Umbanda torna-se patrimônio cultural imaterial do Rio



Religião está na raiz da cultura brasileira
O prefeito Eduardo Paes assinou decreto que pelo qual a Umbanda se torna um patrimônio cultural imaterial do Rio de Janeiro.

Trata-se de uma iniciativa para valorizar a cultura africana, protegendo-a de discriminação de fiéis cristãos.

O Instituto Rio Patrimônio da Humanidade vai cadastrar todos os terreiros.

A medida foi uma vitória dos umbandistas contra seus maiores perseguidores, os neopentecostais.

Com informação de O Globo.

Envio de correção.

Ex-Bruna Surfistinha diz estar feliz como médium



Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato