Imã de mesquita na Espanha é condenado por abusar de meninas


O líder espiritual
 era professor de
 Corão das vítimas

A Justiça de Álava, província da comunidade autônoma do País Basco da Espanha [mapa abaixo], condenou um imã de 52 anos a quatro anos de prisão por ter abusado sexualmente de duas meninas.

Uma delas tinha 12 anos quando sofreu o assédio, em 2016, e outra está com 13 anos.

Ambas eram alunas de árabe e Corão do imã.

Uma das abordagens ocorreu perto da mesquita onde o imã trabalhava. Nesta ocasião, a sorte da vítima foi que passou uma viatura da polícia no local.

O imã nega que tenha tocado nas partes íntimas das meninas.

Sob pressão da família, as vítimas suavizaram seus relatos à polícia, de acordo com a imprensa local.

Se não fosse isso, a pena seria maior.

Há a possibilidade de o imã ser expulso da Espanha após ter cumprido a pena, por se tratar de estrangeiro. 


Com informação do El Correo e de outras fontes.



Livro conta historia da mulher de Maomé que tinha 9 anos

Saudita enaltece Maomé por ter se casado com menina de 6 anos




Bangladesh legaliza casamento infantil e islâmicos agradecem

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site