Vereador propõe legalizar uso das praças públicas para culto

pastor Shakespeare Viana Carvalho
Vereador Carvalho, de 
São José, é pastor 
O pastor da Assembleia de Deus e vereador Shakespeare Viana Carvalho (foto), de São José dos Campos (SP), apresentou projeto de lei que, se aprovado, vai liberar as praças públicas da cidade para a celebração de cultos das igrejas das diversas denominações. A votação da proposta deverá ocorrer este mês.

“Conversei com quase todos os vereadores, e eles vão apoiar a proposta”, disse Carvalho, que é do PRB, partido ligado à Igreja Universal. Acrescentou que o prefeito Carlinhos Almeida (PT) também tem se mostrado “sensível à questão”, diferentemente em relação ao seu antecessor.

São José dos Campos tem mais de 630 mil habitantes e fica a 94 km de São Paulo.

A rigor, não existe na lei proibição às pregações religiosas em praças públicas e só há restrição às manifestações barulhentas. Mas o que ocorre, segundo Carvalho, é que “há preconceito contra os evangélicos”, que são, segundo ele, perseguidos pelos fiscais. A lei acabaria com essa discriminação, disse.

O vereador-pastor admitiu que, no caso de o seu projeto ser aprovado e sancionado pelo prefeito, poderá haver excesso por parte de pastores que poderão usar mais as praças do que seus templos. Por isso, disse, os pastores terão de obter autorização da prefeitura para usar o espaço público.

O vereador oposicionista Fernando Petiti (PSDB) afirmou que a nova lei precisará ter normas claras, de modo a impedir uma guerra entre as denominações pela disputa das praças.

A maioria da população de São José é católica, na proporção significativa de 75,07%, de acordo com o censo de 2.000 do IBGE. Os protestantes (leia-se também evangélicos) correspondem a 16%; pessoas sem religião, 4,5%; budistas, 0,59%; espíritas, 1,71%; e fiéis de outras denominações, 1,87%.





Com informação do jornal O Vale.

Deputado evangélico quer que Deus seja obrigatório no real
fevereiro de 2013

Religião no Estado laico


Comentários

  1. Ta certo, ué.
    Só que depois, não se incomode se a religião a fazer o culto não for a que você desejar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Por isso, disse, os pastores [e líderes religiosos em geral] terão de obter autorização da prefeitura para usar o espaço público."

      Daí é mais uma forma dos RELIGIOSOS QUE ESTÃO NO PODER PÚBLICO barganhar votos durante as eleições, assumindo compromisso de favorecer (com tal autorização) determinadas congregações que ajudarem a eleger seus indicados!

      Começo a acreditar que deveríamos ter mesmo um estado ateu, e imponto uma "laicidade" à população, ou seja, sendo proibido manifestar qualquer religiosidade em público, pois liberdade religiosa com os cristãos sendo maioria só dá essa enxurrada de absurdos que vemos diariamente e a todo instante!

      Excluir
    2. "Quando rezardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar de pé nas sinagogas e nas esquinas para serem vistos pelos homens. Eu vos garanto: eles já receberam a recompensa." (Mateus 6,5)

      Excluir
    3. E verdade tem muita gente sem nossao do que e laico!

      Excluir
    4. Como o anônimo disse, isso ai vai virar barganha na mão de político, pedindo voto em troca de espaço PÚBLICO.

      Excluir
    5. As Praças são Públicas todos tem o direito de usá-las da maneira que bem quiser sem vandalismos! Se vão fazer cultos evangélicos, me digam o nome da Praça e o horário do culto para eu levar um paredão TRUANDO Heavy Metal e chamar os meus amiguenhos para bater cabeça lá!!!

      Excluir
  2. Ele poderia se mostrar mais liberal e propor uso das praças para todos os cultos e não tão somente para sua religião. Vereador seu mandato lhes foi conferido para que legisle para toda a população de sua cidade e não tão somente para os da própria fé que segue.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que tem o costume de culto em pracas sao os evangelicos, nao conheco outro grupo que o tenha.
      Alem do mais a constituicao nao proibe.

      Excluir
  3. Deus é só amor mas umas religiões tentam se impôr sobre as outras. Exemplo tão lindo dos teístas.

    ResponderExcluir
  4. Se liberar para culto tem que liberar para suruba também, afinal é manifestação religiosa que era muito utilizada em solstícios por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assino embaixo.
      Além disso, sexo é natural, religião não.

      Excluir
    2. Todas as religiões mesmo? Será??

      Excluir
  5. Miriam, católica de valores2 de março de 2013 19:48

    é por isso que tenho cada vez mais medo de que evangélicos tomem o poder... olha o q acontece quando um só é veriador... ele quer legalizar os escandalos que eles fazem nos cultos na rua

    se eu tivesse na praça e visse um escândalo evangélico eu chamava a polícia, já não basta carros com sons altos, agora o povo de bem tem que aturar gente fazendo escândalos em cultos?? isso faz mal aos ouvidos, pra quem não sabe

    a maioria da população da cidade é católica, se eu morrace lá eu organizava uma passeata da sociedade católica contra isso

    lugar de culto é na Igreja, praça é lugar de lazer e descanso, não de escandalo

    os evangélicos parece que tao querendo dominar o Brasil, devia ser proibido que esses tipos de fanáticos se candidatassem pra qualquer cargo politico pq a unica coisa que a maioria deles faz é tentar beneficiar a igreja evangélica

    religião evangélica e politica nao combinam, só isso, eles esquecem que a maioria é católica, não evangélica, ficam tentando a todo custo querer enfiar a religião deles pros outros... tem que respeitar...

    deviam tomar vergonha na cara e investigar os pastores ladrões, tem dizimo deles que se transformar em gazolina do carrão do pastor

    não me assusta mais, por isso detesto Martinho Lutero, ele era preconceituoso, parecia louco, só falava besteira, fez muitos absurdos, ele viajava na maionese e por isso era rejeitado, acabou que fundou sua própria religiao e deu no que deu, sem mais comentários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cala a boca, mané, que no Brasil tem procissão e missa na praça

      Excluir
    2. Miriam, católica de valores 2 de março de 2013 19:48


      isso mesmo manézinha, sua igreja é podre e você não pode falar nada desses escrotos, já são quase 2 mil anos que sua "religiãozinha mata, rouba, financia fascista, faz lavagem de dinheiro,provoca guerra, genocídio em larga escala, procura saber a história da ustasha e milhares de caso de pedofilia, todo o dinheiro que saí do bolso dos dizimistas (otários),vai pro rabo do papa e sua quadrilha, e fica por lá mesmo, nenhum tostão é investido na construção de igreja ou catedral, toda obra é financiado pelo estado, com a cumplicidade de políticos locais, então patetinha, vai estudar mais a história da sua religião!

      Excluir
    3. Porque igreja evangélica não lava dinheiro de templo, não rouba fiél otário e nem discemina o ódio, né?

      Excluir
    4. Anônimo 3 de março de 2013 04:06


      "Porque igreja evangélica não lava dinheiro de templo, não rouba fiél otário e nem discemina o ódio, né?"

      Isso é você que está afirmando, zé-ruela!!


      Excluir
    5. Miriam, católica de valores4 de março de 2013 17:58

      anônimo 1, tem mesmo, a diferença é que em missas e outros eventos católicos, não tem nenhum escândalo, eu pelo menos nunca vi

      anônimo 2, a Igreja católica não tem nada a ver com a notícia e por acaso vc pode provar tudo isso q vc ta falando? se é tão podre assim, pq o Vaticano continua de pé? pq ninguém é preso? pq não tem crime, só isso

      não fica falando besteira, é como o padre daqui me disse uma vez "se uma pessoa não tem nada de útil pra te dizer, escute-a, mas não absorva nada" é o que eu vou fazer com o que vc disse

      anônimo 3, eu não posso falar nada sobre isso, só tenho suspeitas contra essas coisas na Igreja Evangélica, mais não tenho provas...

      que Deus esteja com todos vcs...

      Excluir
  6. Que legal isso não?!?!
    Aqui perto de casa tem uma dessas tais "praça da bíblia" e que o espaço é perfeito para a realização de uns concertos de rock aqui no DF, mas quando se é pedido pra usar a tal praça é uma série de artigos burocráticos que tem que cumprir pra usar a tal praça, até agendamento com 8 meses de antecedência. Mas pra quando é pra igrejolas fazerem arruaça e gritaria parece que é tudo mais fácil! Enquanto que pra divulgação cultural, mesmo com o apoio da Secretaria de Cultura do DF, é uma burocracia que dá até raiva! Isto sem contar das vezes que alguns amigos meus foram expulsos da praça meramente pq um grupelho de loucos queria fazer seu culto e os caras já estavam lá a algum tempo.
    Mas só uma questão: A praça não é pública? Porque a crentelhada tem mais privilégios que o resto da população?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ser muito legal mesmo ver dezenas de idiotas explodindo numa chacina!
      Vou adorar pela primeira vez, ver centenas de corpos queimados e estraçalhados pelo chão!
      Que venha essa palhaçada e veremos o resultado!
      Esses imbecis pensam que podem tudo. ha ha ha

      Excluir
    2. No Brasil, ser religioso = ter muitos privilégios (cuja lista não para de crescer)

      Excluir
  7. É um absurdo já basta a gritaria nas igrejas deles, agora vão gritar nas praças também????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o melhor, vão gritar com direito a proteção ultra-especial, pois ai de quem levantar a voz ou fizer qualquer coisa que eles considerem perturbação de seu culto a céu aberto!

      E é a ditadura gay/ateísta que está sendo implantada no Brasil...

      Excluir
    2. E o melhor, vão gritar com direito a proteção ultra-especial, pois ai de quem levantar a voz ou fizer qualquer coisa que eles considerem perturbação de seu show de rock ao vivo!

      E é a ditadura macho/teocrata que está sendo implantada no Brasil...

      Excluir
  8. Já basta a gritaria nas igrejas, agora querem gritar nas praças tbém??? Cada coisa em seu lugar, por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a chegada da teocracia. Fujam para as colinas!

      Excluir
  9. A cidade deve estar muito boa mesmo,para ele se preocupar em fazer um projeto de lei desses.....fala sério,temos outras prioridades e essas sim importantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus está acima de todas as cousas.
      A Palavra de Deus é perfeita e deve ser pregada.

      É como diz o querido protetor das criancinhas, caçador de pedófilos e anti-gays, o pastor e senador Magno Malta:

      "A Bíblia está acima da Constituição!"

      Excluir
  10. este ai é um verdadeiro evanjegue.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nós somos os trouxas, pois é em nossa goela que esses religiosos enfiam seus caprichos políticos, financiados pelo dinheiro que sai dos nossos próprios bolsos: os impostos.

      Excluir
    2. E os idiotas evantrouxas que colocam esse tipinho de vereador para legislar em causa própria. Lei absurda de privilégios absurdos. Vergonha, vergonha, vergonha!!!

      Excluir
  11. Podia liberar sinalizadores para tacar nesses idiotas q agora querem escandalizar em praças públicas! Morram crentes idiotas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro eles precisam tomar o espaço das praças, pra depois montarem as forcas e fogueiras que estão reservadas aos hereges!

      Estamos voltando, a passos largos, para a Idade Média.

      Excluir
  12. Dês de que libere pra toda religião e tenha regras para não incomodar os que não participam dos cultos não tem problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é religioso, não é?
      Pois pelo visto, leu mas não entendeu.

      Excluir
    2. "dês de"?




      ...

      nada contra o portugues não padrão, mas o padrão é o que utilizamos no site...

      Excluir
  13. Temos que eliminar os evangelicos do Brasil

    antes que seja tarde demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já é tarde demais. Quem mandou dormir?

      Excluir
  14. Tá na hora dos ateus mostrarem que são ateus.
    Precisamos ocupar nosso espaço, mostrar que não precisamos de deus para sermos honestos, que queremos um estado laico e não um estado ateu(como querem uns religiosos), enfim, educar, informar, combatendo assim as calúnias, mentiras e com a roubalheira em nome de deus.
    Evitemos ao máximo política, cada um que faça sua parte, que escreva em jornais, que busque a justiça, que se afirme ateus para os amigos e parentes.
    Saiamos do armário, como fizeram os homossexuais.
    Muita gente se revelará ateu quando descobrir que somos livres.
    Junior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisamos mostrar que conseguimos ser honestos e boas pessoas sem crença em deus, pois pelo que vemos diariamente são os religiosos é que devem demonstrar seria possível crer em deus e apesar disso serem honestos e boas pessoas.

      São os religiosos que precisam (e muito) provar que conseguem não ser maus apensar das crenças deles.

      Não usemos dos valores deles (crer em deus = mais chances de ser uma boa pessoa) como regra social. Esse paradigma já deveria ter mudado a muito tempo!

      Excluir
  15. Mas é uma falta do que fazer, ao invés de melhorar a cidade, fazer projetos para que dê uma vida melhor a seus cidadãos, ficam desperdiçando o tempo com projetos fúteis. Estado e Religião, não deve se misturar.. se não vira essa merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O catolicismo prega que a pobreza é uma virtude (por isso escreveram na bíblia que seria difícil um rico entrar no céu), onde os fiéis doam seus pertences (na idade média a igreja tomava na marra) à obra de deus e vivem na miséria, alimentados pelo "espírito santo".

      Nem só de pão vive o homem. <- outra frase criada pela igreja (vide bíblia)

      Excluir
  16. Gozado como essas pragas de evangélicos gostam de se colocar como vítimas, quando são eles que agem com preconceito, prepotência, arrogância, desrespeito a leis (como a do silêncio) e, claro, usam da ingenuidade de seus fiéis para ganhar votos e, aí, legislarem em causa própria, ao invés de para toda a população (são segregacionistas, também). Espero que realmente aprovem mais essa barbaridade e se matem pelo espaço (assembleianos, quadrangulares, católicos, congregacionistas, façam-nos o favor e se arrebentem). Depois que se trucidarem, as praças voltam a ser o ponto de sossego de famílias, idosos e jovens.

    Ruggero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vão usar isso como pretexto pra enxotarem casais gays que estiverem nas redondezas, pois vão alegar que estariam cometendo "abominação" no "pátio da igreja" (no caso, nos arredores da praça pública).

      Excluir
  17. AH tá.... negativo.. essas merdas nao sao donos do mundo..

    ResponderExcluir
  18. Eu proponho legalizar espaço para rituais satânicos. Os coitados dos satanistas não têm onde fazer pentagramas de sangue, colocar estátua de Baphomet nem realizar bacanais. ISSO É INJUSTO!!!

    ResponderExcluir
  19. será que o pessoal do Candomblé e da Umbanda , poderá tb usar a praça pra fazer uma roda de engira>>>>>>>>>> com a palavra o Shakespeare ,... é a politica foi invadida por estes incompetentes que só legislam em causa própria

    ResponderExcluir
  20. Vai ter macumba na praça?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se os líderes dessas religiões tiverem um bom curral eleitoral pra barganhar com os responsáveis da prefeitura, quem sabe...

      Excluir
    2. Se não tiver curral, mas tiver propina eles liberam até suruba pública.

      Excluir
    3. As igrejas gays também vão poder usar a praça?

      Excluir
    4. Somente as igrejas que sejam "cristãs de verdade", e isso quem vai decidir serão os políticos cristãos que estão na prefeitura.

      Excluir
  21. lei que libera a perturbação evangélica..p.q.p

    ResponderExcluir
  22. Nâo! Não! Não! Quase 500 anos e ainda confundem PENTECOSTAIS com PROTESTANTES??
    Caramba!!!!
    PROTESTANTE: Igrejas vindas da Reforma Protestante: Martinho Lutero 1517, Igrejas Luterana, Presbiteriana do Brasil (Calvinista)Mesmo a Anglicana que tem um pé em cada lado.
    PENTECOSTAIS: Movimento nascido nos EUA no final do século 19. Seu mentor:CHARLES FOX PARHAM.
    Diferença? Um oceano, um abismo.
    Para entender sem entrar em detalhes: tudo, absolutamente tudo o que as PENTECOSTAIS pratica: milagres, curas, misticismo, simonia,manisfestções de fé (show gospel), venda de livos religiosos,glossolália, contrarios à famigerada política/religião e...OBRIGATORIEDADE DE DÍZIMOS como uma espécie de barganha com Deus.
    Únicas semelhanças: Desprezam o culto à Maria (e todos os santos) veneração, ou adoração de imagens.
    O termo PROTESTANTE não é um "protesto" à IC, mas é referência à um fato histórico. Mas aí já é outra história...
    PENTECOSTIAS são TRAIDORES DE LUTERO já que ele lutou contra a venda de indulgências (hoje Teologia da Ppprosperidade).Os protestantes pecam pelo silêncio e a omissão.Calam diante desses fundamentalistas, oportunistas intolerantes, sem lastro ou direcionamento teológico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não confundo nada, pra mim são todos cristãos, ou melhor, são todos RELIGIOSOS e ponto final.

      Excluir
    2. eu diria que a merda é a mesma, o cheiro é que é diferente

      Excluir
    3. Resumindo: tudo a mesma merda, numa interminável guerra de vaidades para ver quem tem a mais "cheirosa".

      Excluir
  23. Concordo.
    Praça é um espaço livre, o povo pode usar pra religião sim.
    Então que venham os evangélicos, macumbeiros, espíritas, testemunhas de jeová, judeus, budistas, seicho-no-ie... opa!... peraí... pra que lei?
    A praça já é de todo mundo.
    Ah, eles acham que com a lei a praça será só deles?
    Querem fazer cultos com hora marcada na praça?
    E os decibéis dessa gente gritando, acabará a bagunça as 22 horas?
    E se minha casa perto da praça desvalorizar no mercado por causa do barulho, o prejuízo é meu apenas?
    Fala sério Brasil.
    Tá na hora da religião receber o respeito que merece, bem longe de nós, lá dentro dos templos, igrejas, sinagogas e terreiros.
    Vai lá quem quer.
    Tô curado dessa.
    Sai de mim jesus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tolerar a existência das religiões na sociedade, dentro de seus locais particulares de culto, já seria um grande sinal de tolerância religiosa e respeito (até demais) com essa estirpe, no entanto, o estado vive um eterno enlace com as seitas dominantes e parece que assim será até o último dia.

      Excluir
  24. Pena que eu não moro lá. Passear com os cachorros bem na hora dos cultos...
    Acho que até adestraria uns para usarem as pernas deles como postes. ¬¬

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles acionariam a polícia por você estar invadindo local de culto. E você seria humilhada diante de todos eles, inclusive dos policiais, já que todos ali a reprovariam. Daí você poderia até chorar, espernear e tudo mais na delegacia, mas no final das contas você sairia prejudicada (eles estariam dentro da lei) e ficaria tudo por isso mesmo, com você repetindo o mantra brasileiro: "Fazer o que?"

      Excluir
    2. Quem vai mijar é o cachorro, não eu! ¬¬
      Ninguém pode pedir pro bichinho se segurar, ele não entende. E é fácil fingir que estou prestando a atenção no 'curto'.
      Se maltratarem os bichos chamo as ONGs de proteção aos animais.¬¬
      Se for um bichinho de rua e eles maltratarem chamo todas as Ongs ambientalistas. Só que faltava tirarem cães das ruas e permitirem arapongas crentes berrando rsrs

      Há cães que seguem até procissões de Sexta-Feira Santa. Em geral mais educados do que os 'crentes'. que fazem a procissão. (Ironia mode On, pls)

      Mas falando sério, nem precisa muito esforço, uma chuvarada bem forte num dos eventos e não fazem mais, já que não podem chamar a polícia para prender o toró...Vão preferir lugares mais seguros, sem chance de uma sacanagem da natureza. Pelo sim, pelo não, já aprendi a dança da chuva...Vai que funciona?

      Excluir
  25. Agora pergunta pros 630 mil habitantes se eles estão de acordo com isso, com meia dúzia de vereador é muito fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Democracia não é ditadura da maioria, mas sim, assegurar direitos iguais para todos.

      Excluir
    2. Quero macumba na praça.

      Excluir
  26. Culto na praça pública? Sem problemas. Agora só falta liberar o espaço das igrejas para a população fazer umas festas, praticar skate, andar com o cachorro, tocar sorvete, comer hot-dog, fazer uma azaração... Com a vantagem de que, se chover, o espaço é coberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu é burra ou ignorante?


      Artigo 5º da Constituição Federal
      XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

      VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a PROTEÇÃO AOS LOCAIS DE CULTO e a suas liturgias;

      Excluir
    2. "Culto na praça pública? Sem problemas. Agora só falta liberar o espaço das igrejas para a população fazer umas festas, praticar skate, andar com o cachorro, tocar sorvete, comer hot-dog, fazer uma azaração... Com a vantagem de que, se chover, o espaço é coberto." [2]

      Exatamente. E vale lembrar que os templos não pagam impostos, logo, na mais justo do que ser considerado um lugar de TODOS.

      Excluir
    3. A minha resposta pra essas leis, que por sinal ninguém as cumpre de fato, é: DANE-SE!!
      Já to é cansado de ser bonzinho com essa crentelhada estúpida! Eles já tem os seus templos então que não usem o único espaço que a coletividade comunitária possui pra fazerem seus cultos, já que estes os possuem e em melhor qualidade que muitas praças que existem pelo país.
      Enquanto o povo continuar com essa mania de respeitar quem não merece eles continuarão a escarrar em nossas caras como sempre fizeram (não vão me dizer que aquela gritaria histriônica de pregadores de rua e de coletivos de loucos é a mesma coisa que um concerto de música clássica ao ar livre), eles continuarão a abusar de nossa paciência! Basta somente dizer que cada coisa tem seu lugar e hora! Pra mim chega!

      Excluir
    4. Ao Anônimo3 de março de 2013 12:07 que citou a Constituição:

      1. Vc foi desrespeitoso.
      2. Se estiver acontecendo um comício em praça pública, na forma da lei, eu posso praticar meu skate por ali perto, não posso? Também posso dar uns amassos na mina que eu estou ficando, correto? Se o pessoal do culto respeitar, não haverá problema nenhum.

      Excluir
    5. O Cavaleiro Agnóstico3 de março de 2013 21:28

      Vulgo Zé Pilintra,

      1 sim foi de propósito

      2 quero ver como vc vai andar de com esta porcaria que só serve para quebrar patrimonio público com a praça cheia de gente,

      3 Faz o seguinte: quando a torcida do corinthians estiver ocupando o espaço que vc quer detonar, meta o skate sobre eles para vc ver onde eles enfiam o seu brinquedinho.

      Excluir
    6. Faltou argumentar que "local de culto" se refere à igreja, e não à praça! A praça, sendo espaço público de um Estado laico, não pode ser cedida a *uma* religião. Talvez à todas (segunda os católicos, terça os evangélicos, quarta os umbandistas... um dia para os ateus e agnósticos também né, também somos cidadãos).

      Excluir
    7. Agnóstico = em cima do muro

      Excluir
    8. que seja, mas ainda assim cidadãos.

      Excluir
    9. A questão deles é muito simples: Eles pensam que seus templos não garantem o proselitismo religioso agressivo que eles desejam fazer na praça. É questão de ocupar espaços. O rádio, a TV, a Internet, os jornais e revistas, etc acabam deixando "escapar" prováveis conversos. Eles querem é converter a todos nós nas praças e logradouros públicos.

      Excluir
    10. O Cavaleiro Agnóstico3 de março de 2013 23:15

      Zé Pila

      XVI - todos podem reunir-se pacificamente, TODOS Zé, Toooodos

      Excluir
  27. Dona Mirian, ainda a pouco no outro post vosse disse que a lei deve ser pra maioria, Lembra?
    Pois é meu amore, é isso que estaun fazendo, uma lei que atenda a maioria evangélica.
    Vosse tá esprimentando do próprio veneno agora.
    Como disse lá, nóis cristão é tudo burro mesmo né.
    Nóis naun entende que estado laico, naun é estado atel, mas estado que protege todas as crença relijiosa sem destinssão!
    Como nóis cristão somo intolerante, nóis qué uma ditadura cristã, mais que beneficie só nossa relijião.
    Deus é maravilhoso.
    Lovor e grória.

    ERMÃO EM CRISTO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriam, católica de valores4 de março de 2013 17:52

      meu querido, só uma pergunta, vc leu a matéria?

      acho q não

      a matéria diz que a MAIORIA DA POPULAÇÃO É CATÓLICA, evangélicos são minoria, ou seja não são a maioria e lei não deve ser baseada neles, a minoria

      eu sou muito tolerante, se vc é intolerante eu não nada haver com isso, ok? e eu não sou burra, se vc é isso outro problema seu


      se toca, tem burro em todo canto, mais tbm tem gente inteligente em todas as religiões, assim como na católica, como na evangélica, a igreja católica, só pra vc saber, foi a instituição religiosa q mais contribuiu com o conhecimento humano, ok?

      vai encher outra e passar bem

      que Deus te dê a sabedoria de respeitar os outros

      Excluir
  28. credo meu, ainda bem que ano que vem eu vou me mudar de lá!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles estão abrindo um precedente, então amanhã isso já terá se espalhado por todo o país.

      Excluir
  29. que horror, espero que para o bem da comunidade racionalista de s.j.c isto nao seja aprovado...ce é loco

    ResponderExcluir
  30. Que palhaçada, que absurdo! Logo teremos que aguentar esses psicopatas gritando e berrando nas praças que deveriam ser de uso publico e não de uso dos pastores! Se for assim pq nao fazer cultos satânicos nas praças?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas teoricamente os cultos satânicos (que também são cultos religiosos) também poderiam ser feitos na praça, desde que sob autorização da prefeitura. O problema na prática é conseguir tal autorização, já que a prefeitura está nas mãos dos teocratas cristãos.

      Excluir
  31. Eu acho que o projeto é razoável. Desde que possamos usar as igrejas como banheiro público e as casas de pastores como motel.

    ResponderExcluir
  32. Se o Estado é laico, os espaços públicos não devem ser usados por religiões. É o mesmo que usar o real para fazer publicidade do cristianismo.

    ResponderExcluir
  33. Daqui a pouco essa gente vai criar lei pra usar as nossas casas como local de culto e não vamos poder fazer nada! Aonde é que a gente vai parar?

    ResponderExcluir
  34. Um homem desses não poderia levar o nome do maior poeta e dramaturgo que o mundo secular já teve, Shakespeare. Chega a ser tragicômico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shakespeare era gay. Inclusive, o original de Romeu e Julieta tratava de um romance homoafetivo (Romeu e Júlio?), mas foi postumamente foi convertido num conto heteroafetivo para se adaptar às exigências culturais (que são heteronormativas).

      Excluir
  35. isto é um absurdo... ou seja, usarao as igrejas para fazer culto de adoraçao... e a pergunta é: e no caso dos grupos de rock, que desejem usar as praças, se lhes dará a permissao??? e os adoradores de Satan??? e os adoradores de outras religioes??? e os circos com malabaristas???

    gente, realmente, nao tem sentido nada no Brasil, do jeito que vai.

    ResponderExcluir
  36. Até quando as pessoas minimamente sensatas e coerentes desse país vão aturar e calar de modo tão conivente diante das manobras reacionárias dessa máfia nazifascista, que está de modo autoritário e truculento; impondo seus credos e mitos fanático-esquizoides como verdades absolutas e inquestionáveis?

    Estamos diante de um golpe branco de estado, com a paulatina implantação de um regime político de matriz teocrática fundamentalista, que já se encontra em avançado estágio de implantação; e que ameaça de maneira contundente a prevalência e do reconhecimento dos Direitos Humanos, da dignidade da pessoa humana e da inclusão dos direitos civis das minorias em nosso ordenamento jurídico republicano.

    Já é mais do que evidente que existe um afoito e acintoso projeto de poder em curso, e que está sendo levado a cabo pela máfia do dizimo dos mercenários da indústria da fé e da credulidade com a sua luxuosa lavanderia da isenção fiscal; tendo a ajuda graciosa e a criminosa anuência "lesa humanidade" dos partidos da direita, da neo-direita brasileira e da centro esquerda, que estão ávidos e sendo regiamente cooptados pelos cobiçados votos dos dóceis, manobráveis e despolitizados currais eleitorais evangélicos.

    ResponderExcluir
  37. Eu não sei por que eles precisam, de aprovação de lei e autorização do povo sendo que as prostitutas trabalham sem autorização e nenhuma fiscalização e nem o povo tem proibido seus trabalhos de induzir estes grandes bastardos principalmente as mulheres que seus maridos tem pago por sexo e drogas atraves da praça.
    Que fiquem o povo com as drogas e suas putas nas praças publicas e abaixo estes evangélico gulosos.
    Se não onde vamos achar putas com facilidades se os crentes vão afugenta-las?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site