Pular para o conteúdo principal

Mulher grita para dirigentes mórmons: ‘Parem de proteger predadores sexuais’


Protesto de
Crystal chegou
a milhões de fiéis

No sábado, 31 de março de 2018, nos Estados Unidos, durante a Conferência Geral Semestral da Igreja Mórmon, em um plenário lotado, uma mulher gritou por três vezes: “Parem de proteger os predadores sexuais”. [vídeo abaixo]

O rosto da mulher não apareceu na transmissão do vídeo do evento, mas a voz dela foi ouvida em tempo real por milhões de mórmons em todo o mundo.

Depois, Crystal Legionaires (foto) assumiu ser a autora do protesto.

Ela afirmou a uma emissora de TV que interferiu no evento para que os novos dirigentes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias façam alguma coisa para acabar com o acobertamento de sacerdotes que abusam impunemente de fiéis.

A Igreja comunicou que não tolera abuso sexual, mas ela não tem investigado adequadamente as denúncias, como a de uma fiel que sofreu abordagem do presidente do Centro de Treinamento Missionário.


Com informação da Fox 13 e de outras fontes, com reprodução de foto.


Só agora mórmons renunciam oficialmente ao racismo

Missionário mórmon questiona sua própria pregação e vira ateu




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto