Pular para o conteúdo principal

Atea pede retirada da crucifixo de Câmara Municipal de Maringá

Símbolo cristão fica em local de destaque
A Atea (Associação Brasileira dos Ateus e Agnósticos) pediu ao Ministério Público do Paraná que acione as medidas cabíveis para a retirada do crucifixo e de outros símbolos religiosos da Câmara Municipal de Maringá. 

Para a associação, tais símbolos afrontam a laicidade do Estado brasileiro estabelecida pela Constituição.

Maringá tem cerca de 400 mil habitantes e fica a 436 km de Curitiba, a capital do Estado.

O atual prefeito é Roberto Pupin (PP) e o presidente da Câmara, Chico Caiana (PTB).

Em atenção à Atea, o promotor Maurício Kalache, da Promotoria de Justiça, abriu procedimento para questionar a exposição de símbolos religiosos naquele local.

Cidade tem 400 mil habitantes

Com informação da Atea e foto de divulgação.





Arcebispo associa avanço da violência ao 'ateísmo prático'

Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19