Presidenciável da Universal tem empresa acusada de uso de trabalho escravo


Flávio Rocha
afirma que vai
ser o 'candidato
do emprego'

O MPT (Ministério Público do Trabalho) moveu em 2017 uma ação civil pública contra a Gararapes Confecções, com pedido de indenização de R$ 37 milhões por não pagamento de direitos trabalhistas. 

Com sede em Natal (RN), essa indústria faz parte do grupo Riachuelo.

O dono do grupo é Flávio Rocha (foto). Evangélico da igreja Sara Nossa Terra, ele é pré-candidato a Presidente da República pelo PRB, o braço político da Igreja Universal.

Com fortuna estimada em R$ 1,3 bilhão, Rocha vai financiar a sua campanha política.

O pré-candidato conta com a simpatia do MBL (Movimento Brasil Livre).

Rocha tem percorrido o país com seu avião para divulgar propostas do seu plano de governo.

Ele tem defendido uma drástica redução do Estado na economia, incluindo a privatização da Petrobras.

Mas a Guararapes é grande beneficiária dos financiamentos subsidiados, com baixas taxas de juros, do BNDES.

Entre 2009 e 2016, a indústria obteve da financeira estatal R$ 1,44 bilhão.

Em uma entrevista em Franca (SP), ele disse que vai ser o “candidato do emprego”.

Mas a Gararapes não é bom exemplo de empregadora.

O MPT acusa a indústria de demitir funcionários para, depois, contratá-los como terceirizados, pagando uma remuneração menor e sem direitos trabalhistas.

Em 2013, a Guararapes tinha cerca de 10 mil funcionários e em abril de 2017, 7.500.

Rocha se defende se colocando como vítima de perseguição do MPT.

Levou a questão para o campo pessoal, com ataques contundentes à procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva Mousinho.

Em novembro de 2017, o Ministério Público Federal apresentou à Justiça denúncia contra Rocha sob a acusação de ele caluniar e difamar a procuradora.

Antes de se anunciar como “o candidato do emprego”, Rocha fazia ameaça de levar as empresas da Riachuelo para o Paraguai, por causa, segundo ele, da rigidez das leis trabalhistas brasileiras.

A Gararapes tem um longo histórico na Justiça do Trabalho.

Responde a mais de 2.300 ações.

Com informação do Consultor Jurídico, Repórter Brasil, Folha e outras fontes e foto de divulgação.


Partido da Universal aposta em Rocha para obter maior projeção

Projeto da Universal é tomar o poder em 'interesse de Deus



A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site