Milhões de mexicanos veneram sangue e boneco 'morto' de cera do papa JP 2º

O Vaticano promove desde agosto no México um ritual macabro que até dezembro, quando termina, deverá atrair o total de 8 milhões de fiéis.

Uma porção do sangue de João Papa 2º e um boneco 'morto' de cera do papa que morreu em 2005 aos 84 anos estão percorrendo cerca de 100 cidades do país. Algumas delas foram escolhidas porque apresentam elevado índice de violência.

A expectativa é de que, por um milagre do beato João Paulo 2º, o papa pop, a bandidagem passe a matar menos. A ironia é que a exposição do boneco em um esquife de acrílico não deixa de ser uma homenagem à morte.

Mexicanos têm gosto pelo macabro
A multidão que visita o papa morto lembra a multidão dos desvalidos que no Brasil comparece aos cultos do vivíssimo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus. Entre eles, na esperança de obter cura, há deficientes em cadeira de rodas, pessoas com câncer, portadores de paralisia.

Nos dois casos, as pessoas se ajuntam em lugares muitas vezes pouco arejados. Ao menos o boneco do papa não tem do que se queixar porque foi confeccionado com uma cera que aguenta temperaturas infernais.

O sangue foi colhido do papa para o caso de haver a necessidade de uma transfusão – o que não foi preciso.

Com a morte do JP 2º, o sangue – uma relíquia, na terminologia da igreja – é tido como substância milagrosa. Tanto que, quando o piloto polonês Robert Kubica, conterrâneo de JP 2º, ficou gravemente ferido em um rali no começo deste ano, alguém conseguiu levar para o hospital uma gota da relíqua para ajudar na recuperação dele.

O boneco “morto” e o sangue do papa já estiveram na França e na Polônia, mas é no México que têm causado frenesi.

Sangue do papa
acompanha o boneco
Talvez a explicação para isso seja o fato de a cultura mexicana ser perpassada pelo macabro desde os astecas, que praticavam sacrifícios humanos. Atualmente, há  no México um culto à Santíssima Muerte ou Doña Sebastiana que tem muito adeptos.

Com certeza, muitos daqueles que estão rezando diante do boneco do papa também têm em mente a Doña Sebastiana. E mais uma vez, assim, a Igreja Católica se torna beneficiária de um culto pagão.

Comentários

  1. Anônimo10/28/2011

    E o pior que a igreja catolica não faz nada contra isto ai, mesmo porque ela é cumplice e a principal interessada nesta palhaçada.

    ResponderExcluir
  2. isso ajuda a entender o porquê de o México estar na M...em que está, dominado pela vioL~encia, pelo tráfico de drogas e pela estupidez. É O CÚMULO DA CREDULIDADE! Quanto mais credulidade, mais atraso e violência!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo10/28/2011

    Sabe, eu sempre custei a entender a adoração a bonecos de barro. Como alguém consegue colocar esperanças numa figura inanimada? O.o
    Seja como for, a própria bíblia diz:
    “Não farás para ti imagem de escultura, Nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, Nem em baixo na terra, Nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto...” Ex 20.4,5

    E depois dizem que leem a bíblia.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo, você é mais dos que lêem apenas o título da matéria e vêm comentar sem saber do que está falando...
    Esse "evento" está sendo promovido pelo próprio Vaticano.

    Não é de se espantar... Eles estão cada vez mais desesperados.
    Depois se acontece de um mexicano se curar de alguma doença grave (coisa que acontece todos os dias), vão atribuir à visita do boneco de cera. Eles adoram levar o crédito por coincidências.

    ResponderExcluir
  5. LEGIÃO10/28/2011

    Macabro mesmo!

    Em vez de cultuar seus atos, enquanto vivo, cultuam sua morte.

    Se cultuam a morte, por que se queixam dos assassinatos?

    Se cultuam o sangue do morto, por que se queixam da violência?

    Será que os assassinos, traficantes e disseminadores da violência vão visitar o boneco de cera?

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que cultuar os atos de quando ele era vivo mais macabros ainda.
    Culto à pedofilia? Isso sim é sinistro.

    ResponderExcluir
  7. LEGIÃO10/28/2011

    De uma forma ou de outra, em vida ou em morte, os cristãos se deliciam com a morte dele. Assim como se deliciam com o sofrimento e morte de Jesus.

    É um povo sedento de sangue! Tanto que simulam beber o sangue de Cristo em suas missas.

    Nas entrelinhas da doutrina católica estão as instruções de um manual da violência.

    ResponderExcluir
  8. Cristianismo: Porque devorar a carne e beber o sangue de seu amigo morto é legal.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10/29/2011

    Bota gente estúpida. Se bem que aqui no Brasil temos um bocado de ovelhinhas estúpidas do naipe do mexicanos. Quanto maior a procissão maior o índice de estupidez do séquito que a compõe. Não é a toa que o brasil é o maior, seguido do México,
    país católico do mundo.

    ResponderExcluir
  10. LEGIÃO10/29/2011

    Olhando de outro ângulo, talvez essas pessoas mereçam o que tem:

    - Ser o gado de um pastor qualquer;
    - Doar-se ao extremo por causas duvidosas;
    - Promover o enriquecimento ilícito de vigaristas;
    - Serem subjugados, em inteligência, por pedófilos, ex-vagabundos e criminosos de todo tipo;
    - Seguir imagens de pedra, de pau ou de cera e nelas depositar todas as suas esperanças.

    Tentar despertá-las desse transe maligno pode ser pura perda de tempo.

    Talvez seja uma diretiva da natureza que ninguém pode mudar: Alguns nasceram para carregar o andor, outros nasceram para ir sentados sobre o andor.

    ResponderExcluir
  11. A análise fria e ácida, expressão do materialismo cáustico que emana dos raciocínios comuicados nas palavras dos ateus professos; é pungente clamor de uma esperança e fé que depositam na ilusão positivista: de que a matéria produza e depois explique-se a si mesma...O clamor é válido se levarmos em consideração que, o ateísmo é a religião "científica" dos neopositivistas órfãos da desconstrução linguística pós-moderna; mas seria o caso de perguntarmos, por que eles atribuem causalidade, finalidade, e "razões" em tudo que falam e pensam (pensam?); se essas categorias "metafísicas" e portanto, mera parolagem (na concepção fria e superficial do materialismo que professam!); desmontam-se uma após à outra pelo seu corrosivo catecismo iconoclasta e demolidor? Engraçado...Tendo sido inteligentes o bastante (segundo todos eles mais ou menos se presumem, por uma mais do que compreensível autoinflação do Ego); e perspicazes, para "perceberem" a farsa, o engodo, a ocultação que as religiões propagam...Por que o não são igualmente para apreenderem o sentido científico e antropológico desses fenômenos da ideologia, do controle social, da própria religião; como expressões do pensamento universal, (supondo aqui que SAIBAM o que é mesmo o pensamento); e não como figuras ou imagens superficiais daquilo que consideram realidade? O que os incomoda tanto? Se tomarmos o exemplo das outras inúteis e semelhantes crenças, irreflexões, farsas, tradições que ELES ACEITAM sem questionar; venham da manipulação estatal, societária, esportiva, político-econômica e cultural...Por que não lhes assoma o ímpeto revolucionário e "iluminador"? Pobres fantoches midiáticos, teleguiados pela manipulação confessional da imprensa que lhes "autoriza" o que devem crer, saber, ou ler; incônscios adeptos competidores e rivais entre si, no páreo da disputa do mercado fragmentário dos saberes, das esferas de poder que cada um deles representa...Será que pensam (pensam?) os ateus que, são menos oprimidos pela religião tecnocientificista, com todos os seus ditos e interditos, gozos dos seus céus, purgatórios e castigos dos seus infernos materiais; ou menos suscetíveis às ritualizações e feitiçarias midiatológicas, às suas bênçãos e maldições sociais, suas iniciações, apoteoses, endeusamentos; seus ritos e sacramentos de inclusão ou exclusão, aprovação e anátema sobre os réprobos, ou mitos de renovação e sacralização; que os demais...comuns mortais...controlados pela religião teológica e metafísica? Acreditam realmente (desculpem o termo impróprio, uma vez que estes seres privilegiados, têm tudo sob prova inconteste de seus crivos pessoais infalíveis); creem piamente, estes mais do que explorados crentes e prosélitos da indústria cultural, que são "diferentes", "especiais”, menos ou mais controlados que os demais; acreditam que por terem se desvencilhado das igrejas e catecismos, são menos imbecilizados, menos idiotizados, menos coisificados, reduzidos ao primitivo, ao animal, ao instintivo e bestial? Libertaram-se da religião pública, e de toda forma privada de religião? Ou antes encontram-se religiosamente manipulados até o talo, desde o nascer até o morrer, pela religião da indústria cultural, estética, erótica e seu fascismo consumista midiático? Oh, quanto sois felizes, "pobres" ateus herdeiros dos iluminados e celestes Salvadores Nietzsche, Darwin, Freud, Marx...Quanto sois mansos e humildes herdeiros do paraíso terrestre renovado! Louvor a vós, ateus benditos!
    Sois realmente deuses, como a profecia do Salmo 82, 6...SOIS DEUSES! Todavia, como qualquer dos mortais, perecereis.

    ResponderExcluir
  12. LEGIÃO10/29/2011

    No entanto, a verborragia também não é sinal de sabedoria inconteste.

    ResponderExcluir
  13. Quando vi o título mencionando "boneco morto" eu me lembrei da categoria da Wikipédia "fictional vampires".

    Provavelemnte existem bonectos vivos e vampiros não fictícios.... rsrss

    Brincadeirinha, claro. O próprio criador do tópico pôs aspas só de ironia...

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Nobel 2019 de Física afirma que 'não há lugar para Deus no universo'

Robinho: de jogador promissor a evangélico fanático e a estuprador

Com fechamento de 400 templos em uma década, Igreja da Inglaterra ruma para o fim