Pular para o conteúdo principal

Drauzio Varella afirma por que ateus despertam a ira de religiosos


Religiosos não 
entendem como 
se pode discordar 
de sua cosmovisão

[opinião]

por Drauzio Varella

Sou ateu e mereço o mesmo respeito que tenho pelos religiosos.

A humanidade inteira segue uma religião ou crê em algum ser ou fenômeno transcendental que dê sentido à existência. Os que não sentem necessidade de teorias para explicar a que viemos e para onde iremos são tão poucos que parecem extraterrestres.

Dono de um cérebro com capacidade de processamento de dados incomparável na escala animal, ao que tudo indica só o homem faz conjecturas sobre o destino depois da morte.

 A possibilidade de que a última batida do coração decrete o fim do espetáculo é aterradora. Do medo e do inconformismo gerado por ela, nasce a tendência a acreditar que somos eternos, caso único entre os seres vivos.

Todos os povos que deixaram registros manifestaram a crença de que sobreviveriam à decomposição de seus corpos. Para atender esse desejo, o imaginário humano criou uma infinidade de deuses e paraísos celestiais. Jamais faltaram, entretanto, mulheres e homens avessos a interferências mágicas em assuntos terrenos. Perseguidos e assassinados no passado, para eles a vida eterna não faz sentido.

Não se trata de opção ideológica: o ateu não acredita simplesmente porque não consegue. O mesmo mecanismo intelectual que leva alguém a crer leva outro a desacreditar.

Os religiosos que têm dificuldade para entender como alguém pode discordar de sua cosmovisão devem pensar que eles também são ateus quando confrontados com crenças alheias.

Que sentido tem para um protestante a reverência que o hindu faz diante da estátua de uma vaca dourada? Ou a oração do muçulmano voltado para Meca? Ou o espírita que afirma ser a reencarnação de Alexandre, o Grande? Para hindus, muçulmanos e espíritas esse cristão não seria ateu?


Na realidade, a religião do próximo não passa de um amontoado de falsidades e superstições. Não é o que pensa o evangélico na encruzilhada quando vê as velas e o galo preto? Ou o judeu quando encontra um católico ajoelhado aos pés da virgem imaculada que teria dado à luz ao filho do Senhor? Ou o politeísta ao ouvir que não há milhares, mas um único Deus?

Quantas tragédias foram desencadeadas pela intolerância dos que não admitem princípios religiosos diferentes dos seus? Quantos acusados de hereges ou infiéis perderam a vida?

O ateu desperta a ira dos fanáticos, porque aceitá-lo como ser pensante obriga-os a questionar suas próprias convicções. Não é outra a razão que os fez apropriar-se indevidamente das melhores qualidades humanas e atribuir as demais às tentações do Diabo. Generosidade, solidariedade, compaixão e amor ao próximo constituem reserva de mercado dos tementes a Deus, embora em nome Dele sejam cometidas as piores atrocidades.

Os pastores milagreiros da TV que tomam dinheiro dos pobres são tolerados porque o fazem em nome de Cristo. O menino que explode com a bomba no supermercado desperta admiração entre seus pares porque obedeceria aos desígnios do Profeta. Fossem ateus, seriam considerados mensageiros de Satanás.

Ajudamos um estranho caído na rua, damos gorjetas em restaurantes aos quais nunca voltaremos e fazemos doações para crianças desconhecidas, não para agradar a Deus, mas porque cooperação mútua e altruísmo recíproco fazem parte do repertório comportamental não apenas do homem, mas de gorilas, hienas, leoas, formigas e muitos outros, como demonstraram os etologistas.

O fervor religioso é uma arma assustadora, sempre disposta a disparar contra os que pensam de modo diverso. Em vez de unir, ele divide a sociedade - quando não semeia o ódio que leva às perseguições e aos massacres.

Para o crente, os ateus são desprezíveis, desprovidos de princípios morais, materialistas, incapazes de um gesto de compaixão, preconceito que explica por que tantos fingem crer no que julgam absurdo.

Fui educado para respeitar as crenças de todos, por mais bizarras que a mim pareçam. Se a religião ajuda uma pessoa a enfrentar suas contradições existenciais, seja bem-vinda, desde que não a torne intolerante, autoritária ou violenta.

Quanto aos religiosos, leitor, não os considero iluminados nem crédulos, superiores ou inferiores, os anos me ensinaram a julgar os homens por suas ações, não pelas convicções que apregoam.



Drauzio Varella afirma nunca ter visto cura com força do pensamento

Pregação antigay de pastor aos não fiéis é fascismo, diz Varella




Drauzio critica religiosos por atrelarem a crença às virtudes

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

O Leviatã disse…
Favor colocar o link original do Artigo.
Anônimo disse…
A sabedoria nasce da dúvida! Quem faz qualquer afirmação, tal essa, tem que ser pré-cedida de evidências. Não preciso dizer mais nada!
Unknown disse…
Dráuzio apenas sobrevoou a "temática"...se aterrizar nisso, hummm sai bicho de todo tipo...belo texto e ótima motivação...
Anônimo disse…
http://i.imgur.com/XVBI345.jpg

Alguém sabe explicar por que circulam imagens desse tipo por aí?
Rincawesky disse…
crer em um amigo imaginário? que tudo pode, tudo vê? que tem o poder de curar abrir águas... tsc tsc e não faz porrrr nenhuma por ninguém? em vez de ficarem perdendo tempo dentro de uma igreja, vão arranjar coisa melhor pra fazer.
Maurício Togawa disse…
Bando de idiotas estes religiosos. Acreditam em contos de fada, sem nehuma lógica ou pelo menos evidência da existência de um ser que chamam de deus. São tão burros que não vêm todas as falhas que possui o sistema de doutrina religiosa. Se a ignorância é uma benção, essas mentes fracas merecem viver com medo.
Sou Agnóstico, Ateu por conclusão, por dedução e não sou o brigado e não respeito religião alheia.
Uma pena existirem mais crentes que pensadores. Enquanto formos a minoria, não vejo futuro para a humanidade.
Anônimo disse…
Link original do artigo: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada/38327-intolerancia-religiosa.shtml
Anônimo disse…
A única coisa que sei é que aguentar um crente é garantir a entrada em um paraíso caso esse exista.
Lady Sybylla disse…
A maioria dos religiosos tem memória seletiva, ou seja, ele pega os aspectos que quer e ignora o restante. Como por exemplo, quando eles amaldiçoam os homossexuais, mas continuam comendo camarão ou a linguiça no churrasco de domingo.

O que eu não entendo é porque os religiosos, especialmente os cristãos, se acham embutidos do direito divino de encher o saco e empurrar goela abaixo de quem não compartilha sua visão religiosa de mundo as suas convicções. A MiLi disse tudo. Vocês chegam num texto para agirem da mesma maneira deplorável que o texto condena. Não respeitam os direitos das pessoas de viverem sua vida como bem quiserem, querem o direito de expressão apenas para si próprios e são tão individualistas que acham que só vocês têm o direito de se expressar e de viver.

Hipócritas. Ficam falando que são perseguidos, mas se recusam a olhar a própria história de suas religiões antes de abrirem a boca para reclamar. Vão caçar o que fazer, como por exemplo, melhorarem a si próprios e deixem as pessoas viverem em paz, sejam elas de outras denominações ou que simplesmente não acreditam em deus ou deuses.
Antonio Berlim disse…
Primeiramente quero aqui registrar minha profunda admiração pr este homem, pelo o que ele representa nesta socieadade, por todos os seus trabalhos e por seus pensamentos, e por suas palavras. Particularmente, só gostaria de dizer que respeito os ateus como todos os que professam uma religiosiade diferenciada das minhas convicções. Dr Dráuzio me senti um pouco chateado, por ter sido de alguma maneira colocado sob sua mira de um até certo desprezo pelos crentes. Sou crente mas não concordo com nenhum tipo de fanátismo religioso, sou membro de uma igreja que admiro muito que é a igreja Adventista do Sétimo Dia, mas enfim nossa religião não prega o preconceito nem discriminação de pessoas que não comungam das mesmas crenças nem tampouco nos achamos superiores por crer diferentemente de ateus, agnósticos e etc...Tenho certeza de que uma pessoa inteligente como o senhor não quis generalizar de maneira alguma todos os crentes, se o assim o fez, o senhor que está demonstrando rejeição pelos religiosos, mas quero crer que não foi este o objetivo.
Como o senhor mesmo disse a prática religiosa deve ser primordial em qualquer situação, independente de dogmas, ajudar o outro é acima de tudo um compromisso com as pessoas porque vivemos neste mesmo barco e todos necessitam colaborar; é preciso.
Não tenha esta visão de que todos crentes são assim como o sr. descreveu, mas há muitos que são sinceros equilibrados e de bom senso no que diz respeito à crença individual.
Mesmo o sr dizendo ser um ateu convicto, não me faz ter ira pela sua pessoa de maneira alguma.
Assim como o sr creio em Deus e acredito que não é Deus que faz coisas erradas mas os que professam crer nele, embora muito utilizem o nome dEle em vão.
Saudações.
Antonio Berlim
Cazahuesos© disse…
Iba a responder exactamente lo mismo que MiLi Szilagyi. Los comentarios de todos los creyentes simplemente han logrado confirmar lo que dice el texto de Varella. jejeje
Unknown disse…
Você se expressa muito bem Sr. Alla. Quero ver vocês ateus explicarem tudo isso depois da morte, diante do Criador do Universo Jesus Cristo, e em seguida no lago de fogo que esperam todos aqueles que não acreditam e não aceitaram de coração ao Senhor Jesus. Diz as escrituras: "que enquanto a vida há esperança". Que Deus os abençõe, mesmo sem vocês acreditarem Nele.
Anônimo disse…
No título deveria ser "porque" junto e sem acento.
MARCELOVITCH disse…
como tem covardes aqui...atiram a pedra, e ficam assobiando, olhando pros lados, como ñ se tivessem feito nd, colocando a porra do ANONIMO no comentario...
Anônimo disse…
nossa que mentira , nao tem vergonha de mentir assim anonimo ?
Anônimo disse…
nem li , provalvelmente ninguem leu tambem ...
Dinei disse…
Concordo, falou tudo agora.
Unknown disse…
Todos somos agnósticos, pois ninguém sabe ao certo como se concebeu o mundo. Mas o ateu é aquele que não acredita em Deus. É uma pessoa que não acredita em contos de fadas, porque sabem que Papai Noel Não existe. É simples assim.
Anônimo disse…
Religiosos em sua maioria são uns estúpidos que não tiveram chance na sistema educacional, sentem orgulho de suas esquizofrenias baratas,são uns vermes idiotas que pensam que dominam a verdade, mas no final das contas são um bando de manipulados e retardados mentais em busca de algo que não existe...Isso mesmo, seu deus não existe e vocês são uns escrotos, vermes que me dão vergonha de ser humano.
Religiosos estão um passo atrás na cadeia evolutiva, são uns bostas que não pensam nem querem deixar os outros pensarem...São uns mediocres, uns carasd e buceta que acreditam em contos de fadas, uns completos hipócritas...Kkkkkkkk...Religião=Bosta!
Anônimo disse…
Uma criança acredita no Papai Noel, acredita nos presentes que "surgem" na manhã seguinte e tem sua fé no bom velhinho por que seus pais ensinaram que se ela for boazinha, ganhará agrados, mesmo sem nunca ver o seu benfeitor, ou, se for desobediente, ficará sem presentes no Natal. Dessa forma, os pais garantem que a criança se comporte, evitando fazer suas travessuras, para ser agraciada.
Da mesma forma, age o religioso (em especial o cristão), que ensina suas crianças a acreditarem numa força invisível, que julga, condena e recompensa as pessoas, de acordo com as suas ações. No passado, quando o homem era selvagem, sem nenhuma noção de pudor, era preciso criar alguma forma de colocar ordem no caos. A religião cristã surgiu dessa necessidade, e vem se modificando de acordo com as alterações sociais, com aquele livro de regras, que além de narrar FATOS históricos, não MÍSTICOS, traz uma leva de normas para manter a sociedade em ordem, observando valores morais e ética. Mas é claro, quem for contra as regras, deve temer ficar sem seus presentes, que no caso é a dita "salvação". Acho que a resposta para essas pessoas está lá naquele livrinho, onde fala-se sobre o "livre arbítrio", que pode ser visto como a liberdade para seguir o deus que quiser, desde que isso te faça sentir completo. Talvez na visão religiosa, todos os deuses no fim são um só, afinal, Deus, Odin, Buda, Alá, Há e tantos outros, trazem aos seus crédulos a mesma sensação de felicidade e verdade absoluta. Quanto a isso jamais contestaria, se você está feliz adorando seu deus, continue e não ligue para o que os outros dizem, só por favor, quando resolver tentar converter alguém pra sua religião, pense antes, que a outra pessoa, já pode estar com seus presentes garantidos neste Natal.
Anônimo disse…
O estranho é ver que a "comunidade" ateísta se tornou uma variante de religião. Ver o Datena ser obrigado a pagar indenização para a ATEA, me faz pensar que se fosse o contrário, o ateu pagaria a indenização para a Instituição Religiosa. O fato é, que não acreditar em religião está se tornando uma... Há jovens e até crianças que estão bradando aos quatro ventos ser ateias por que a moda agora diz que radical é não crer em Deus, e o fazem para ir contra os pais religiosos... só pra ser "dumal"... Outros ainda são tão insistentes em tentar desconverter os religiosos e torná-los ateus, que chegam a ser insuportáveis. Não acho que o Ateu de verdade precise de uma Associação. O que vem depois? A Igreja dos Descrentes? Não sei para que serve esse tipo de comunidade, ser ateu ao meu ver, é algo pessoal, não vejo coisas que os ateus possam debater, a não ser comentários anti-religião e agindo assim não somos tão diferentes deles. Sou a favor do respeito mútuo. Se pra você, minha ideologia vai me condenar ao inferno, quem liga? isso não diz respeito a outra pessoa. Deixe-me ir pro inferno tranquilo. Sou pai de 2 filhos, de 19 e 23 anos, o mais novo é católico e eu respeito a sua opinião e nunca proferi nenhuma palavra que lhe fosse contra sua crença, nem jamais tentarei tirá-lo do caminho que ele escolheu para si. Está feliz assim e isso é o que importa, assim como ele também me respeita e não tenta me converter. O mais velho é ateu como eu, e compartilha do mesmo respeito pelo irmão. Não influenciei em nenhum momento nas escolhas deles. Religião é algo muito pessoal, não vejo como essas discussões podem ser benéficas a quem quer que seja.
Anônimo disse…
Engraçado como os crentelhos são estúpidos. E tanto que nem o sabem.
Anônimo disse…
Os ateus não são desprezíveis, mas são apenas pessoas fracas que não entendem que a existência de Deus se dá pela causa e efeito das coisas. É simples! Para um efeito inteligente existir, tem que existir uma causa inteligente! O acaso é a ideia mais absurda de todos os tempo e apenas pessoas orgulhosas, como os ateus, acreditam nele. Ateus preferem simplesmente acreditar no absurdo para defenderem suas cismas e falácias lógicas. E NÃO! NÃO FALO ISSO PORQUE TENHO MEDO DA MORTE! Eu, como espírita, prefiro acreditar na reencarnação, que por vezes, é muito mais doloroso que a morte, que não é nada para o espírito. Nem por isso, eu deixei de fugir para outra ideia pós-morte, e Não e Não! Os espíritas não acreditam serem o Alexandre, o Grande! Essa piadinha velha, gastada e poeirenta de que os espíritas vão apenas atrás de suas encarnações anteriores, parte de um desconhecimento extremamente ignorante, de pessoas que nunca assistiram sequer uma palestra espírita e nunca visitaram uma casa espírita. Os espíritas são pessoas que leem bastante, escrevem, estudam, são formados em várias áreas da ciência e se apoiam nela para buscarem a verdade sobre Deus, além disso, trabalham sempre para o bem e filosofam como qualquer criatura. Espíritas não são conformistas e muito menos aproveitadores. Não acreditam em paramentos e simbolismos, porque questionam eles mesmos e também se questionam sempre sobre as verdades da lei de Deus.
Porque os ateus sempre dizem isso? Porque os ateus sempre generalizam os crentes? Porque tanta raiva e porque todo ateu sempre se acha mais esperto, dizendo que todo crente é conformista? Porque ser tão repetitivo a ponto de mostrar tanto ódio aos religiosos? Ateus são pessoas com problemas, assim como os religiosos. Ateus não são nem mais inteligentes e muito menos mais sábios do que os religiosos. Sinto mesmo uma grande ponta de orgulho em suas palavras, que não são mais do que um radicalismo anti-religioso muito mal disfarçado. Fazem o mesmo que criticam e pregam muito mal suas convicções materialistas. Todo ateu é um típico falso idealista de suas ideias e seu racionalismo beira á perfeição, como se todo crente não tivesse qualquer razão e fosse retardado. O ateu é sempre o melhor!
O que ao teísmo fez pro mundo, além de massacrar milhões de pessoas no regime de Pol Pot, na Mongólia e obrigar outras milhões de pessoas inocentes á trabalho forçado, violência e alienação filosófica na antiga URSS? Porque os ateus tem medo de falar sobre isso? Porque entre os ateus, se encontram tantas pessoas alienadas, orgulhosas e tão fanáticas e ignorantes quanto muitos religiosos radicais? Porque vc não diz isso? TEM MEDO? Porque só criticam a religião e o que ela fez de mal, ao invés de mostrarem o que o ateísmo trouxe de bom para a humanidade?
Anônimo disse…
O ateu não é desprezível, mas a utilidade deles pro mundo é tanta, que o próprio mundo se encarregará de os torná-los assim, sem que nenhum religioso mova um dedo.
Anônimo disse…
Pergunta que não quer calar: Qual a obra do ateísmo no mundo, além de massacrar milhões de pessoas na ásia(Pol Pot) e na URSS com o comunismo sanguinário de Lênin e Stálin? Procure um ateu que não pense em acumular riquezas, que divida algo com o próximo por prazer e não sinta prazer em xingar os outros e ser egoísta, e se encontrarem um assim, hoje mesmo, então, eu me converto a essa religião alienante e descerebrada chamado ATEÍSMO.
V8 som e tuning disse…
Parabéns Sr. Drauzio Varella, como disse Lincoln " quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal, eis a minha religião"
Anônimo disse…
Melo,

crer no Grande Juju da Montanha é um grave insulto ao meu Deus: o Padre-Careca-Segurando-Uma-Taça-De-Cerveja. Agora somos inimigos. Amaldiçoo-te!
Anônimo disse…
E se o deus certo for Alá? e Se for tupã? Zeus? Saci perere?
Unknown disse…
Esse texto postado por Alan Shore é a transcrição de um vídeo do ateísta estadunidense Pat Condell. Deveria ter citado a fonte, entretanto, valeu pela postagem.

http://www.youtube.com/watch?v=xeHlwp5qSTM
Unknown disse…
Amanda, tua oração com a finalidade de 'tocar o coração e as mentes' ateístas teve o mesmo resultado das demais orações: ABSOLUTAMENTE NENHUM.
Unknown disse…
Amanda, tua oração teve o mesmo efeito das demais: NENHUM.
Anônimo disse…
concordo : crente=acéfalo = sem cérebro
religiosos parecem que não usam suas massas cinzentas, apenas se submetem a normas religiosas ditadas pelos que as lideram.Sim, agem e pensam com crianças, dependentes, tementes a castigos, etc...
Anônimo disse…
versinho é com "s"
Unknown disse…
Eu concordo com tudo que foi dito. Só não admito um ateu, como eu, escrever a palavra deus com D maiúsculo. jomale.
Mais antiga Antigos 201 – 235 de 235

Posts + acessados hoje

Derrota de Crivella abala projeto de poder de Bolsonaro e o de Edir Macedo

'Penha me transformou em monstro', afirma ex-marido

Bolsonaro impõe sigilo em telegramas de interferência em crise da Universal em Angola