Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil de Cabo Frio prende pastor de grupo de extermínio


Gomes perdeu
as contas de
quantos matou

A Polícia Civil de Cabo Frio [mapa], Rio, prendeu no dia 11 de abril de 2018 um pastor suspeito de ser o líder de um grupo de extermínio que matou mais de 30 pessoas na Baixada Fluminense.

O pastor é Renato Gomes (foto), 75, e é ex-policial.

No mundo do crime ele é conhecido por “Roberto Águia”.

Em 2004, ele foi condenado a 35 anos da prisão e consegui fugir, tornando-se um “homem de Deus”, pastor, de uma igreja na Baixada.

Ele cometeu a maioria dos crimes nas décadas de 1980 e 1990.

O pastor afirmou à polícia ter perdido as contas de quantos assassinatos participou.

Com informações de “O Dia” e foto de divulgação da Polícia Civil.


Estudo revela que profissão de pastor atrai psicopatas

Moçambique prende pastor da Universal por tráfico de albinos




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

Polícia Federal encontra o nome de Silas Malafaia em lista de clientes de doleiro