Em Brasília, há culto até nas instalações de Ministério Público


Omissão
favorece
evangélicos

Entre as repartições públicas em Brasília nas quais se realizam cultos religiosos está o MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios).

Como se sabe, o Ministério Público, em suas instâncias estaduais e federal, existe para exigir que as instituições cumpra as leis.

Mas, nesse caso, o próprio MPDFT é uma instituição pública que afronta a Lei Maior, a Constituição, que estabelece que o Estado é laico.


A justificativa da instituição ao "Correio Braziliense" é um primor de negligência: “O MPDFT não incentiva nem proíbe manifestações nesse sentido, apenas disponibiliza o espaço para grupos de todas as religiões se reunirem”.

Ao menos é tranquilizador saber que a instituição “não incentiva” grupos religiosos a usarem o seu espaço. Se incentivasse, seria o fim da picada.

Sobre a alegação MPDFT de que não proíbe manifestações religiosas em suas dependências, trata-se de uma omissão tendenciosa, para beneficiar lideranças evangélicas e católicas.

Já que não respeita o artigo da Constituição que estabelece a laicidade de Estado, o MPDFT deveria  respeitar um pouco o discernimento dos brasileiros.

Com informaçãodo Correio Braziliense.




Defensoria do Piauí desrespeita Estado laico com missa de Natal

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. É triste verificar que essa tendência cresce a cada dia, transsformar o estado laico em Cristão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site