Pular para o conteúdo principal

Testemunhas de Jeová fazem proselitismo em escolas



Testemunhas de Jeová obtiveram autorização da prefeitura de Redenção do Gurgueia (PI) para fazer proselitismo nas escolas do ensino fundamental da cidade entre maio e início de junho de 2017.

Oficialmente, os religiosos fizeram um “trabalho educativo”, com palestras, vídeos e fornecimento de material didático.

Eles devem ter assustado as crianças com previsão do fim do mundo, existência de inferno, etc.

Obviamente nada disseram sobre sua maldição aos homossexuais (ou será que falaram?) e a discriminação que fazem a quem deixar a seita.

Se no Brasil houvesse respeito ao Estado laico, o Ministério Público pediria uma investigação para saber quem autorizou esse estupro intelectual de crianças.

TJs atacam indefesos
Com informação do site Meio Norte e foto de divulgação.

Envio de correção



Testemunha de Jeová recusa sangue, morre e deixa 9 filhos


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos