Editor ateu Shahzahan Bachchu é assassinado a tiros em Bangladesh


O militante estava
sofrendo ameaças
de islâmicos

Cinco indivíduos mataram no dia 11 de junho de 2018 o editor e militante ateu Shahzahan Bachchu (foto) na cidade de Kakaldi, em Bangladesch [mapa abaixo].

De acordo com testemunhas,os assassinos jogaram uma bomba do lado de fora de uma farmácia onde se encontrava Bachchu e depois o arrastaram, disparando vários tiros.

Os pistoleiros chegaram ao local em duas motos. Até este momento, a polícia não prendeu nenhum deles.

Bachchu era um ativista do secularismo e publicava livros de poesia.

Ele vinha sofrendo ameaças de morte de fanáticos religiosos.

Desde 2015, há em Bangldesch uma onda de assassinatos de ateus por islâmicos.


Com informação do Pen America e de outras fontes e foto de divulgação.


Em Bangladesch, muçulmanos pedem pena de morte a ateus

Em Bangladesh, homens desfiguram com ácido 2.700 mulheres




Carta aberta pede 'basta' à morte de ateus em Bangladesh

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site