Anuário confirma que catolicismo não acompanha aumento da população mundial


Com exceção da
África, Igreja Católica
 está em declínio
nos continentes

O número de católicos subiu na África de 185 milhões em 2010 para 228 milhões em 2016, apresentando, portanto, o avanço de 23,2%.

A informação é do Anuário Pontifício 2018 e do Annuarium statisticum Ecclesiae 2016, agora divulgado (com atraso) pelo Vaticano.

Por esses dados oficiais da Igreja Católica, o país africano com o maior número de católicos é a República Democrática do Congo, com 44 milhões.

Em segundo lugar está a Nigéria, com 28 milhões, vindo na sequência Uganda, Tanzânia e Quênia.

O tom dos documentos oficiais da Igreja Católica é otimista, o que não é confirmado pelos dados.

No mundo, os católicos batizados subiram de 1,285 milhão em 2015 para 1,299 milhões em 2016, com aumento de 1,1%.

Trata-se de um crescimento abaixo do aumento da população do período, o que significa que o catolicismo continua em queda.


Do total dos batizados, 48,6% se encontram no continente americano.

Destes, 57,5% estão na América do Sul (27,5% no Brasil), 14,1% na América do Norte e 28,4% na América Central.

Na América do Sul, o maior número proporcional de católicos está na Argentina, Colômbia e Paraguai, cuja população são fiéis da Igreja Católica em 90% ou mais.

Na Europa estão 22% dos católicos e é onde a religião se encontra estagnada e em queda em alguns países.

No período 2010-2016, o número de fiéis europeus cresceu apenas 0,2%.

Na Ásia, houve aumento de 11% no período.

Nesse continente, que representam 60% da população mundial, destacam-se Filipinas, com 85 milhões de católicos em 2016, e Índia (22 milhões).

Em números absolutos, o Brasil é onde há mais católicos, ainda.

Com informação do Vaticano.


Igreja Católica fecha 40 igrejas em Nova Iorque por falta de fiéis

Igreja Católica muda ou acaba, afirma teólogo Mário França




Secularização fechará 65% das igrejas da Holanda em dez anos

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site