Pular para o conteúdo principal

Igreja perdoa padre por desvio de US$ 535 mil, mas juiz não


Dombrow é viciado em jogo

A Arquidiocese de Filadélfia (EUA) perdoou um sacerdote que desviou US$ 535,3 mil de um fundo de padres aposentados, mas a Justiça não.

O juiz Gerald J. Pappert condenou o padre alcoólatra William Dombrow (foto), 78, a oito meses de prisão, além de ter de devolver a quantia que transferiu para sua conta bancária entre dezembro de 2007 e maio de 2016.


Dombrow era administrador do fundo.

A arquidiocese argumentou que o sacerdote não agiu por maldade porque se trata uma pessoa viciada em jogo.

O juiz disse ter ficado surpreso com essa justificativa, porque o próprio padre se confessou culpado.

Pappert afirmou que Dombrow aproveitou uma oportunidade para financiar seu estilo de vida, prejudicando várias pessoas.

Com informações de The Inquerer e outras fontes e foto de divulgação.


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos