, Holanda usa igrejas como livrarias e cafés

País de ateus, Holanda fecha prisões por falta de criminosos

Nos anos 50, Igreja Católica da Holanda castrou jovens gays




Holanda vai investigar abuso de crianças por Testemunhas de Jeová

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site