Pular para o conteúdo principal

Suspeito de terror islâmico morre espancado em Cuiabá

Valdir Pereira da Rocha (foto), 36, morreu na tarde de quinta-feira em consequência de espancamento por presos da Cadeia Pública de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Valdir estava
na lista da
Hashtag
Ele chegou a ser levado para um hospital, mas teve morte cerebral seis horas depois.

Rocha estava na lista da Operação Hashtag, deflagrada em julho pela Polícia Federal após investigar muçulmanos brasileiros que estariam preparando um atentado contra a Olimpíada do Rio.

Na época, Rocha fugiu para não ser preso, mas depois se entregou à PF.

Rocha e os demais 11 suspeitos que foram presos acreditavam que a promoção de uma matança na Olimpíada a conduziriam ao paraíso.

Com informação das agências e foto de arquivo pessoal.

PF monitora 42 simpatizantes do terrorismo islâmico


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos