Associação estima que vítimas de abuso de padres sejam 100.000

A ECA Global, uma associação de vítimas de abuso de sacerdotes católicos, calcula que no mínimo 100.000 pessoas foram alvos desses predadores em todo o mundo.

A estimativa foi feita com base nas denúncias feitas a instituições e com os casos reconhecidos pela  Igreja Católica.

De acordo com a associação, somente o Vaticano recebe 600 denúncias por ano.

Há denúncias
 contra padres
predadores em
 vários países

Nas queixas das vítimas, destacam-se Alemanha, Itália, Irlanda, Holanda, Chile, México e Estados Unidos.

Miguel Angel Hurtado, vítima na adolescência e  porta-voz da associação, diz que a totalidade de abusados por padres e bispos nas últimas décadas deve estar bem acima da estimativa à qual se chegou.

Afirmou que o acobertamento da Igreja de seus pedófilos dificulta a elaboração de levantamento mais preciso.

"A maioria das conferências episcopais, como a da Espanha, se recusam a divulgar números detalhados do problema em seu país".

Hurtado disse que se a Igreja Católica não tivesse sido conivente com os predadores os casos não teriam sido tantos.

Com informação do El Diario.


Procurador da Pensilvânia acusa o Vaticano de acobertar pedófilos

Morre padre brasileiro citado em filme premiado sobre pedofilia

Filme mostra a monstruosidade da proteção a padres pedófilos




Sucessão de abusos mostra que a Igreja Católica está moralmente falida

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

  1. O padre Anderson na foto ficou ótima !! Ele e um fanático doido, mas não era pedofilo (passando pano só pq gosto da animação do Hellsing) mas sintetiza bem o sentimento dos malucos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site