Americana agradece a Deus por ter matado espécie rara de girafa


Caçadora aponta o
dedo para o céu em
agradecimento a Deus

Uma mulher de Kentucky (EUA) agradeceu no Facebook a Deus por ter o privilégio de ter matado em 2017 na África do Sul uma girafa.

Tess Thompson Talley (foto), 37, deletou a foto do animal morto, mas internautas indignados já tinha tirado uma cópia.

A mulher também apagou o post no qual dizia que foram atendidas as “orações pela realização da caçada de seus sonhos”.

Em uma das fotos [acima], ela aponta o dedo para cima, em um suposto agradecimento a Deus.


Diante da repercussão na internet, Talley negou que aquela girafa faça parte de uma espécie em extinção. Afirmou que o animal já tinha passado da época de reprodução.

Entidades de defesa de animais e personalidades criticaram a caçadora.

Já tinha havido em 2015 um caso de uma caçadora, Sabrina Corgatelli, que matou uma girafa.

Na época, como justificativa, ela citou Genesis 9:3: “Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde”.

No caso de agora, a ong Africa Digest chamou Talley de estúpida.

Com informação da Time e de outras fontes.


Proibição à caça de urso viola a religião, dizem índios dos EUA

Muçulmanos creem que algumas racas de cães são demoníacas

Tanzânia lidera matança de albinos para feitiçaria




Chilenos promovem matança de cães após incentivo de bispo

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Pessoa horrível!!! Sem explicação um ato desses.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site