Femen diz que criança vem da mulher, e não de um deus


Ativista tentou tirar Jesus do presépio

Uma ativista do grupo Femen, com os seios de fora, tentou arrancar o bebê Jesus do cenário de Natividade da Praça São Pedro, no Vaticano, hoje (25). Ela foi impedida por um policial.

No site do movimento feminista, há uma explicação para o protesto: "Uma criança não vem de um deus, mas de uma mulher".

Nas costas da ativista que invadiu o presépio estava escrito que “deus é mulher”.





Mulher é inferior em todas as religiões, diz feminista egípcia

Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato