Defensoria do Piauí desrespeita Estado laico com missa de Natal


Defensora geral
passa por cima
da Constituição

Cerimônia católica 
no órgão público 

A Defensoria Pública do Estado do Piauí ignorou a Constituição brasileira segundo a qual nenhum órgão de Estado pode se envolver direta ou indiretamente com religião.

Nesta sexta-feira (16 de dezembro de 2016) o órgão promoveu em uma de suas unidades missa de confraternização de Natal.


Além de defensores públicos, participaram da cerimônia católica servidores, estagiários e colaboradores.

Todos, incluindo a defensora pública geral, Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes (foto), são conhecedores em detalhes da Constituição. Mesmo assim a desrespeitaram.

Que Defensoria Pública é essa?

E cadê o Ministério Público do Piauí, que até agora não fez nada, considerando que este não é o primeiro ano que aquele órgão pisoteia o Estado laico?

Com informação e foto do site do Governo do Estado do Piauí.




Em Brasília, há culto até nas instalações de Ministério Público

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site