Pular para o conteúdo principal

Drauzio fica furioso com quem atribui a ele informação errada



O médico Drauzio Varella (foto) chamou de mau-caráter a pessoa que inventou que ele fez um alerta sobre os supostos perigos (câncer de tiroide, entre outros) das radiações de radiografias dos dentes e das mamografias.

“[Trata-se] de uma mentira deslavada.”

Em seu artigo quinzenal na Folha de S.Paulo, esse escreveu que essa invencionice foi divulgada em vídeo pela internet por uma mulher.

“Ela diz que havia assistido a um programa de TV, no qual eu teria feito a malfadada afirmação.”

Médico chamou de mau caráter quem coloca
 em risco a saúde da população usando o nome dele

Para ele, foi uma atitude “criminosa” porque criou “boatos prejudiciais à saúde da população”.

“Quem responderá criminalmente pelas mortes [de pessoas que deixarem de se tratar]?”

Varella escreveu que seu nome já foi usado várias vezes para respaldar teorias de saúde que não têm nada de ciência, como o de que o pensamento positivo ajuda no combate a uma enfermidade.

“É exatamente o oposto do que penso”, escreveu.

“ Jogar no paciente a culpa do mal que o aflige é crueldade, no mínimo um desrespeito com os que morreram.”

Outra invencionice atribuída a ele na internet, escreveu, é a de que a perda de memória decorrente da administração de determinados medicamentos faz a paciente ou o paciente esquecer da utilidade de seios e de ereções.

“A internet dá acesso ao melhor e ao pior da imaginação humana, às informações da maior relevância e às manifestações dos instintos mais desprezíveis.”

A boateira



Com informação do texto de Drauzio Varella.

Varella afirma por que ateu desperta a ira de religioso




Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Ministro de Israel que disse ser o Covid-19 castigo divino contra gay pegou o vírus

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays