Pular para o conteúdo principal

Cristãos deveriam converter imigrantes, afirma Ayaan

Ayaan era islâmica
 e virou agnóstica 
A sumali Ayaan Hirsi Ali (foto), 42, autora do best-seller "Infiel" (Cia. das Letras, R$ 57), sugeriu aos cristãos europeus que convertam os imigrantes muçulmanos porque, segundo ela, essa será uma forma de combate à expansão do ódio do fundamentalismo islâmico. Ayaan não tem dúvida: o cristianismo, por conter valores ocidentais, é superior ao islã.

Ela se tornou um símbolo dos dias atuais da libertação da mulher do julgo e rigores islâmicos. Em 1992, fugiu para a Holanda de modo a escapar de um casamento arranjado pelo pai, embora devesse ser mulher obediente. Era militante da Irmandade Muçulmana.

Na Holanda, em contato com uma cultura onde o secularismo tem feito grande avanço, Ayaan se tornou agnóstica e crítica ferrenha do Islã. É, por exemplo, uma das vozes contra a mutilação genital feminina, da qual ela própria foi vítima. "Infiel" conta como foi essa dramática experiência.

Ayaan se tornou uma inimiga preferencial dos fundamentalistas. As ameaças de morte entraram em sua rotina. Atualmente, mora nos Estados Unidos e vive sob proteção policial.

Para ela, a cultura cristã é superior à islâmica porque aceita a separação entre Estado, religião e assuntos de sexualidade, mesmo que uma parcela de cristãos não se recusem a esse avanço. “No Ocidente, a igreja não é a legisladora, a lei é feita de forma independente pelo Congresso”, disse ela em entrevista à CartaCapital.

“As pessoas que produzem as leis são eleitas por outras pessoas, o presidente dos EUA não é eleito por Deus. Isso é um grande progresso em termos de humanidade na comparação do cristianismo com o islamismo.”

Outra vantagem do Ocidente, segundo ela, é o respeito que se tem pelo indivíduo. “O indivíduo possui direitos e liberdade, está acima da comunidade e pode se desatrelar dos credos.”  Em países islâmicos é muito diferente, afirmou. “Nesses países as pessoas têm de viver pela lei Sharia, a lei Divina.”

Ela falou que, se ainda estivesse na Somália, correria o risco de ser decapitada pelos religiosos radicais pelo fato de ter deixado de ser muçulmana.

A escritora reconheceu ser difícil a conversão de imigrantes muçulmanos ao cristianismo. “A maioria dos muçulmanos diz não gostar do pensamento radical, mas também não quer ser vista como ocidentalizada, que é uma traição aos valores islâmicos.”

Mas, disse, não há outro jeito porque a solução não seria expulsar os muçulmanos dos países europeus. "É preciso esclarecer esses imigrantes em um exercício de envolvimento na troca de ideias em uma sociedade livre."





Ligação Estado-religião explica atraso islâmico, diz psicólogo.
outubro de 2011

Comentários

Anônimo disse…
Interessante ponto de vista dela.

Paulo Thiago
Anônimo disse…
Bom argumento, apesar de achar o cristianismo uma religião com diversas falhas(na verdade quase todas tem), concordo que neste ponto o mesmo deu um grande salto, em termos de tolerância e respeito ao ser humano do que era séculos atrás, especialmente com as mulheres, é também no quesito da separação de estado e religião, que se deu ínicio na renascença e se firmou em definitivo na época do iluminismo!

Coisa que infelizmente não existe no islã, que é um religião extremista e autoritária, que repudia tudo que vá contra seus dogmas e ensinamentos, muitas vezes com muita violência, que convenhamos são idéias e visões de mundo da era do bronze, para um cultura que quer ser vista como civilizada já deveriam ter sido abandonadas e esquecidas a muito tempo!
Israel Chaves disse…
Cristianismo é um lixo, mas comparando, é muito melhor que o islamismo, por todos os motivos que ela comentou. Pode ser ruim, incitar o ódio, o preconceito, incentivar a ignorância e tudo o mais que já sabemos, mas pelo menos não mutila, mata, etc (pelo menos, não nos tempos modernos).
Bem, a moça está de parabéns por ter se libertado da prisão em que nasceu. Que mais pessoas tenham coragem de enfrentar suas sociedades e tradições em nome do livre pensamento.
Anônimo disse…
essa mulher é oportunista e apenas um peão para OTAN invadir e destroçar monte de país....
Anônimo disse…
o cristianismo matou mais que o islam... basta lembrar da cumplicidade crista com o nazismo e genocidio de Ruanda
Anônimo disse…
Por isso eu me preocupo muito com o crescimento desenfreado do islamismo no ocidente, pois permitir idéias e posicionamentos deste tipo em pleno século XXI, e um verdadeiro retrocesso.

E por está questão, por mais respeitoso e tolerante que eu me considere, e difícil para mim aceitar uma religião que trata a mulher praticamente como uma escrava, controlando a vida dos indivíduos e impondo dogmas e costumes ultrapassado e moralmente condenáveis nos dias de hoje com extrema repressão e violência, transformando seres humanos em um verdadeiros fantoches alienados e extremistas.

É sempre se fechado para novas idéias e pensamentos, condenando todo o resto(costumes do ocidente) como indignos, inaceitáveis e condenáveis para sua religião e visão de mundo que defendia séculos atrás seu profeta. É o que mais me deixa indignado, é eles tentarem todo o tempo impor tais costumes e dogmas a todas as sociedades ao qual entram em contato, desrespeitando e diminuído a cultura local suas leis, como eles fossem os únicos com a verdade e nós os infiéis condenados ao “mármore” do inferno, os errados, com nossas leis em defesa aos diretos humanos, igualdade de sexos, avanços científicos e divisão de estado e religião como coisas independentes.

Serio tolerância e respeito ao próximo, e chave para a construção de uma sociedade melhor e mais justa, mas quando se trata dos mulçumanos, é quase impossível ver algo de bom em sua cultura, com sua visão de mundo distorcida e ignorante. Por isso é dever dos governos e paises ocidentais combater a disseminação desta religião atrasada e perigosa, seja através dos meios que for, afinal nossos antepassados não lutaram tanto para abolir escravidão, ditaduras e preconceitos, para depois no final “entregar de bandeja” a esse fanáticos religiosos!
Caruê disse…
A unica diferença entre o cristianismo e o Islamismo é a exegese e hermenêutica, os textos sagrados são igualmente violentos. A Bíblia tem textos claramente legislativos equivalente a Sharia.
Eles fazem o que fazíamos a dois séculos atrás, não é algo da era do bronze na verdade é bem recente.
Cognite Tute disse…
A diferença entre o atual cristianismo, e o atual islamismo, é o Iluminismo, a era das luzes, pelo que o Islamismo não passou.

O cristianismo foi "civilizado a tapa" pelo Iluminismo, pela separação igreja/estado, o que nunca aconteceu com o Islã.

Sem poder acender fogueiras, perseguir hereges, torturar bruxas, o cristianismo teve de se conformar em falar e tergiversar.

Como diz o velho ditado, tem gente que quando não pode mais dar maus exemplos, passa a dar "bons conselhos"..:-)

Ayaan pode ser um monte de coias, mas não oportunista. A não ser no sentido de ter aproveitado uma oportunidade de fugir de uma vida de dor e sofrimento (ela ia ter o clítoris cortado, e os lábios vaginais costuras, antes da fuga).

E ela tem razão, o primeiro passo é mesmo abandonar uma religião tribal, e passar para uma religião já "civilizada" pela razão. Em seguida se tornam agnósticos, ou pouco interessados em crenças, e finalmente, ateus..:-)

Cognite Tute
Anônimo disse…
O cristianismo foi "civilizado a tapa" pelo Iluminismo, pela separação igreja/estado, o que nunca aconteceu com o Islã.

Sem poder acender fogueiras, perseguir hereges, torturar bruxas, o cristianismo teve de se conformar em falar e tergiversar.

Cognitude.... curiosamente os regimes nazis e fascistas deram o poder a igreja de se portar como na inquisição...
ex: a ditadura de Pavelic deu direito a igreja de massacrar infieis em fogueiras... campos de concentração(estilo Auschwitz)... de morreram esquartejados etc.
a sangrenta ditadura nazi da Slovakia era chefiada por 1 padre...
a ditadura argentina tinha forte respaldo dos bispos e chegou a caçar as test. de jeova....
Cognite Tute disse…
Sim, Stefano, quando consegue seu "poder" de volta, o cristianismo, como o Islã, é terrível. Mas são eventos episódicos, devido justamente ao fato de termos conseguido separar igreja de estado.

Quando isso retorna, fica terrível certamente.

O problema é esse, no Islã, isso nunca acabou, é sempre assim.


A razão é a "kryptonita" da religião cristã..:-)

Cognite Tute
Anônimo disse…
olha... o finado Kadafi... nao dava poder pro clero islamico... e nem Saddam Hussein!!!
Anônimo disse…
Se eu fosse ela,acharia mais produtivo constestar a Sharia do que pedir pros muçulmanos se converterem ao cristianismo,porque ela fica parecendo,alem de uma traidora de Alá,uma pessoa que se "vendeu" pros ocidentais(Isso do ponto de vista de um muçulmano) . Criticar o Islamismo é tão facil quanto criticar o Cristianismo e pode ser feito até mesmo por seguidores de um judeu rebelde,principalmente se você se focar apenas em criticar a Sharia,que eu considero o conjunto de leis mais intragável e insano na face da Terra(seria mais feliz em viver numa ditadura comunista,mesmo que eu me oponha ao comunismo,pelo fato de esse sistema desestimular a inovação do que viver numa teocracia que adota à sharia)
divertindo com ateus disse…
Se, pra ateuzada raivosa que aqui comenta, o cristianismo é tão ruim quanto o islamismo (ou até pior), então experimentem ir converter os muçulmanos para o ateísmo salvador.

Boa sorte, e que Alá seja louvado!

:D
Kauê Jones disse…
Isto é um ponto de reflexão. Apesar de muitos cristãos serem bitolados, não se vê este genocídio cruél e desumano como dos muçulmanos hoje em dia. Meus pais são deístas, meus avós eram imigrantes europeus católicos. Todos aceitam bem meu agnosticismo, e mesmo se não o fosse, não me matariam por isto.

Imagine um de nós caso, nascido em um país fundamentalista islâmico. Li que, na constituição de alguns desses países, a "desconversão" é seguido de penalidade de morte. Ateus, agnósticos, deístas e até cristãos podem sofrer a própria morte, simplesmente por abandonarem ou se questionarem quanto ao Islã.
Anônimo disse…
Ela se tornou um símbolo dos dias atuais da libertação da mulher do julgo e rigores islâmicos.

Será que você não quer dizer jugo?
Yuri disse…
Concordo com ela, pode parecer violento, mas necessário.
Concordo com o Stefano:

1°- O cristianismo é tão ou até pior que o Islamismo, não é que o cristianismo seja bonzinho, é que a "hipocrisia"(não seguir o cristianismo verdadeiro) é maior, é QUE O HUMANISMO é maior nessas sociedades, isso não tem nada a ver com cristianismo, tem a ver com a sociedade, com o tal do "secularismo", pega uma sociedade autoritária e joga o cristianismo e vamos ver qual é a "religião de paz".

Deixa o tal do protestantismo ou outros "cristãos bonzinhos" mostrarem as garras para ver pais e filhos serem espancados ao se abracarem em publico, foi mal ai, pensei que vocês eram gays", para verem lésbicas sofrerem o tal do "estupro corretivo. Ah, espere, isso já acontece na nossa sociedade de paz, na nossa querida e pacifica "sociedade cristã 'laica'". Mas é claro, tratar mulheres hétero como inferior é coisa só de "muçulmano louco", cristão nunca apoia sofrimento da mulher por ser a causadora do pecado original, não, "magina", isso é coisa só deles lá, desses "terroristas malucos".
http://www.youtube.com/watch?v=UaY_8tye8cI
http://bulevoador.haaan.com/2010/11/18851/


2°- Que essa perseguição e panico moral contra os muçulmanos tem uma agenda oculta terrível, nem todo muçulmano é violento, é terrorista, é assassino.
"Com todo o direito a mim investido por mim mesmo, nos da ONU(EUA) vamos invadir e criar guerras para impor a santa democracia nesses países bárbaros, muçulmanos e fundamentalistas; aí se sobrar petróleo e o crescimento econômico gerado pela industria armamentista, é apenas 'efeito-colateral' muito bem merecido.".
Está certo isso, Arnaldo?
Anônimo disse…
ddragons... veja esse video...
e veja se os cristaos podem condenar o islam!
http://www.youtube.com/watch?v=Jr5Q5Volv88
http://www.youtube.com/watch?v=hp52nryX2-c
http://www.youtube.com/watch?v=aB42kEqbO_s
http://www.youtube.com/watch?v=DDEAAAwROKQ
http://www.youtube.com/watch?v=l9qx_hLDksw
Anônimo disse…
o Dragons e stefano, vcs só distorcem os fatos só isso, só sabem ver o lado ruim do cristianismo, ta certo que em certo tempo da idade media a ICAR, só a ICAR, perseguiu e matou em nome de Deus, nao todos crentes, ou vcs nao estudam historia, quantos irmaos foram queimados por discordar da ICAR, colocar a culpa no cristianismo, como se Cristo compactuasse com isso é distorçao da historia, me mosta no novo testamento onde Jesus mandou queimar alguem ou matar, se o lema dele era o amor ao proximo, muitos cristaos verddaeiros morreram e morrem diariamente perseguidos, em ver de cristianismo que tal usar o termo igreja CATOLICA, a maior assassina de todas.
Anônimo disse…
videos distorcidos , eu posso fazer uma materia condenando a todos ateus por morte em varias partes do mundo.

por ex; Fidel Castro é ateu, quantos opositores cristaos ele matou.

Che Guevara era ateu, quantas pessoas ele matou em nome de uma pseudo liberdade.

Pol-pot era ateu, quantos morreram?

Stalin era ateu, veja só quantos morreram no governo dele em nome do comunismo.

Kim Jhong il é ateu, quem consegue entrar na Coreia do Norte e ver as atrocidades cometidas por esse anao dos infernos.

e tantos e tantos outros ateus bandidos que existem, e ninguem fala que todos ateus sao a culpados dos problemas do mundo.

quando for falar, dar nomes aos bois, esses videos ai sao produzidos por ateus, entao nao tem valor legal.
Marcos Vinicius disse…
Não é que o cristianismo seja menos violento ou mais tolerante. É que aqui no ocidente ele já está enfraquecido pelo pensamento racional.
Se eles adotarem o cristianismo SEM o pensamento racional que o enfraquece o que terão será o cristianismo de alguns séculos atrás, que não ficava devendo nada para o islã.
O que eles precisam fazer é questionar e ir enfraquecendo o islã assim como enfraquecemos o cristianismo.
AlyneS2 disse…
Enfraquecido. É isso o motivo do cristianismo ser o que ele é agora. Mas se ele ainda estivesse no alto da piramide será que ele não ia continuar com o rumo violento de tempos atrás? Pois foi conforme o enfraquecimento deles que o pensamento foi mudando e mudando para uma faze digamos que até mansa comparado a história toda^^
Anônimo disse…
Um fundamentalismo não resolve o problema de outro, só piora a situação já existente de ódio religioso, só com um estado laico na prática é que se resolvem os problemas de um país (lembrando que estado laico não é estado stalinista).
Marina disse…
que é isso esse blog é pra demonizar os muçulmanos? ahahahah gente que falta de visão de mundo e cultura.... me surpreendo.
T disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Anônimo de 08:37, acontece que a igreja católica não foi a única a fazer essas coisas. O protestantismo também matou e perseguiu milhões de pessoas desde a reforma até aqui.

Deixe essa visão romantica de que o protestantismo é bonzinho e a igreja romana malvada de lado pois não isso não.

Os protestantes mataram e perseguiram (até hoje fazem isso!) tanto quanto a igreja católica.
Anônimo disse…
Nossa..
Quanta ignorância e intolerância!
Jesus Cristo PREGOU O AMOR, A CARIDADE E A UNIÃO DOS POVOS!
Comentários de pessoas totalmente leigas sem conhecimento NENHUM da vinda de Cristo ao mundo...


Vou propor o que um comentarista anterior colocou:
- Se o cristianismo é tão ruim assim, experimentem ir aos países muçulmanos pregar o ateísmo...vão pra lá
Anônimo disse…
Fidel Castro matou cristãos?? Você deve o estar confundindo com o general Videla (Argentina) que passou fogo em vários padres e freiras dissidentes (com a conivencia do papa)
Anônimo disse…
Stefano, nao estou nao, Fidel é ruim tao quanto outros ditadores, só o fato de ser um ditador já diz tudo.e ele mesmo declara que nao cre em Deus, basta ler a biografia dele.
Cristian Z. R. disse…
Não pregamos o ateísmo, pois a pessoa descobre que é ateia a partir de quando ela começa a questionar as religiões e a pensar racionalmente. Se começarmos a pregar o ateísmo nos igualaríamos aos religiosos que seguem um livrinho como manual de instruções.
Anônimo disse…
e se Fidel não acredita em Deus qual o problema?
Cognite Tute disse…
Marina disse...
que é isso esse blog é pra demonizar os muçulmanos? ahahahah gente que falta de visão de mundo e cultura.... me surpreendo.


Religião é uma coisa, cultura outra. No momento, a cultura árabe foi sequestrada pela religião islâmica, e pela parcela mais primitiva e fundamentalista da mesma, devido a não ter passado pelo iluminismo, nem se separado do estado.

E a demonização do Islã não é feita por nós, mas pelos terroristas que se denominam islâmicos, os únicos islâmicos "de verdade". Se tem problemas com isso, deve discutir com eles, não conosco.

Um abraço.

Cognite Tute
Cognite Tute disse…
Anonimo: "Vou propor o que um comentarista anterior colocou:
- Se o cristianismo é tão ruim assim, experimentem ir aos países muçulmanos pregar o ateísmo...vão pra lá"


Sérios problemas de compreensão de textos..:-)

O cristianismo é "tão ruim assim", mas foi civilizado e controlado "a tapa" pela razão, pelo Iluminismo, pela separação igreja/estado.

O Islã, por não ter passado por isso, é pior, não intrinsecamente pior, mas acidentalmente pior. Por isso não podemos "ir lá" pois seriamos mortos, mas podemos "ficar aqui" sem sermos.

Mas se o Iluminismo tivesse ocorrido nos países islâmicos, e não no ocidente, seria o contrário.

Poderíamos criticar o Islã, sem sermos mortos, mas não o catolicismo, pois ainda haveria a Inquisição e as fogueiras.

Entendeu? Como está, acidentalmente, as fogueiras acabaram, mas o apedrejamento até a morte não (lapidação). Poderia ser diferente, e a lapidação ter acabado, mas as fogueiras não.

O que desejamos é que tanto as fogueiras, quanto a lapidação, acabem.

É simples de entender, até você consegue..:-)

Cognite Tute
Anônimo disse…
"Poderíamos criticar o Islã, sem sermos mortos, mas não o catolicismo, pois ainda haveria a Inquisição e as fogueiras."

Meu, ACORDA..ESTAMOS NO SECULO XXI...VC SABE QUANDO ACONTECEU A INQUISIÇÃO? AONDE FOI?
NEM DEVE SABER...VA ESTUDAR HISTÓRIA!
AS COISAS EVOLUÍRAM, A IGREJA EVOLUIU, A CIVILIZAÇÃO EVOLUIU

O ISLAMISMO PREGA O MSM HÁ 4000 ANOS...NA ÉPOCA DE JESUS ELES APEDREJAVAM AS MULHERES E CONTINUAM FAZENDO ISSO!

ESSA ONDA DO POLITICAMENTE CORRETO JÁ ENCHEU!
Cognite Tute disse…
Anonimo: "Meu, ACORDA..ESTAMOS NO SECULO XXI...VC SABE QUANDO ACONTECEU A INQUISIÇÃO? AONDE FOI?
NEM DEVE SABER...VA ESTUDAR HISTÓRIA!
AS COISAS EVOLUÍRAM, A IGREJA EVOLUIU, A CIVILIZAÇÃO EVOLUIU "


Vou lhe dar o benefício da dúvida..:-) Você LEU meu texto? Se leu, não ENTENDEU que eu disse praticamente a MESMA coisa que você (mas de forma mais educada e clara.:-)?

Eu SEI que o mundo evoluiu, e que nos livramos do poder da igreja católica, que não pode mais acender fogueiras e queimar hereges.

E SEI que o Islã não passou por isso.

O que queremos entender é porque. Por que ainda há lapidações, mas não fogueiras? Por que ainda há fatwas de morte contra escritores, mas não mais inquisição? O que houve, o que é responsável pelas diferenças?

O argumento apresentado, inclusive em outro post aqui do blog (http://www.paulopes.com.br/2011/10/ligacao-estado-religiao-explica-atraso.html), é que faltou passar pelo Iluminismo, pela separação igreja/estado, nas sociedades islâmicas.

Tem algo a acrescentar ou sugerir ao debate? Além de gritar em maiúsculas, quero dizer..:-)

Cognite Tute
Cognite Tute disse…
Um alerta Anonimo que grita, o Islamismo não pode alegar o mesmo há 4 mil anos, pois existe há apenas alguns séculos, a partir das revelações feitas a Maomé por deus, entre 610 e 632 da Era Comum.

Cognite Tute
Cognite Tute disse…
Também não existiam muçulmanos na época de Jesus, como pode entender a partir do fato de que Maome só nasceu alguns séculos depois..:-)

Acho que eu preciso mesmo ir estudar história..:-)

Cognite Tute
Anônimo disse…
Trolls Anônimos... nos divertindo desde a.C
Fabiane Lima disse…
Desculpa, Ayaan, mas o cristianismo só é assim aqui no ocidente porque o humanismo tem seu lugar e não deixa as atrocidades acontecerem. Senão ainda estaríamos na Idade Média.
Cognite Tute disse…
Daniel: "Trolls Anônimos... nos divertindo desde a.C" (2)

Kkkkkkkk, bem dito..:-) E fica melhor com EC, Era Comum no lugar do antigo a.C..:-) Pelo menos os trolls ficam mais nervosos com isso.

Cognite Tute
""Os protestantes mataram e perseguiram (até hoje fazem isso!) tanto quanto a igreja católica.""

E atualmente mais, invasão de igrejas pra quebrar santos, assassinatos e violência contra pai de santos e espiritas, "bancada evangélica" tentando legalizar a violência e a discriminação contra gays e impor ensino religioso a força.

Claro que como disseram ai em cima, "isso não tem nada a ver com religião", as pessoas selecionam travestis e espiritas para espancamento em grupo por não ir com a cara apenas, não foi porque o pastor disse que eles são filhos do demônio e estão destruindo a sociedade "e a família", magina, claaaaaro que não, religião não tem nada a ver com assassinato de médicos que praticam o aborto, não tem nada a ver com destruição da propriedade particular de "macumbeiros e idolatras", não tem nada a ver com mortes de crianças por negarem a ela tratamento medico ou transfusão de sangue, religião não tem nada a ver com mortes causadas por "exorcismos" em pleno século 21...
Caruê disse…
Os países Islâmicos nem sempre foram tão atrasados do século nove ao onze existiu uma considerável liberdade de pensamento e justamente neste período ocorreu grande progresso científico. Muita matemática e muita astronomia herdamos deste curto período.
As liberdades foram então serciadas a matemática tornou-se demoníaca e a inovação científica foi repreendida.
Recomendo o vídeo que me atentou a estes fatos históricos.
http://www.youtube.com/watch?v=49I_K2H9-jw&feature=player_embedded
Anônimo disse…
Saddam Hussein nao era um fanatico islamico...
Cognite Tute disse…
Stefano disse...
Saddam Hussein nao era um fanatico islamico.


Não, era um ditador sanguinário. Mas era sim islâmico, o primeiro representante do pan-islâmismo.

Era, é claro, mais fanático por si mesmo que pela fé que fingia abraçar (digo fingia, porque nesse nível, não se acredita muit o na própria superstição).

Ele até escreveu um livro sobre sua forma de governar, que misturava capitalismo, socialismo e islamismo (uma verdadeira salada maluca..:-).

Ditadores desse tipo, com cultos a personalidade do governante, se parecem muito com religiões convencionais.

Cognite Tute
Anônimo disse…
veja bem... o Pinochet era catolico devoto.. mas matava em nome da politica...
olha.. nem todo pais de tradição islamica é extremista: ex: Guine-Bissau... Guiné... Senegal.. Bosnia....
Cazakistan.... Uzbekistan...
divertindo com ateus disse…
Oi, Paulo Lopes, admiro sua postura neste blog, permitindo que diversas opiniões se manifestem (estou falando sério).

Por isto, fiquei surpreso e não entendi por que você apagou meu comentário recente.
Paulo Lopes disse…
Pessoa que usa o anonimato para chamar de "canalha" quem se identifica é covardia. Procure outros endereços para expor a sua distorção de caráter. Aqui, não!
Anônimo disse…
A escritora é muito conhecida e querida aqui na Europa, mas o desejo dela não ocorrerá. O que está acontecendo é que muitos “cristãos” estão se convertendo ao islam. Ser cristão aqui é tradição. Com a Reforma, o governante escolhia a religião dos cidadões. Em muitos lugares era um vai e vem, segundo o governante, em termos de religião. Com a guerra dos 30 anos tanto católico qto protestante cometeram tantas atrocidades com a população, de maneira que a fé em Deus neles foi sufocada. Agora aparece o islam com toda essa fervura religiosa, com todas as regras de vida rígidas e isso atrai o europeu perdido em sua liberdade. No entanto essas pessoas deveriam observar mais como a boa parte dos homens muçulmanos se comportam. Eles têm toda liberdade sexual, são envolvidos em criminalidade, enqunto as mulheres arriscam suas vidas por exemplo se quizerem andar sem véu, ter namorado, etc. No entanto o próprio islam com seu conceito de paraíso com todas aquelas mulheres que apesar de darem direto, recuperam a virgindade automaticamente e os garotinhos (belos como pérolas) que dão direto, mas sem sangramento anal, é algo repudiante.
Estudante Bíblico disse…
Se os cristãos se apresentassem como super-homens voando pelo céu, seria mais fácil a conversão para o cristianismo.
Carla disse…
Essa coitada é um exemplo de pessoa que foi mal tratada pela cultura de seu país ( no caso dela da paupérrima Somália de costumes tribais) e não pela islâmica. Se o pai dela seguisse as regras islâmicas, não a obrigaria a casar com quem não quer pois para um casamento ser válido no Islam, deve ter aceitação do homem e da mulher. Ou seja, casamento forçado é inválido. Quem ler sobre a tradição de Mohamed saberá que ele anulou um casamento em sua época pelo fato de uma mulher ter dito a ele que casou forçada. Mutilação genital ? Mais um costume tribal, praticado também pelos cristãos em vários desses países africanos. Nunca foi mencionada essa prática no Alcorão.

http://www.icarabe.org/clipping/freira-egipcia-batalha-contra-a-mutilacao-genital-feminina

Tenho pena dessa mulher pelo que passou, que não teve a oportunidade de conhecer e viver o que é o Islã. Graças a Deus eu tive essa oportunidade.
Carla disse…
Cognite Tute
Também não existiam muçulmanos na época de Jesus, como pode entender a partir do fato de que Maome só nasceu alguns séculos depois..:-)
Acho que eu preciso mesmo ir estudar história..:-)

---------------------------------------------
Realmente você precisa mais que isso! Por acaso você sabe o que significam as palavras Islã e muçulmano? Vamos a aulinha básica:

ISLAM significa: submissão voluntária a Deus

MUÇULMANO(A) significa: pessoa que se submete á vontade de Deus

Agora pergunto: por acaso foi Mohamed quem inventou a submissão à Deus ??? Noé, Abraão, Moisés, Jesus e todos os demais enviados por Deus não foram submissos a Ele? Todos eles foram muçulmanos, ou seja, submissos a Deus. O Islã existe desde que o mundo é mundo e Deus colocou na Terra profetas para divulgar a mesma mensagem de tempos em tempos: o da crença no Deus único(monoteísmo). Mohamed foi o último profeta enviado.
Anônimo disse…
Mulcumano detected!
Anônimo disse…
Muslim detected!
Anônimo disse…
isso coloca o cristianimos 2 seculos a frente. Ponto pro cristianismo. Eu acho que o budismo ainda ta na frente do cristianismo.
Anônimo disse…
tsc tsc mais um exemplo de que religiosos nao entendem o que leem. Nao esquecam de dizer palavra da salvacao..
Anônimo disse…
Com certeza vc nunca leu a historia do puritanismo e as bruxas e adulteras que ele queimou. Cristo memso disse q veio trazer a espada
Anônimo disse…
Muslim Alert!
Elliot disse…
Não é possível afirmar quem matou mais, pois, ambos cometeram genocídio mais de uma vez, e você deve saber, mas, quando o assassinato de forma cruel e a repreensão dos direitos pessoais se torna algo "oficial". Dizer que um matou mais que o outro é estupidez, perdoe-me. E caso você não se recorde, os registros de assassinatos em massa nas ultimas décadas vem principalmente de países muçulmanos.
Valdo disse…
A prática da mutilação genital feminina que ela combate não é uma prática islâmica. É uma prática antiga realizada na África e na Ásia. Na França era realizada também e continuou a ser realizada por séculos após a conversão desse país ao cristianismo. Alguns desses povos são cristãos, outros são muçulmanos e animistas.
E não foi o cristianismo quem evoluiu, foram as sociedades que pouco a pouco estão restringindo a religião em suas vidas.
Converter alguém, seja a que crença for, na minha opinião é uma grande falta de respeito a direitos básicos. O direito de pensamento e consciência.
Anônimo disse…
MEUS AMADOS, SÓ YAOHUSHUA SALVA. NÃO SE ENGANEM. DEVEMOS ACEITÁ LO COMO ÚNICO,SUFICIENTE, E ETERNO SALVADOR. QUE YAOHUSHUA OS ABENÇOE.
Anônimo disse…
E por que os Cristãos não foram salvos dos Leões do Coliseu de Roma?
Anônimo disse…
Sou lider Islamico de uma mesquita inclusiva chamada cantares de MAOme, amo minha religião, MAOME ama todos sem exeção, sem preconceitos, aqui tem muito discurso que traz comforto, sabedoria e alegria as pessoas, amamos todos sem exeção, ofereçemos aula de musica islamica a todos, por um preço de 20R$ ao mês, a Mesquita cantares de Maome fica aberta de segunda a sabado, das 3 da tarde as 6 da noite, na cidadezinha de Leopoldina em Rio Grande Do Sul, rua Araucarias DeFilinto, nº130, aguardo novos fiéis.
LI- Pablo Pocaballo

Post mais lidos nos últimos 7 dias

Cientistas brasileiros e mexicanos descobrem pequena espécie de morcego

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à coleta de esgoto, mostra IBGE

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Padre autor do mosaico de Aparecida é acusado de invocar a Trindade para ter sexo a três

Quatro séculos tentando provar a existência de Deus. E fica cada vez mais difícil

'Matem todos porque o Senhor conhece aqueles que são seus!' França, 22 de julho de 1209

Igrejas católicas alemãs estão sendo derrubadas. É a demolição da própria religião

Contar o número de deuses é difícil porque são muitos, dezenas de milhares, milhões