Justiça da Argentina reafirma que ensino público é laico


Corte vetou imposição de orações

A Justiça da Argentina reafirmou que o ensino público tem de ser laico, ao proibir a imposição de orações a estudantes pela província de Salta [mapa].

Com mais de 500 mil habitantes, Salta é fortemente católica.

A Suprema Corte da Justiça determinou que a província respeitasse a lei 1420, da laicidade de Estado, aprovada há 133 anos.


A lei admite o ensino religioso, mas opcional, como no Brasil, só que lá as aulas têm de ser fora do horário escolar.

A Corte julgou que Salta estava extrapolando ao instituir o que, na prática, é catequese.

Com informações das agências.





Ensino religioso no Estado laico é excrescência, diz professor

Comentários

Busca neste site