Diácono da Quadrangular é preso em flagrante por molestar garota

Religioso foi autuado por
estupro de vulnerável
A Guarda Municipal de Sorocaba (SP) prendeu ontem (10) Jaime da Silva (foto), 59, diácono da Igreja do Evangelho Quadrangular, ao ser flagrado dentro do seu carro tendo relações sexuais com uma garota de 14 anos. Ela estava nua no banco traseiro e Silva, sem camisa.

A garota contou aos guardas que vinha sendo molestada havia um ano. Disse que era abordada no caminho da escola e que o diácono exigia sexo oral. Ela foi examinada pelo IML (Instituto Médico-Legal).

Após prestar depoimento na Delegacia de Defesa da Mulher, Silva foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para a Cadeia Pública de Pilar do Sul, onde ficam os acusados da região de crimes sexuais.

Os pais da garota afirmaram que Silva frequentava a sua casa e que não tinham nenhuma suspeita dele por se tratar de um religioso.

Com informação das agências.

Polícia de Manaus prende pastor suspeito de abusar de 4 crianças.
janeiro de 2012

Pastores pedófilos.

Comentários

  1. Regra nº 1: se você tiver filha(s), quando um religioso velho e com cara de pilantra entrar em sua casa, suspeite.

    Regra nº 2: em caso de suspeita, é melhor não facilitar; faça como o Mala(faia): "desça o pau"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa nem ser velho e nem ter cara de safado não. Basta ter uma bíblia fedorenta debaixo do sovaco e ser um pregador da moral cristã..

      Excluir
    2. Wickedman

      O pau a que vc se refere é aquele feito de madeira ??

      Excluir
    3. Não, Pedro Bó, é metafórico.

      Excluir
    4. Ah, ta... entendi

      Tipo assim:

      Ontem eu tomei um viagra e o meu metafórico ficou empinado durante horas.

      É isso ???


      è que por mim, eu descia mesmo o meu metafórico nesse decaedro, pra ele ver o que é bom.

      Excluir
  2. Sim, a moral religiosa é superior, e quem tem Deus no coração não comete atrocidades... pois é, cadê Deus agora?!

    Sabemos um meio rápido de resolver o problema...

    Esperando por falácia do escocês em 3... 2... 1...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc se diz crente mais num passa de um canalha filha da puta

      Excluir
  3. Ele não é um cristão de verdade, Baphomet. Brinks! rsss... Agora, falando sério, precisa de mais alguma coisa pra provar que religião não define caráter? Infelizmente os pais dessa garota aprenderam de uma das piores maneiras possíveis, que pena! Que esse safado fique preso o tempo que for preciso na cadeia, ou no hospício, porque antes de ser um criminoso ele é um doente e um perturbado pra fazer uma coisa dessas. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  4. Fala sério né, gente? Uma menina? Claro que isso é uma farsa. Como disse o santo papa, a pedofilia só existe por causa da homossexualidade, não estão lembrados disso?

    /ironia

    ResponderExcluir
  5. "A garota contou aos guardas que vinha sendo molestada havia um ano. Disse que era abordada no caminho da escola e que o diácono exigia sexo oral."

    Vou ser politicamente incorreto, agora.
    Como pode uma menina de 14 anos de idade, no tempo de hoje, com a televisão brandando de manhã à noite sobre pedofilia, ser convencida a ficar pelada no banco de traz e chupar o pau do velho "Diácono"?

    Essa notícia está mais completa em http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=378768.

    Ele presenteava a "menina" com doces, dinheiro e aparelhos celulares. E ela chegava em casa com esse dinheiro e esses celulares, durante mais de um ano e os pais não desconfiavam de nada.

    Ora, ora, ora!!!...
    Papai e Mamãe sabiam, sim, que a filhinha estava iniciando-se na prostituição. E essa é a fórmula secreta de muitos dos casos de pedofilia: de um lado, pais ausentes e/ou coniventes, de outro lado, desequilibrados sexuais.

    Apesar de tudo, amanhã certamente teremos outras notícias parecidas.

    A Hipocrisia é a única regra que seguimos à risca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedofilia com 14 anos?
      14 anos é criança agora?

      E não estou colocando a "culpa" na garota pois não existe nada de errado ou criminoso para precisar de "culpados", quanta carolice... esse povo nem parece ateu.

      Esse negocio de "criancinha inocente" não cola pra mim, parece como comentaram ai, projetar nas crianças seu ideal doentio de "pureza" de adão e eva, "desconhecimento do pecado e do conhecimento", inocência.. pfff.

      Excluir
    2. ladr

      E não estou colocando a "culpa" na garota pois não existe nada de errado ou criminoso para precisar de "culpados", quanta carolice... esse povo nem parece ateu
      *************************************************

      Não existe nada de errado ou criminoso?

      Segundo a notícia a menina vinha fazendo sexo com o diácono de quase 60 anos havia 1 ano. Ela tem 14 anos agora, logo, ela tinha 13 anos quando começou.

      Portanto:

      Estupro de vulnerável

      Art. 217-A. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos:
      Pena - reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos.

      Excluir
    3. Bom, devo concordar com o Amoníaco ai de cima.

      Temos que ver que, com 14 anos, já não é mais uma menina. Se bem que em uma cidade interiorana, a vida é diferente de grandes centros e as pessoas são mais inocentes.

      Mas, isso não isenta o decano do crime que cometeu. Ele tinha consciencia que a garota era menor e mesmo assim se aproveitou dela.

      Ele deve ser sim, julgado com todos os rigores da lei.

      Excluir
  6. Hipocrisia. Uma menina de 14 anos não pode alegar ingenuidade. O diacono como os demais aproveita do manto sagrado da religião. Os pais, são uns irresponsaveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os mais novos aprendem dos mais velhos.

      Excluir
  7. Ironia é um negócio complicado... Por um momento eu realmente achei que um ou outro comentarista colocou a culpa na menina...

    []´s

    LHDias

    ResponderExcluir
  8. ...Pior que os últimos comentaristas estão certos.Claro que ele é um escroto, fdp...mas a menina não é nenhuma santinha.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não tô acreditando que estão querendo colocar culpa na garota.

    Como já falei antes, as vezes dá vontade de desistir de comentar em algumas matérias... Pqp

    Vou dormir que passei a noite trabalhando e essa de culpar a garota, mesmo que em parte, pra mim foi demais.

    []´s

    LHdias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 14 anos, hoje não é a mesma coisa de outras gerações. Se passou um ano e a menina nunca reclamou nada a seus pais.So foi descoberta acidentalmente. Os pais continuam omissos e talves aproveitando dos ganhos da filha.
      Por outro lado havia um crápula, que se acobertava no manto sagrado da religião, ao qual os topeiras se rendem a todo instante.

      Excluir
    2. Warner, discordo muito da sua posição. Mesmo que ela tenha se oferecido, e a história contada não fala nada nesse sentido, o erro é exclusivamente dele.
      Ele tinha posição de controle dela e dos pais, e sabia da idade da garota.

      E vc está jogando uma parcela de culpa na garota simplesmente porque "14 anos, hoje não é a mesma coisa de outras gerações". Cara, ela podia ter 18 anos, se ele usa uma posição de poder para conseguir algo errado, pra mim, continua existindo ameaça, mesmo velada.

      []´s

      LHDias

      P.S.: Não estou querendo ser "romântico" ou "ingênuo", simplesmente é minha linha de pensamento sobre esse tipo de crime.

      Excluir
    3. Concordo com você, Nomad.
      E mesmo que a garota já não fosse mais virgem nem inocente e tivesse deliberadamente se oferecido para o cara (o que até onde sabemos não aconteceu), era dever dele saber sua posição como adulto e recusar as investidas de uma pirralha com idade para ser neta dele. Um sujeito adulto que sente atração por uma criança (sim, 14 anos ainda é uma criança) é doente. E um que cai na conversa de uma, é burro.

      Excluir
    4. ele teria q ter consiencia tbm ameaça uma menina de 14 anos falando q iria matar os pais e a familia dela qualquer um ficaria queto entao ninquem pode julgar uma menina dessa pq sendo ameaçada qualquer um ficaria com medo e isso o que eu acho

      Excluir
  10. "não tinham nenhuma suspeita dele por se tratar de um religioso."

    Porque, obviamente ser religioso também significa ser santo.
    Esse tipo de história já ficou tão comum que nem espanta mais. E fora o diácono doente mental, se tem mais algum culpado na história são os pais da menina, por serem burros. Além de acharem que todo religioso é santo, conseguiram ter uma filha sendo abusada por mais de um ano e não notaram nada de errado.

    ResponderExcluir
  11. Essa menina tinha que ter contado o quanto antes para os pais, mas tem tantos pais bestas que confiam em tantas pessoas, não são poucos os casos de abusos que acontece por eles confiarem de mais. Eu não posso culpar a garota, pois ela deve ter ficado com trauma, mas ainda bem que descobriram isso, mas antes tarde do que nunca.

    ResponderExcluir
  12. Concordo que se ele não ameaçou ela de morte, ou não forçou ela literalmente a fazer isso, a machucando entre outras coisas, que o exame do IML mostraria... Ela aceitou dar para o Diácono, em troca de presentes. Muito triste isso.
    O pior, é a irresponsabilidade dos pais!! Trágico!

    ResponderExcluir
  13. Vamos por partes.

    A menina tinha 14 anos e já fazia sexo com o diácono há mais de um ano.

    Sabemos que os jovens estão começando a vida sexual cada vez mais cedo. Ok. Mas, isso não isenta o diácono pela sedução e convencimento da menina para fazer sexo com ele. Uma garota de 14 anos fazer sexo com um garoto de 14 anos é uma coisa. Agora, quando esta garota é convencida por um senhor de quase 60 anos a fazer sexo com ele, a coisa muda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e quem te disse q ela feiz com ele se enforma primeiro pra depois chulgar a menina ta seu idiota e tbm isso nao e da sua conta blz

      Excluir
  14. Não ocorreu ameaça? Hum...então acho que devo repensar. Mas isso não livra a cara do diácono.

    ResponderExcluir
  15. É necessário definir o que é "ameaça" e "forçar". Existem muitas maneiras de se ameaçar e forçar alguém a fazer algo.

    Um diácono de quase 60 anos saberia muito bem como fazê-lo. Ou eu tô errado? Se eu fosse um pulha eu saberia como fazê-lo. Todo mundo saberia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. WillPapp
      Exatamente. Para uma criança, que acredita em toda essa mitologia, pela posição de respeito do líder religioso, principalmente em relação aso pais da mesma, um simples: "_Se vc não aceitar fazer isso seus pais vão para o inferno" é uma incrível ameaça.

      Do ponto de vista da maioria aqui ele continuou fazendo algo sem ameaçar, mas vendo isso na visão de uma pessoa que escuta dos pais como o líder religioso é perfeito e que nunca faria nada de mal é fácil pensar que ela aceitaria sem reclamar. Digo pessoa, pois dependendo do nível de fanatismo em relação a religião isso pode acontecer com pessoas até muito mais velhas. A pouco tempo mesmo teve o caso de uma mulher já velha que ficava com um religioso com imposições desse tipo.

      Isso de culpar a criança é a mesma coisa de falar que a culpa de um estupro é da mulher que veste roupas curtas, quando sabemos que a culpa do estupro é do homem. Simples assim. O fato da mulher estar com roupa curta ou até mesmo se insinuar não é desculpa. Se ela falou não, é não e pronto.

      Além disso na reportagem se fala claramente que ele "exigia" o sexo oral. Não vejo como exigir sem ser considerado ameaça.

      []´s

      LHdias

      Excluir
  16. Crentaiada vagabunda !!!

    tuuuuuuuuuuudo safado sem vergonha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cala boka a menina nao teve culpa de nda

      Excluir
  17. Digamos que o religioso deveria ter resistido à tentação, mas não conseguiu resistir, tornando-se um nephilim. É a repetição da história ou estória de Adão e Eva.

    ResponderExcluir
  18. O próprio Cristo alertou contra os falsos profetas, mas como um falso profeta vai ser reconhecido? É necessário fazer testes. Tomé só acreditou que Cristo ressuscitou por que viu, Tomé exigiu provas, mas o Cristo disse que bem aventurado os que não viram e creram. O Cristo não gosta de ser testado.

    ResponderExcluir
  19. É por esta e outras razões que eu quero ficar BEM LONGE de gente assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tbm quero so tenho do da garota q vai creser com um trauma orrivel

      Excluir
  20. Os pais da garota afirmaram que Silva frequentava a sua casa e que não tinham nenhuma suspeita dele por se tratar de um religioso.

    são uns coitado analfabetos não sabem o que é religião que crimes sexuais são praticados desde priscas eras pela religião...........quanto mais gente ignorante mais essas religiões e seus horrores se multiplicam e ainda tem gente que se intitula livre pensador como o jornalista Reinaldo Azevedo que posa de bom samaritano. Viva a hipocresia.

    ResponderExcluir
  21. Curiosa a posição carola, machista e retrógrada de alguns ateus aqui... até as mulheres que comentaram foram mais equilibradas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "até as mulheres"

      Porque opinião de mulher, por definição, tem menos coerência/valor, certo?
      Quem estava falando de machismo, mesmo?

      Excluir
    2. Porque mulheres são mais santas e "emotivas" que "machos reprodutores".

      E sim, machismo e puritanismo da parte dos ateus: "coitadinha da mulher que não sabe se defender desse mal terrível que é o sexo." Ah, me poupa.

      Excluir
    3. Pelo contrario, nao se trata de que genero teria mais "valor". Nesse caso, apontei pras opinioes das mulheres que, era de se supor maioir tendencia a condenar imediatamente o cara e isentar a menina de qualquer responsabilidade, mas que reagiram com muito mais moderaçao do que os paladinos da moralidade aqui.

      Excluir
    4. Até onde sei, não tem nenhuma mulher envolvida no caso. Tem uma criança.

      Excluir
    5. Para mim, uma posição machista, no caso, é exatamente ficar teorizando sobre a possível culpa da menina. Em casos de estupro essa é sempre a primeira defesa: ela se ofereceu.

      E, só pra constar, uma coisa que eu não sou é um "paladino da moralidade", porém realmente acho que para vivermos em sociedade temos que nos impor limites. Essa de que se deus não existe não teríamos limites não cola.

      []´s

      LHDias

      Excluir
    6. Não houve "estupro", a não ser que "estupro" seja para você um ato CONSENTIDO de não-penetração.

      Não sei o que é pior, banalizar o termo "estupro"(imagine uma pessoa que sofreu um estupro de verdade ser comparada a alguém que fez "sexo" sem penetração e consentidamente) ou aumentar o conto na base de jogos de palavras("exigiu" ao invés de "pediu"; "criança" ao invés de "adolescente", ect.) apenas pelo fato dele ser evangélico.

      Sou ateu, mas tudo tem limite, tá parecendo o Bule Voador: um vale-tudo desesperado para atacar as religiões e os religiosos.
      Existe coisa mais terrível e condenável neste mundo que um coroa dando uns amassos consentidamente e mutualmente numa novinha, e VICE-VERSA.

      E pessoalmente, não estou nem aí pro que "a lei" diz, o julgamento de consciência fala mais alto, se houvesse leis punindo ateus ou obrigando educação religiosa, ninguém ficaria de pieguice e esse cinismo de "lei é lei".

      Excluir
    7. Opiniao das mulheres é alyne e beatriz. Vc sequer chegou a ler os comentarios?

      Excluir
    8. Iadr
      Primeiramente, minha posição em relação a esse assunto realmente independe da religião da pessoa. Tanto faz se for budista, ateu, cristão ou seguidor de odim.

      Em relação ao ser consentido. Realmente, na matéria não consegui ver ela consentindo em nada. E o fato dela ter 13 anos, para mim, pesa muito contra ele. Claro que esse entendimento é uma questão pessoal. Eu, particularmente, sigo o entendimento majoritário que é estupro. Você não segue, ok.

      E a palavra estupro, no meu entendimento, também inclui "atos libidinosos". Até a lei 12015 de 2009 existia realmente a figura do "atentado violento ao pudor", que diferia do estupro por não haver conjunção carnal (apesar de aplicar exatamente as mesmas penas), porém, desde a entrada em vigor dessa lei, o ato libidinoso (sem conjunção carnal) também é tratado como estupro. Mesmo tendo estudado Penal antes dessa lei, achei essa linha de pensamento mais alinhada com a atualidade.

      Do Código Penal:
      "Estupro de vulnerável
      Art. 217-A. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos:"

      Não estou falando, no caso, que lei é lei, mas puramente explicando o meu entendimento da mesma. E realmente para mim, isso não é um ataque por que o cara era religioso. Por que se fosse um ateu eu estaria exatamente com a mesma posição.

      []´s

      LHDias

      Excluir
    9. Iadr
      Primeiramente, minha posição em relação a esse assunto realmente independe da religião da pessoa. Tanto faz se for budista, ateu, cristão ou seguidor de odim.

      Em relação ao ser consentido. Realmente, na matéria não consegui ver ela consentindo em nada. E o fato dela ter 13 anos, para mim, pesa muito contra ele. Claro que esse entendimento é uma questão pessoal. Eu, particularmente, sigo o entendimento majoritário que é estupro. Você não segue, ok.

      E a palavra estupro, no meu entendimento, também inclui "atos libidinosos". Até a lei 12015 de 2009 existia realmente a figura do "atentado violento ao pudor", que diferia do estupro por não haver conjunção carnal (apesar de aplicar exatamente as mesmas penas), porém, desde a entrada em vigor dessa lei, o ato libidinoso (sem conjunção carnal) também é tratado como estupro. Mesmo tendo estudado Penal antes dessa lei, achei essa linha de pensamento mais alinhada com a atualidade.

      Do Código Penal:
      "Estupro de vulnerável
      Art. 217-A. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos:"

      Não estou falando, no caso, que lei é lei, mas puramente explicando o meu entendimento da mesma. E realmente para mim, isso não é um ataque por que o cara era religioso. Por que se fosse um ateu eu estaria exatamente com a mesma posição.

      []´s

      LHDias

      Excluir
    10. Eu estou com você Nomad. Independendo da religião da pessoa isso o que o homem fez foi condenável. Já repensei e não posso culpar a garota. Lamento apenas por ela não ter tido coragem de ter contado isso logo. Se o cara exigia então eu não sei, ela deve ter sentido-se forçada. Mas como não tivemos detalhes acho que não quero me precipitar. Ele só não levantava suspeitas por que era religioso. Era esse o fato que dava a "certificação" para os pais de que o homem não poderia cometer tal ato.

      Excluir
    11. concordo com vc tbm nao culpo a garota por que vc viver dois anos sendo ameaçada nao e para qualquer um

      Excluir
  22. Isso (molestamento de menores), senhoras e senhores, é ser evangélico.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  23. tenho uma vizinha que parece ser super correta nas vistas dos outros, é evangelica (nao sei que igreja), que fica gritando hinos de louvor na casa dela...e que fica piscando o olho dela prá mim quando o marido dela não está por perto, EU NAO SEI QUE RELIGIAO SALVADORA DO MUNDO É ESSA !!!!

    ResponderExcluir
  24. DEPOIS FALAM MAL DOS PADRES !!! ETA POVINHO LINGUARUDO QUE SE ACHA TODO CERTINHO. MUDAM DE RELIGIÃO COMO QUE MUDA DE ROUPA !!!

    ResponderExcluir
  25. Só de o sujeito ser evangélico é suspeito, pois recebem em algumas seitas revelações de "entidades do bem" pedindo a eles, já o declararam, prá tomar certas atitudes estranhas, isso sempre acontece.
    Quando v for fazer algum negocio e o sujeito adiantar: sou evangélico e gosto de tudo de acordo com a biblia, faça o seguinte: acenda a luz amarela e logo após a vermelha: pode corresponder a um vigarista em pessoa. Experiencia pessoal.
    prá gostar de dinheiro igual evangélico, acho que nem urubu prá carniça!

    ResponderExcluir
  26. Todos gostão de dinheiro,mais o que eu quero dizer é que existe relmente os verdadeiro evagelicos,homens e mulhera que servem a Deus de verdade,existe também,alguém que recebe apenas o título de pastor,quando na verdade não é pastor.mais quero dizer,que neste Brasil,ainda existe os verdadeiros pastores de vergonha na cara.não esses pilandra que estão se passando como pastor,o qual eu não chamo de pastor,mais de PASTEL.que andam sujando nome dos verdadeiros ser vos de Deus.

    ResponderExcluir

Postar um comentário