Pular para o conteúdo principal

Abujamra achava que religião é um dos males da humanidade


Irreverente diretor
de teatro, Abu era
ateu assumido
Em julho de 1997, alguém perguntou a Antonio Abujamra (foto) após ele ter gravado CDs sobre os signos do zodíaco: “Você é esotérico?”. Resposta: “Sou ateu”.

Ele explicou que tinha gravado os CDs dos signos como ator. Com fino humor, comparando-se a um dos melhores atores de todos os tempos ao dizer que fazia TV, teatro, cinema e discos, "da mesma forma que Lawrence Olivier."

Abujamra (ou Abu) nasceu no dia 15 de setembro de 1932 em Ourinhos (SP) e morreu em São Paulo em 28 de abril de 2015, vítima de um enfarte do miocárdio. Ele era formado em filosofia e jornalismo.

Em seu programa de entrevista “Provocações”, que a TV Cultura de São Paulo manteve até agora, por 15 anos, Abu dizia que o destino de todos era morrer com sofrimento, em um hospital, com sondas no nariz para reforçar a respiração. Mas o próprio Abu se livrou disso. Aparentemente, ele morreu dormindo.

Casado com Cibélia, a Belinha, deixou os filhos Alexandre e André e dois netos. Sua mulher morreu há cerca de um ano.

Irreverente, inconformado e pessimista, Abujamra criou a companhia teatral “Os Fodidos Privilegiados”. Dirigiu mais de 120 peças e só iniciou sua carreira de ator aos 55 anos. Atuou em duas telenovelas e em três peças. Gostava de poesias, principalmente de João Cabral de Melo Neto (“aprendi muito com ele”), Carlos Drummond e Fernando Pessoa.

Na TV Cultura, desde 2.000, entrevistou mais 500 pessoas.

Aos seus convidados, Abujamra perguntava quem fez mais mal à humanidade, se o sistema financeiro ou se a religião.

O próprio Abu nunca respondeu a essa pergunta, pelo menos no “Provocações”. Provavelmente, por seu ateu, para ele a religião foi mais danosa para civilização.

Abujamra foi um entrevistador que não gostava de dar entrevistas.

Uma das poucas entrevistas que concedeu foi em janeiro de 2012 ao jornal "Estado de S.Paulo".

Entre outras coisas, afirmou não ter esperança na juventude e em nada. “Odeio a esperança. A esperança já fudeu a América Latina e você vem me perguntar, aos 79 anos, se tenho esperança? Minhas esperança é que você não viesse aqui hoje. Era a única (risos).”

O repórter quis saber que legado ele ia deixar.

Resposta: “Nenhum. Ando na rua, vejo o nome de fulano de tal na placa, me pergunto quem será. Eu vou morrer, vai ter tabuleta na tabacaria, vai cair a tabuleta, vai cair o dono da rua, vai cair tudo. Não quero deixar nada”.

Com informações da Folha de S.Paulo, Estado de S.Paulo e outras fontes, com foto de divulgação.


Antônio Fagundes diz que não precisa de Deus para ser ético

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Nova espécie de ave descoberta na Caatinga tem origem em variações do São Francisco

AdSense desmonetiza página do texto 'Ateísmo significa libertação do medo do sobrenatural'

Padre explica seu vídeo sobre mulher apanha porque quer

O padre cantor Fábio de Melo tem tentado nos últimos dias, nas redes sociais, rebater as acusações de que é machista.

Evangélicos quebram imagens de umbanda no Rio

por Denise Menchen , da Folha Quatro integrantes da igreja evangélica Nova Geração de Jesus Cristo foram presos, acusados de invadir ontem à noite um centro de umbanda no Catete, zona sul do Rio de Janeiro, e quebrar cerca de 30 imagens religiosas, prateleiras e um ventilador (foto). O caso foi registrado na 9ª DP (Catete). Segundo uma das dirigentes do Centro Espírita Cruz de Oxalá, a advogada Cristina Maria Costa Moreira, 45, cerca de 50 pessoas aguardavam em fila a abertura do atendimento ao público, às 19h, quando Alessandro Brás Cabral dos Santos, Afonso Henrique Alves Lobato, Raimundo Nonato e uma jovem identificada apenas como Dominique chegaram ao local. De acordo com Moreira, eles ofenderam os presentes e forçaram a entrada na casa. "Eles chegaram dizendo que queriam ver onde estava o demônio e foram direto para o terreiro", conta Celso Quadros, 52, outro dirigente do centro espírita. "Quebraram tudo, inclusive imagens que temos há 40 anos". A a

Estudo afirma que descrentes em Deus têm QI mais alto

Estudo se baseou em 173 países A revista acadêmica Intelligence , da Grã-Bretanha, publicará em setembro um estudo que conclui que as pessoas de QI (Quociente de Inteligência) mais elevado são menos propensa a adotar crenças religiosas.

Evangelho apócrifo de Tomé relata que, na adolescência, Jesus matou três meninos

A física moderna sugere que o tempo não avança, é apenas uma ilusão

Por que cristãos acham que os mórmons são bizarros. Oito motivos

Católicos e evangélicos não aceitam os mórmons como seguidores de Cristo Do ponto de vista cético, as religiões cristãs, ao menos as fundamentalistas, são tão bizarras como  outras de adoração a deuses. As cristãs, por exemplo, acreditam que Deus criou o homem a partir do barro e a mulher, com uma costela dele. E isso é muito bizarro. Entre as que se afirmam cristãs, contudo, uma das religiões é tida como muito estranha pela maioria delas. Trata-se da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias — a Igreja Mórmon. Católicos e evangélicos não a aceitam como cristã. Para eles, a doutrina da Igreja criada pelo americano Joseph Smith Jr. está pontuada de bizarrices que nada têm a ver com o cristianismo.  Seguem abaixo oito pontos da teologia mórmon pelos cristãos tradicionais. 1 — Deus já foi ser humano Os mórmons acreditam que Jeová, antes de se tornar o poderoso Deus, já foi um prosaico ser humano, um desses que habitam a Terra. Para eles, Deus não é um ser imaterial porqu