Universidade planeja criar curso de pós-graduação em psicologia cristã

com atualização

O UDF (Centro Universitário do Distrito Federal) planeja criar um curso de três meses de pós-gradução em psicologia cristã, que será destinado aos graduados em psicologia.

 O CFP (Conselho Federal de Psicologia) já se manifestou contra o novo curso porque entende que a psicologia, por ser uma ciência, não tem nada a ver com o cristianismo ou com qualquer outra crença religiosa.

Informou que, caso se confirme a criação do curso, vai recorrer às instâncias competentes contra o que considera ser uma afronta da universidade à ética profissional.

Criado em 1967, o UDF é privado e não tem vínculo com igreja ou entidade religiosa. Na graduação, oferece, entre outros cursos, ciências biológicas, enfermagem, engenharia mecânica e direito. Na pós-graduação, tem mais de 30 cursos em diversas áreas. As aulas de alguns deles são pela internet.

O UDF faz parte do Grupo Cruzeiro do Sul Educacional, que também congrega o Colégio Cruzeiro do Sul, Universidade Cruzeiro do Sul e Centro Universitário Módulo, com mais de 35 mil alunos no total. 

A proposta de criação do curso encontra-se em análise no Conselho de Educação da universidade. Paulo Fernando Melo, advogado do UDF, rejeitou a ingerência do Conselho de Psicologia, que, segundo ele, não pode impedir ninguém de se especializar no que deseja.

A contaminação da prática de psicologia pela religião preocupa desde o começo do ano o Conselho de Psicologia, que, por intermédio de sua representação no Paraná, tenta convencer a profissional Marisa de Lobo a deixar de se apresentar na internet como “psicóloga cristã”. Lobo disse que nada a fará abrir mão de sua fé e acusou o conselho de perseguir os profissionais cristãos.

GRUPO NEGA – atualização em 26 de junho de 2012

Evelyn Carvalho, da assessoria de imprensa da Cruzeiro do Sul Educacional, enviou o seguinte esclarecimento:

"Com relação à nota “Universidade planeja criar curso de pós-graduação em psicologia cristã”, publicada no blog Paulo Lopes em 25/06/2012, o Centro Universitário do Distrito Federal - UDF - esclarece que nenhuma discussão a respeito do referido curso foi submetida a qualquer instância dentro da instituição e ressalta que o mesmo não será oferecido. Destacamos também que os profissionais citados não representam o Centro Universitário do Distrito Federal e que a instituição observa e respeita a legislação educacional e a ética de todos os seus cursos."

Com informação do Correio Braziliense.

'Psicóloga cristã' diz ser vítima da militância ateísta.
março de 2012

Caso Marisa Lobo.   Ciência versus religião.

Comentários

  1. Tem tudo pra prosperar (infelizmente) visto que os proprios cristãos preferem uma consulta com psicologo cristão. Eu não inventei, eu ESCUTEI da boca de um religioso sugerindo a outro que procurasse um psicologo cristão, isso vai virar moda aguarde...

    ResponderExcluir
  2. I don't want to live on this planet anymore.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bitch please
      Veja esse artigo.

      Excluir
    2. E o que uma coisa tem a ver com outra?
      Você pode criar curso do que você quiser, agora, se o MEC vai reconhecer o curso aí já são outros quinhentos.

      Excluir
  3. ???
    Não é surpresa já que a quase pseudociência (desculpe é verdade) psicologia não tem lá muita credibilidade, por que vocês acham que eu não dei muita bola para a “psicóloga cristã”?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pseudociência (desculpe é verdade) psicologia

      Me prova isso com argumentos científicos.

      Excluir
    2. http://www.arachnoid.com/psychology/index.html
      http://www.arachnoid.com/trouble_with_psychology/index.html

      .......

      Excluir
    3. Morgoth, tenho de discordar de você no que diz respeito à psicologia ser uma pseudociência, pois existem linhas teóricas que trabalham com todo o rigor científico positivista para corroborar suas proposições. Claro que há linhas de atuação dentro da psicologia que são pseudocientíficas, o que infelizmente contribui para que divulguem inverdades como que você afirmou. Porém a maioria dos psicólogos seguem preceitos teóricos com fundamento científico, fruto de inúmeras pesquisas.
      Devo ressaltar que o comportamento humano não é formado unicamente por questões biológicas, como muitas vezes a visão medicalizadora do ser humano tenta difundir, mas também por questões culturais e da própria constituição psíquica da pessoa. Isso dificulta muitas vezes a pesquisa científica no campo da psicologia, mas não a torna impossível, pois o ser humano possui múltiplas formas de se comportar, variando de um indivíduo para outro.

      Excluir
    4. A psicologia é uma quase pseudociência por entrar exatamente na área do "pensamento humano" que completamente subjetivo e imprevisível e isso não dificulta uma pesquisa na base cientifica, ela a torna inviável porque os resultados podem variar por praticamente todos os "profissionais" que o fizerem e refizerem.
      E como o autor do texto que eu citei falou, a psicologia é muito subjetiva, podendo alegar o que quiser sobre a mente já que essas alegações não podem ser testadas a rigor cientifico.
      A alguns anos DSM considerava homossexualismo uma doença(????), eu pergunto com que criterios eles consideravam ela uma doença? depois esse dados se tornaram tão "nojentos" que eles foram obrigados a mudar sua posição.
      E temos coisas bizarras como:
      Transtorno de rivalidade entre irmãos(?)
      Disordem matematica (?)
      Me desculpe se eu não consigo levar a psicologia a serio, como ciencia (coisa que ela não é).

      Excluir
    5. ciência circense27 de junho de 2012 20:49

      A psicologia, em sua origem, tinha um caráter científico.

      Hoje em dia, graças à infestação de militantes políticos e gente incompetente no meio, a psicologia dedica-se a inventar doenças e "normalidades", de acordo com a moda do momento e as preferências e interesses do inventor.

      Excluir
    6. "Hoje em dia, graças à infestação de militantes políticos e gente incompetente no meio, a psicologia dedica-se a inventar doenças e "normalidades", de acordo com a moda do momento e as preferências e interesses do inventor."

      Exato, temos alguns religiosos, gays, conspiracionistas, pessoal da extrema esquerda e direita mimizentos e outros, presentes na área da psicologia. (a psicologia em suas origens não tinha caráter cientifico, ela nunca teve tal caráter na verdade).

      Excluir
    7. Cara você falou foi muita asneira, usando como base esse site. Pois bem, eu li e o que eu vi foi um site que de científico não tem nada.
      Um site tendencioso, que tenta desqualificar a psicologia e a psiquiatria (inclusive não faz distinção entre ambas), sem no entanto mostrar referências que corroborem suas afirmaçãoes, coisa de cientologia mesmo. Já desconfiava, mas depois de ler o artigo tive a confirmação.
      vá estudar que você ganha mais.

      Excluir
    8. Uma das afirmações do site é que pra ser considerado ciência, uma área de conhecimento como a astronomia, psicologia ou psiquiatria dependem da física para validação.
      "...in the same way that astronomy and particle physics, though very different, rely on physics for validation".

      O texto não possui qualquer base ou fundamento como os demais que já vi dos cientologistas, que pregam o ódio a psicologia e psiquiatria.
      Segundo eles, ambas estariam envolvidas numa conspiração para controlar a população.
      Isso mesmo, faça-me rir.

      Excluir
    9. "Exato, temos alguns religiosos, gays, conspiracionistas, pessoal da extrema esquerda e direita mimizentos e outros"

      Cala a boca, homofóbico! Tá com tantas paranoias que precisa de um psiquiatra, não psicólogo.

      Excluir
  4. I don't want to live on this planet anymore.- 2

    ResponderExcluir
  5. Vale tudo para lucrar, ate vender cursos furados.

    ResponderExcluir
  6. O Conselho de Psicologia não pode impedir ninguém de se especializar no que deseje? É um canalha.

    E se alguém quiser se especializar em psicomineralogia, a UDF vai inventar uma pós pra isso também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Conselho Federal de Psicologia (CFP) é um órgão comprometido com a ciência, tanto quanto um site gay é uma publicação científica e uma sauna gay é um centro de estudos científicos.

      Excluir
  7. A psicologia está realmente em crise...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não neanderthal, a Psicologia não está em crise.
      Ela assim como outras áreas de conhecimento científico está sob ataque da religião.
      Valdo

      Excluir
    2. ciência sequestrada por terroristas gays27 de junho de 2012 18:25

      A Psicologia está sob ataque do movimento gay, político e ideológico, que tenta determinar o que pode ou não pode no âmbito dessa ciência ou atividade terapêutica.

      O ridículo Conselho Federal de Psicologia (CFP) é o melhor exemplo disso.

      Excluir
  8. Só faltava esses fanáticos tomarem conta das Ciência. Rumo a teocracia e a ditadura teocrática.

    ResponderExcluir
  9. Formar em psicologia cristã é uma boa.

    Voce ganha dinheiro oferecendo igrejas para os pacientes.
    E ganha dinheiro das igrejas que voce está fazendo marketing.

    E se a pessoa não se curar voce ainda pode dizer que ela não tem fé suficiente, que prescisa doar mais dinheiro.

    E é mais dinheiro no seu bolso e na da igreja e nenhum processo envolvendo seu nome :D

    Ironic mode [on]

    ResponderExcluir
  10. _É interessante que não conseguem ajudar as pessoas e vivem se preocupando com algo que denominam: "contaminação pela religião"?
    _Quem pensam que são?
    _Se não podem ajudar, não tentem atrapalhar!
    _Existem pessoas que não possuem inciativa para nada! São fracas e incapazes de mover um dedo para reverter a situação de sofrimento em que muitas pessoas se encontram! _Contudo, são as primeiras a se colocarem contra todas as propostas de mudança geradas a partir de uma transformação interior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ciencia, minha filha, para de drama.

      Excluir
    2. Não resisti:

      "_Se não podem ajudar, não tentem atrapalhar!"

      Se a m***a é jogada no ventilador, o mais sensato é desligar o ventilador. Ou parar quem está jogando a m***a. E depois ter o trabalho de limpar o ambiente. :-T

      "_Quem pensam que são?"

      O Conselho Federal de Psicologia. Se com um órgão (teoricamente) fiscalizador já é uma zona, imagine sem um.

      "_Existem pessoas que não possuem inciativa para nada! São fracas e incapazes de mover um dedo para reverter a situação de sofrimento em que muitas pessoas se encontram!"

      Diga isso para um assassino em potencial, ou um criminoso em potencial. Muitas vezes é melhor não fazer nada do que fazer errado, ou de qualquer jeito. Eis o dilema "morar na favela ou embaixo da ponte": se consultar com um picareta ou não se consultar jamais? Pense numa terceira opção.

      Excluir
  11. kakaka a crentaiada está cada vez pior

    ResponderExcluir
  12. A educação superior neste país está cada vez mais banalizada. E não é por causa das universidades federais, que apesar de todas as dificuldades continuam provendo o que há de melhor em ensino e pesquisa no Brasil.

    O problema são essas faculdades caça-níqueis, que se transformaram em verdadeiras fábricas de diplomas. Elas inventam disciplinas, cadeiras e cursos só para encher linguiça e para justificar o valor que cobram pela formação "superior".

    Daí tem um grupo ali que 37% do capital pertence a estrangeiros (caso do grupo que controla a UDF), outro grupo de educação lá que come na mão de evangélicos... Fora as universidades mais antigas e mais tradicionais que já estavam nas mãos de grupos religiosos, como a PUC - que inclusive tem o disparate de ter um curso denominado "Ciências da Religião".

    Assim caminha a educação superior privada no Brasil. Qualquer dia essas faculdades vão inventar até o curso de "Física Sob a Ótica Cristã". E um bando de panacas vai se inscrever, achando que realmente vai aprender alguma coisa sobre Física.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Física Sob a Ótica Cristã"

      Provavelmente não teria Cálculo Integral e Diferencial ou Mecânica Quântica (seria talvez como a física aristotélica, sem experimentações :-), daí é possível que muitos panacas se inscrevessem mesmo, porque o que é fácil é mais "gostoso".

      Excluir
  13. Cursos de pós-graduação que duram 3 meses, em qualquer área, são simples caça-niqueis.

    ResponderExcluir
  14. Tá mais pra "curso" de pós-gradução em pepsicologia cristã do Centro Universitário do Detrito Federal. Tou até imaginando as disciplinas: "Desencapetamentologia", "Cura para Homossexualismo", "Hermenêutica Aplicada à Psicologia", "Moral Cristã na Sociedade" etc.

    Educação privada no Brasil é uma piada de mau gosto, aliás o nome já diz tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou "Alienologia" e "Cálculo Trizimal e Intregá-lo"

      Excluir
    2. Alienologia é um termo que existe na língua italiana. Refere-se à psicologia clínica e aos estudos dos alienígenas.

      Excluir
  15. Aqui um texto de analise critica sobre pscologia cristã e a sua pioneira : http://bulevoador.com.br/2012/02/32971/

    ResponderExcluir
  16. E eu que achava que a notícia do Nessie já era bizarrice demais para essa semana...
    Se pode ter um psicólogo cristão, então nada impede de ter um psicólogo jedi, certo? Não vejo muita diferença na validade e veracidade das informações oferecidas pelas duas correntes de pensamento.
    Pessoal insiste em misturar superstição com ciência, com política, com medicina, com tudo. Mas não é tanta surpresa isso sendo em um país que acha que homeopatia funciona...

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Desde que vi uma discussão entre uma psicologa com um psiquiatra, a psicologia perdeu a moral em minha visão. É tanta gente desqualificada se formando em psicologia que essa ciência só tem caído em descredito. Psicologia devia ser apenas uma especialização de uma ciência mais profunda como a psiquiatria. Qualquer imbecil ganha um "Dr" em apenas 4 anos de psicologia barata e saí pensando que é mesmo um "doutor". Uns anos atrás entidades que representam psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas brigaram por conseguir poderem ter no carimbo em frente dos nomes de seus formandos um "Dr". Conseguiram, agora todo mundo é "Dotô". Um psiquiatra é antes de tudo um médico com seis anos de formação em tempo integral, mais a especialização, são muito mais preparados e nem isso garante um bom profissional, psicologia passa longe disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser psiquiatra a pessoa tem que cursar Medicina (que já é bem concorrido para entrar, pelo menos nas universidades públicas) durante, até onde sei, 5 ou 6 anos, depois fazer residência em Psiquiatria - pelo que vi, mais 2 ou 3 anos. E pra ter o título de Doutor, em termos acadêmicos, é necessário ter concluído o Doutorado, que vem depois do Mestrado. Um longo percurso.

      Só o fato de psicólogo nenhum emitir receita de fármaco já representa uma grande desvantagem. A leitura de livros clássicos aliado à autorreflexão mais exercícios físicos é muito mais proveitoso que uma consulta de psicologia.

      Claro que estou generalizando, pois há bons profissionais, mas mesmo esses em certos casos e distúrbios são inúteis.

      Excluir
    2. Veja bem, psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e a mente humana. Psiquiatraia é um ramo da medicina. Psiquiatra é médico. A psiquiatria cuida das doenças da mente. Eu sei que você sabe, mas é bom dixar isso claro para todos os leitores.

      Excluir
    3. Veja bem, psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e a mente humana.

      Psicologia não é ciência, ela nunca recebeu esse status, mas psicólogos juram de pé junto que psicologia é tão ciência como biologia, química ou até mesmo a própria neurociência.

      http://www.arachnoid.com/psychology/index.html
      http://www.arachnoid.com/trouble_with_psychology/index.html

      Uma tabela bem interessante:

      http://www.arachnoid.com/trouble_with_psychology/resources/science_spectrum.png

      Excluir
    4. Psicologia só será uma ciência natural (e que funciona, efetivamente) quando se tornar Neurologia.

      Fico imaginando no futuro: uma pessoa tem uma certa fobia; vai no Neurologista, este mede através de exames seus níveis de estresse etc. e receita um fármaco ou o aconselha a tomar certas atitudes, baseados nos exames mensuráveis. O que se sente é, claro, relevante, mas se nossos "quadros mentais" são subjetivos (sendo assim, a psicologia também subjetiva, e assim conversa-pra-boi-dormir), nossas emoções (que são os "pincéis" e a "tinta" de tais "quadros"), por outro lado, são objetivas e perfeitamente mensuráveis e tratáveis de forma efetiva.

      Se forem casos mais mundanos como problemas de relacionamento (conjugal, familiar, empregatício) é só ler ou assistir uma peça de Shakespeare, por exemplo, e refletir sobre ela e seu problema pessoal. Mais efetivo e mais sublime que psicologia e religião juntas.

      Excluir
    5. Gente, o que é ciência pra vcs??? Quem são vcs pra falar que psicologia não é ciência? Ao menos sabem o que É ciência??? Ora, por favor, existem estudos que mostram que efeitos terapêuticos comportamentais cognitivos tratam e curam depressão MELHOR que os fármacos. Psicologia é ciência desde 1879, qdo Wundt fundou o primeiro laboratorio experimental da área. Se vcs não sabem disso, então é melhor fechar a boca, antes que saia apenas UM MONTE DE MERDA.

      Excluir
    6. Psicologia não é uma ciência. Psicologia só será uma ciência ( que funciona efetivamente ) quando se tornar neurologia. Eu não acredito que li isso.Sem comentário.

      Excluir
    7. Tem gente que chama Teologia de Ciência. Rótulos são chamativos e limitantes. De qual ciência estamos falando? De qual psicologia? Psicoterapia, psicanálise, neuropsicologia, psicologia evolutiva... Se o termo "psicologia" abarca todas as ramificações e correntes, aprende-se tudo isso na faculdade? Holismo ou reducionismo? Rótulos...

      Espero que não esteja falando com psicólogos ou futuros psicólogos. Argumentar com racionalidade, ou seja, ouvir a opinião discordante e evitar xingamentos gratuitos e discordância gratuita ("não é assim e pronto!"), é uma característica que se espera de tais profissionais.

      Excluir
    8. Regis.
      Seguindo a sua linha de pensamento:
      desde que li sobre Stalin vi o quanto os ateus são maus.

      Excluir
  19. Isso só pode ser piada interna que acabou ultrapassando os muros da UDF...

    ResponderExcluir
  20. Os cristãos em geral deveriam parar de visitar esse Blog. Isso não passa de um aglomerado de pessoas idiotas que se acham acima do bem e do mal. Cristãos do Brasil afastem-se dessa Babilônia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahahahhahaah

      "Babilônia maravilhosa... Em câmera lenta"...

      Cada uma. Tinhoso em todo lugar.

      Excluir
    2. O rei da Babilônia mandou babilonizar a cidade da Babilônia que foi babilonizada pelos babilonizadores da Babilônia.

      Excluir
  21. Sim nos ateus somos superiores bem acima dessas idiotices religiosas, é uma pena que vocês religiosos nunca tem nada a dizer a cultura de vocês é zero.

    ResponderExcluir
  22. Pastor sênior da igreja batista bereana de Fayetteville ( EUA )DIZ QUE PAIS DEVERIAM "SURRAR" SEUS FILHOS GAYS PRATICANTES. Pastor batista americano orienta pais a espancar filhos afeminados. Pastor Sean Harris da Baptist Berean Church prega em sermão que pais deveriam espancar filhos homossexuais. PARENTS SHOULD PUNCH GAY-ACTING CHILDREN, SAYS PASTOR SEAN HARRIS. Cadê a piscologia "cristã"? Isso não é incitar a violência? Isso não é intolerância e incitação ao ódio? Isso não é homfobia? Cadê o "amor" cristão? Cdê a cultura religiosa?

    ResponderExcluir
  23. Pastor sênior da igreja batista bereana de Fayetteville ( EUA )DIZ QUE PAIS DEVERIAM "SURRAR" SEUS FILHOS GAYS PRATICANTES. Pastor batista americano orienta pais a espancar filhos afeminados. Pastor Sean Harris da Baptist Berean Church prega em sermão que pais deveriam espancar filhos homossexuais. PARENTS SHOULD PUNCH GAY-ACTING CHILDREN, SAYS PASTOR SEAN HARRIS. Cadê a piscologia "cristã"? Isso não é incitar a violência? Isso não é intolerância e incitação ao ódio? Isso não é homfobia? Cadê o "amor" cristão? Cdê a cultura religiosa?

    ResponderExcluir
  24. Na hora das descobertas científicas que desmentem postulados de fé e de religiões, muitos da fé e das religiões dizem que "deus" não pode ser objeto "da ciência"...

    Mas na hora de enganar os ingênuos atribuindo "cientifidade" a "fé" e a "religiões"... os mesmos muitos exibem sua "má-fé" descaradamente!!!

    ResponderExcluir
  25. Por conta dos milagres do tal "deus" que não faz nascer novas pernas em quem perdeu, mas providencia "milagres" para "paralíticos", muitos "da fé" conhecem mesmo a "psicologia" dos ingênuos e fracos mentais.

    ResponderExcluir
  26. Evelyn Carvalho, da assessoria de imprensa da Cruzeiro do Sul Educacional, enviou o seguinte esclarecimento:
    "(...) o Centro Universitário do Distrito Federal - UDF - esclarece que nenhuma discussão a respeito do referido curso foi submetida a qualquer instância dentro da instituição e ressalta que o mesmo não será oferecido. Destacamos também que os profissionais citados não representam o Centro Universitário do Distrito Federal e que a instituição observa e respeita a legislação educacional e a ética de todos os seus cursos."


    Se for realmente verdade, menos mau. Uma aberração a menos. Em homenagem, "Psicologia de um vencido", otimistamente pessimista, de Augusto dos Anjos:

    Eu, filho do carbono e do amoníaco,
    Monstro de escuridão e rutilância,
    Sofro, desde a epigênese da infância,
    A influência má dos signos do zodíaco.

    Profundissimamente hipocondríaco,
    Este ambiente me causa repugnância...
    Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia
    Que se escapa da boca de um cardíaco.

    Já o verme — este operário das ruínas —
    Que o sangue podre das carnificinas
    Come, e à vida em geral declara guerra,

    Anda a espreitar meus olhos para roê-los,
    E há de deixar-me apenas os cabelos,
    Na frialdade inorgânica da terra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, por este texto do J.Tadeu, parece que se tratou de um alarme falso...mas tenho receio de que alguma outra "instituição" goste dessa idéia.

      Charles

      Excluir
  27. É por essas e outras que a militância ateísta só tende a crescer.

    ResponderExcluir
  28. É triste passar 5 anos cursando psicologia, estudar pra caralho, pra depois ter que aguentar ler essas merdas sobre a psicologia. CFP, TOME UMA ATITUDE!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ui! Temos aqui um psicólogo desbocado!

      Excluir
  29. Depois irão querer biologia cristã, física cristã, química cristã e por aí vai, como de fato há movimentos semelhantes nos EUA ... É realmente de lascar!
    Caruso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Psicologia gay, sociologia 'queer', aí pode.

      Excluir
    2. Não, não pode. Tanto é, que ninguém inventou , e nem vai inventar a "psicologia gay". Essas IDIOTICES só saem da cabeça de religiosos fanáticos e imbecis.

      Excluir
    3. A psicologia já é propriedade gay, como o Conselhos de Psicologia buscam demonstrar o tempo todo, até mesmo desfilando em paradas gays.

      Excluir
  30. A psicologia é uma ciência gay, e deve continuar assim.

    ResponderExcluir
  31. Pelo que posso ver, o nível de conhecimento, de bom senso e noção de buscar conhecer algo antes de emitir uma opinião de um ateu não é muito diferente de um teísta.
    Eu estou indo pro 8º semestre de psicologia, tenho que estudar feito um louco e depois leio esse tipo de coisa de gente que não sabe o que está dizendo.
    Valdo.

    ResponderExcluir
  32. "Psicologia Cristã" ???hein??? Deve ser baseado no livro de Mark W.Baker, "Jesus, o maior psicólogo que já existiu" !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus é o médico dos médicos, psicólogo dos psicológos. Porque ele é deus e filho de deus.
      É mole ou quer mais?

      Excluir

Postar um comentário


EDITOR DESTE SITE

Paulo Lopes é jornalista profissional
diplomado. Trabalhou no jornal centenário
Diario Popular, Folha de S.Paulo,
revistas da Editora Abril e em
outras publicações.