Satanás é invenção católica porque não existe no judaísmo

por Stephano Gualtieri a propósito de
Pastor americano exorciza de mulher um ‘diabo retardado’

Satanás significa aquele
que é portador da luz
Satanás é apenas o planeta Vênus, que em grego se chamava LUXPHOROS, e significa a estrela d'Alva, aquele que é portador da Luz, justamente porque é a primeira que aparece quando o sol se põe e a última a desaparecer quando o sol nasce.

Erronea e propositalmente os padres da Igreja Católica Latina traduziram a profecia do rei de Tiro -- "...Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!", Isaías 14:12 -- para Lúcifer, no latim, como versão de Luxphoros.

Eles associaram a legenda com o mito que inventaram de Satanás, que não consta na teologia judaica, uma vez que o deus de Israel é tão exclusivamente único que não tem opositor, conforme está escrito: "Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá". (Isaías 43:10).

Essa história de possessão é outra farsa criada por traduções e contextualizações errôneas. Epilepsia e até febre eram consideradas demoníacas, quanto mais transtornos afetivos e surtos psicóticos.

A verdadeira "incorporação" é a dos fiéis ignorantes, que em transes semi-hipnóticos provocados por autossugestão, sentem arrepios, calores, frios e suores, tremedeiras e muito barulho na cabeça, crendo-se endemoninhados, quanto estão é sugestionados.

Alie-se a essa ilusão a performance dos atores, que, apesar de amadores, contorcem-se e falam com a manjadíssima voz inflexionada e rouca: “Eu sou o diabo, eu vou destruir a vida de quem não dá ofertas”.

Isso faz parte das manipulações dos espertalhões, e sabidos dos pastores, obreiros e artífices destas e outras sandices.





Demitido pastor que elogia livro que questiona existência do inferno
março de 2011

Coisas do diabo.    Posts de leitor.

Comentários

  1. O texto carece de conteúdo. Satanas (em hebraico, Sheitan) existe, sim, no judaísmo. CVheitan é o Opositor, ou Acusador e é ele quem coloca à prova as pessoas perante YHWH. Nada tem a ver com LUXPHOROS, que é grego e não hebraico. Lúcifer, de fato, não aparece em nenhum momento na Bíblia, seja o Novo Testamento, seja Velho.

    Satanás não é o planeta Vênus, basta ler o Livro de Jó, que ali mostra-o como a entidade que coloca a fé de Jó em teste (e, por sinal, ganha a aposta).

    A propósito, a profecia não era com o rei de Tiro e sim o da Babilônia, Nabucodonozor.

    Para saber mais: http://www.jewishencyclopedia.com/view.jsp?artid=270&letter=S&search=satan

    Por favor, leiam mais, como Uma Breve História do Mito, da Karen Armstrong, juntamente com Em Nome de Deus, da mesma autora e as obras de Joseph Campbell.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só que Satanas não ganhou a aposta. Jó foi fiel mesmo perdendo tudo e no final foi restituído (segundo a parábola).

      Excluir
  2. Correção: "Cheitan" e não "CVheitan".

    ResponderExcluir
  3. Um dos problemas bíblicos "mais mortais" é o das traduções. Tendo passado por várias traduções até chegar na versão conhecida atualmente, é evidente que muitas modificações tenham acontecido; a maioria delas involuntariamente. Uma delas é a da confusão entre os termos Satanás, Diabo e Lúcifer.

    Na íntegra, Satanás é um, Lúcifer é outro. Lúcifer seria o famoso Portador da Luz (do latim Lux fero), Phosphoros e Hésperos, o planeta Vênus em seus aspectos matutino e vespertino.
    Diabo significa "acusador", do grego diabolos, e pode se referir genericamente a qualquer pessoa que acusa e se opõe a outra.
    Já Satanás significa "adversário". A Igreja Católica considera Lúcifer como Satanás, que seria um anjo que se rebelou contra Deus e foi expulso do Céu, apesar da Bíblia não ter uma passagem que explicite isso. A passagem usada para justificar a ideia Satanás = Lúcifer é Isaías 14:12 : "Como caíste do céu, ó Lúcifer, tu que ao ponto do dia parecias tão brilhante?". Trata-se de uma passagem controversa, pois os judeus consideram essa a passagem sobre o desaparecimento da estrela Vênus diante da majestosidade do Sol como uma alusão à crença de que o Império Babilônico desapareceria diante do poder do Deus Yawveh, e a maioria dos cristãos considera a passagem como referente à queda física de um anjo, daí denominam Satanás como Lúcifer.

    ResponderExcluir
  4. SAITAN deriva do arabe primitivo e significa :

    SERPENTE e vem dai a associação de serpente com capeta da lenda de adão e eva que foi criada pelos SUMERIOS [ atual iraque] considerada a primeira civilização assentada da humanidade....


    A UNIVERSIDADE DE COLUMBIA NY CITY e ou a FUNDAÇÃO JAMES RANDY oferecem até 1 MILHÃO DE DÓLARES pra quem apresentar uma evidencia concreta que CAPETA existe.........

    Nenhum crente picareta foi lá pra receber ???

    nem o MAÇEDÃO....


    A LENDA DO CAPETA foi criada com finalidade de amedrontar e controlar o fiel trouxa....


    ela tem a mesma VERACIDADE do BIXO PAPÃO....


    A 300 mil anos o homem primitivo começou a sentir medo ao cair da noite , porque ele perdia a visão e ficava a mercê dos predadores e sem saber o que aconteceria na escuridão e veio dai a primeira associação entre BEM & MAl que acabava assim que o sol nascia de manhã....

    Fenomeno que inspirou a lenda de HORUS CONTRA SET na mitologia EGIPCIA que insipirou DEUS VERSUS O DEMONIO....


    Só mesmo crentes muito mequetrefes como o Fernando e esse ANDRÉ pra acreditar em tamanha bobagem...

    ResponderExcluir
  5. Não importa o que os outros digam tentando criar confusão, pois essa é a tática do próprio Satanás(criar confusão). O que importa é que Jesus não só se referiu a Ele mais também o expulsou das pessoas. Também os Apóstolos se referiram a Ele em Epístolas e o expulsaram de suas vítimas, e no Livro de Apocalipse há referencia a Ele em vários trechos. Nós que somos crentes não nos deixamos levar por conclusões de meras criaturas que querem se sobrepor a palavra do Criador. Quanto ao colocarem em dúvida a autenticidade das escrituras, Deus não é menino para brincar com a salvação das almas. Os verdadeiros cristãos não se deixarão enganar. "Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, SE FOR POSSÍVEL, ATÉ OS ESCOLHIDOS. Marcos 13:22.

    ResponderExcluir
  6. Porque o crente aí de cima não vai receber aquele 1 milhão de Dólares então..... Já que o demonio existe...... Seu pastor ficaria feliz com o dizimo de 100 mil dolares que voce daria para ele. ;)

    ResponderExcluir
  7. Porque este tal Stephano Gualtieri não faz uma pesquisa nos terreiros de Umbanda, Candomblé, Quimbanda e outros nesta linha, Em vez de falar de Satanás com ignorância? Veja e aprofunde-se em suas práticas, entreviste (Ex) freqüentadores destes terreiros se houver, tudo com seriedade. Creio que ele terá uma nova visão de quem é Satanás.

    ResponderExcluir
  8. O anônimo 19:35. Como sempre, só sabe xingar os outros e não apresenta nada que aproveite.

    ResponderExcluir
  9. Como diria el padre Quevedo:NO ECZISTEN!!

    ResponderExcluir
  10. Clonaram o Fernando:Cristão é o clone dele!!

    ResponderExcluir
  11. O autor do post comete vários erros graves em sua argumentação. Erros que poderiam ser evitados se ele pesquisasse sobre o tema. Não me surpreende, porém, que ele não o faça, visto que, em outro tópico, ele expressou sua opinião sobre as ciências humanas. Neste post, no entanto, fica evidente que ele comete inúmeros equívocos de interpretação por não se interessar pelas ditas ciências.

    O maior destes erros, e um facilmente verificável, é em relação ao "nome grego" de Satanás. Há uma grande mistureba nas suas colocações. A primeira delas é que Lúcifer é um nome latino atribuído à estrela da manhã. O nome grego equivalente seria Εώσφοροu (Eôsforou) ou Φώσφοροu (Fôsforou). "Lux" não é palavra grega, mas latina. Tanto Eôs (presente na palavra "Europa") quanto Fôs (presente em termos como "fotografia") são sinônimos de "lux".

    Reforçando seu engano, o autor do post afirma que o erro teria sido cometido pela "Igreja Católica Latina" (sic) de forma proposital. É muito temerário fazer uma afirmação dessas, inclusive porque intenções são difíceis de interpretar a partir de textos, especialmente 1500 anos depois. São Jerônimo, o tradutor original da Vulgata é considerado um tradutor bastante competente e honesto (quem duvida, que procure na Internet a sua carta ao papa Dâmaso para ter uma ideia do quanto ele era consciencioso e do grande trabalho filológico que ele realizava para obter o original mais correto e a tradução mais fidedigna). Sem evidências de má fé, in dubio, pro reo. Ocorre que Jerônimo traduziu a frase "estrela da manhã" (presente no original hebraico) como "Lucifer" (o nome próprio que esta estrela recebia entre os romanos). Naquela época não estava difundido o conhecimento de que tanto a estrela da manhã (Lúcifer) quanto a da tarde (Vésper) fossem o mesmo astro. Daí os dois nomes e os deuses associados a cada uma delas.

    Lúcifer é criado como uma interpretação incorreta (e posterior) do texto da Vulgata. Na verdade, o nome só foi popularizado na época da Reforma, com a difusão da KJV (a Bíblia do Rei Jaime).

    ResponderExcluir
  12. Vemos, portanto, que Satanás não é um mito inventado pela "Igreja Católica Latina" (sic) traduzindo de forma "errônea e proposital" o livro de Isaías. No mínimo é um mito originário do próprio Judaísmo, ainda que os judeus o considerassem de forma ligeiramente diferente (tal como os mitos do lobisomem brasileiro não são parecidos com os mitos do lobisomem europeu).

    O engano seguinte do autor é menos visível, porém é muito mais grave, justamente por ser insidioso. Temos um exemplo evidente da construção de um espantalho (uma perversão de um conceito alheio com o fim de obter vantagem na contra-argumentação). O espantalho se baseia nesta frase: o deus de Israel é tão exclusivamente único que não tem opositor. O autor emprega esta citação com o óbvio motivo de nos levar a crer que Satanás seria, no Cristianismo, um opositor de Deus. Triplo engano aqui.

    Primeiro, o nome "Satanás" significa "acusador" em vez de "opositor". Segundo, Satanás não é no Cristianismo (tal como não foi e não é no Judaísmo) um opositor de Deus, mas do homem. Terceiro, a própria Bíblia nos fornece amplas razões para crer que o "Deus de Israel" não era "tão exclusivamente único". Na verdade o que a Bíblia nos mostra é que "Deus" no Judaísmo é um conceito que evolui ao longo do tempo, amalgamando diversas entidades locais (o Javé judita, o Elohim benjamimita), algumas delas até femininas: Asherá não era uma entidade importada, e nem os baalim, pelos simples fato de que os "cananeus" não eram estrangeiros, mas o próprio "povo judeu" (em oposição às classes dominantes monoteístas e simpáticas à cultura egípcia).

    O terceiro ponto é admitido até mesmo por alguns cristãos, que reconhecem que os hebreus demoraram a percebera a exata natureza de Deus. Um bom exemplo desta abordagem está no livro "Uma História de Deus", de Karen Armstrong.

    ResponderExcluir
  13. Mais especificamente falando, o autor diz várias coisas incorretas sobre Satanás. Primeiro que Satanás é apenas o planeta Vênus. Não o é. Uma rápida leitura do livro de Jó mostra Satanás perante Jeová denunciando a fé do patriarca Ló? Ocorre que o autor do tópico ignora que não existe apenas UM demônio, mas um número indefinido deles. O que são o Behemot e o Leviatã? Certamente são "feras mitológicas" judaicas, mas o que é um "demônio" senão um tipo de "fera mitológica"?

    O mais importante é que Satanás e Lúcifer são diferentes. Satanás é o adversário do homem entre os anjos de Deus. Lúcifer é um mito nascido de um erro de tradução. Nesse sentido ele seria como "Liberata", a santa que os holandeses e alemães da Idade Média inventaram como consequência de sua incompreensão de um ícone bizantino de Jesus crucificado.

    Retornando à questão do papel de Satanás como suposto "opositor de Deus", o erro está em pensar que o cristianismo é uma religião dualista, com um deus "do bem" e um "do mal".

    Ora, da mesma forma que existe, sim, Satanás no judaísmo (embora, obviamente, ele seja interpretado de maneira diferente da dos cristãos), tampouco o cristianismo dá a Satanás um papel equivalente ao de Deus. O maniqueísmo é uma tendência da religiosidade popular, mas foi denunciado como heresia ainda nos primeiros séculos do cristianismo.

    A diferença entre o Satanás judaico e o cristão está no tom de sua relação com Deus. Enquanto Shaitan é um fiel servo de Deus, obediente e metódico em sua tarefa de testar a fidelidade do homem e de fazer o trabalho sujo (poderíamos dizer que Shaitã é uma espécie de "jagunço" de Yhwh); o Satanás cristão é um anjo que vive em contínua rebelião contra ele. Mas esta rebelião é consentida (visto que Deus é onipotente). Desta forma, Satanás assume um significado diferente, embora seus limites sejam semelhantes.

    Na segunda parte de seu post, o autor afirma que Essa história de possessão é outra farsa criada por traduções e contextualizações errôneas. Considerando a ignorância que o autor tem demonstrado de uma grande variedade de aspectos do Judaísmo antigo e da história do Cristianismo, é preciso desconfiar desta afirmativa. Na verdade, tal afirmativa pode ser facilmente desmentida com uma mera leitura da Bíblia. Hoje não estamos limitados a traduções imperfeitas e corruptas (como a KJV, a Almeida original ou TNM), pois há traduções filologicamente perfeitas, como a Bíblia de Jerusalém, feita ecumenicamente por especialistas católicos, anglicanos, luteranos, ortodoxos e judeus. Desta forma, não se pode afirmar que as possessões são criadas por traduções errôneas, pois episódios de possessão e incorporação são relatados em vários momentos na Bíblia, tanto no AT como no NT.

    Não quero com isso dizer que possessões sejam fenômenos reais. Longe de mim uma coisa dessas. O problema não está na perversão do original, é o próprio original que se baseia em superstições. Desse material básico os espertalhões, claro, se aproveitam para criar seus espetáculos da fé e ordenhar dízimos de pessoas facilmente amedrontáveis.

    Mas só porque isto nos é evidente, devemos ter o cuidado de não partir para argumentos cheios de ignorância. A ignorância não dá autoridade a ninguém. Só porque somos ateus isso não nos torna "superiores" a ponto de esperarmos que nossa descrença por si só os converta. Exibindo ignorância a respeito deles e de suas crenças, nós nos exibimos, aos seus olhos, como ignorantes mesmo.

    Houve um tempo em que se dizia que "os ateus conhecem melhor a religião do que os próprios religiosos". Hoje em dia há uma nova safra de ateus no mercado que não sabe nada a respeito da religião e acha que esta ignorância lhes dá uma certa forma de superioridade moral.

    "Conheça teu inimigo," dizia Sun Tzu.

    ResponderExcluir
  14. José Geraldo Gouvêa Voce Diz: "Na segunda parte de seu post, o autor afirma que Essa história de possessão é outra farsa criada por traduções e contextualizações errôneas. Considerando a ignorância que o autor tem demonstrado de uma grande variedade de aspectos do Judaísmo antigo e da história do Cristianismo, é preciso desconfiar desta afirmativa. Na verdade, tal afirmativa pode ser facilmente desmentida com uma mera leitura da Bíblia. Hoje não estamos limitados a traduções imperfeitas e corruptas (como a KJV, a Almeida original ou TNM), pois há traduções filologicamente perfeitas, como a Bíblia de Jerusalém, feita ecumenicamente por especialistas católicos, anglicanos, luteranos, ortodoxos e judeus. Desta forma, não se pode afirmar que as possessões são criadas por traduções errôneas, pois episódios de possessão e incorporação são relatados em vários momentos na Bíblia, tanto no AT como no NT.

    Não quero com isso dizer que possessões sejam fenômenos reais. Longe de mim uma coisa dessas. O problema não está na perversão do original, é o próprio original que se baseia em superstições. Desse material básico os espertalhões, claro, se aproveitam para criar seus espetáculos da fé e ordenhar dízimos de pessoas facilmente amedrontáveis. Mas só porque isto nos é evidente, devemos ter o cuidado de não partir para argumentos cheios de ignorância. A ignorância não dá autoridade a ninguém. Só porque somos ateus isso não nos torna "superiores" a ponto de esperarmos que nossa descrença por si só os converta. Exibindo ignorância a respeito deles e de suas crenças, nós nos exibimos, aos seus olhos, como ignorantes mesmo.

    Houve um tempo em que se dizia que "os ateus conhecem melhor a religião do que os próprios religiosos". Hoje em dia há uma nova safra de ateus no mercado que não sabe nada a respeito da religião e acha que esta ignorância lhes dá uma certa forma de superioridade moral.

    José Geraldo você Diz: "Não quero com isso dizer que possessões sejam fenômenos reais. Longe de mim uma coisa dessas." Então porque Jesus mandou que aqueles que nele crescem expulsassem os demônios? "E estes sinais seguirão aos que crerem; Em meu nome expulsarão os demônios...marcos 16:17.", "E aconteceu que, indo nós a oração, nos saiu ao encontro uma jovem, que tinha espírito de adivinhação...Mas Paulo perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo te mando que saias dela. E na mesma hora saiu" Atos 16:16". Poderia colocar outros exemplos mas estou certo de que não ignoras. O fato de você dizer que não há possessões contradiz tudo o que argumentou acima. A verdade é: Há possessões reais, assim como influências sem possessões. "Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor bramando como leão, buscando a quem possa tragar. 1 Pedro 5:8." Não importa se Ele é chamado de Lucifer, Satanás, Belzebur, Diabo, Inimigo, Dragão, Serpente, Ladrão, Baal, Exú Veludo, Exú Caveira, Exú Sete Catacumba, Ogum, Pomba-gira, Maria Padilha, Pomba-gira Cigana, Zé Pilintra, Xangô, etc... Ele é real e não devemos substima-lo.

    ResponderExcluir
  15. Então porque Jesus mandou que aqueles que nele crescem expulsassem os demônios?

    Tu não entendeste minha colocação. Eu não quis entrar no mérito da crença em demônios porque o texto já estava longo demais. Por isso deixei em aberto esse tópico, apenas mencionando de passagem que não creio nisso.

    ResponderExcluir
  16. É o descarrego da IURD esse comentário do Cristão.
    Está lembrando o bibliolatra Fernando...

    ResponderExcluir
  17. Cristão??? Isso aí é o Fernandinho homem-bibra.

    ResponderExcluir
  18. José Geraldo Gouvêa. Me parece que um dia voce confessou a Jesus, mas deu ouvido aos "intelectuais" e se apostatou da fé. Paulo que antes era chamado Saulo também era intelectual, e Doutor. Mas disse: "E se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber" ,

    ResponderExcluir
  19. Quando vejo numerinhos no meio do post...
    "Blablabla 16:17 Blablablablablabla 5:8 Blablablablablabla 18:03 Blablablablablabla 15:12"

    Já nem leio mais!

    Hehehe deve ser o Fernandinho mesmo!!!

    ResponderExcluir
  20. Cristão=Fernando=Wellington!!

    ResponderExcluir
  21. Olá,meus queridos, satanás(adversário),diabo(opositor)no hebraico não são nomes próprios,mas sim,adjetivos. Assim, qualquer um pode ser um satanás (adversario),ou diabo ( acusador).São qualidades negativas que a teologia não apenas católica,mas hebraica afirmam que quem as pegou foram anjos caídos.Mas,dessa forma qulquer ser humano torna-se um satanás (adversário de qualquer coisa inclusive do Reino de Deus) e também um cusador dos homens, como o diabo.
    Se pegarmos as palvras grega que filosóficaente trattaos como diabolos, na junção de uma conunção o (dia= fora)+ ballen= arremessar, cocluimos, que dia´bolicos é aquilo que arremete o ser para fora de sua existencia original. O que acontece com seres humanos e teológicamente com os anjos caídos.
    Pr. Jorge da Bahia, escrevi outro poste anónimo falando que a luta do ateismó é contra o cristianismo ( coloquei luta sim, pois o ateismo passou a ser um movimento, desde que se organizou e tem reinvindicações)

    ResponderExcluir
  22. Desculpas pelo erros,mesmo tentan revê-los, ainda persistem em ficar, alguns de ousados que são rsrsrs.
    Sou pr. Batista

    ResponderExcluir
  23. Satanás, ou o diabo, é a minha vizinha, que por sinal, é sogra do síndico. Não sei de odeio ou tenho pena do desgraçado. A mulher acredita em Jesus, mas vive chamando o diabo. É um tal de "o sangue de Jesus te repreenda, satanás", ou, "está amarrado em nome de Jesus, satanás"...Meu filho adolescente dia desses me perguntou: mãe, porque satanás sempre se desamarra? Ele já criou anticorpos ao sangue de Jesus? O fato é que impotentes para vencê-lo os crentes se contentam em anatematizá-lo "ad nauseam"...E o bicho sempre volta, pra desespero de quem colocar um carro inadvertidamente na vaga da minha vizinha, porque aí "o bicho pega"; não há batismo no espírito santo nem dom de línguas que impeça-a de vociferar com seis mil e seiscentos diabos, toda a sua fúria e incontida revolta. No elevador, entretanto, a encontramos mais contida, menos rancorosa; sempre saúda-nos: "oh, amado!"..."Como vai, amada"? E despede-se sempre com um "o Senhor te abençoe". O único porteiro que ela cumprimenta é um irmão de seita, que responde lacônico: Paz do Senhor Irmã. Mas a empregada diz que ele a detesta, pois é mão-de-vaca; ao contrário dos católicos, é a única que não lhe dá presente nem no Natal.

    ResponderExcluir
  24. CRENTE FERNANDO me desculpe por chamar vc de safado sem vergonha....?

    Mas a sua obsessão por SATANÁS , CAPETA , DIABO e mais 330 mil nomes vem do seu PAI , MARTINHO LUTERO teria delirios mentais nitidos causados pelo excesso de alcool , sifilis da sua promiscuidade e doença mental provavelmente esquisofrenia , Porque ha relatos que LUTERO falava sozinho e ele mesmo relata que travava dialogos com o CAPETA varias vezes ao dia...???


    A paixão dos crentes por CAPETA vem de LUTERO....


    Mas DIABO nao existe , ele faz parte da mitologia humana desde os homens das cavernas...

    Até católicos extremamente bem informados como PADRE QUEVEDO e LEONARDO BOFF afirmam que DIABO nao existe....


    Só mesmo pessoas incultas e burras acreditam nessa lenda e Fernando ?

    SE vc acredita mesmo que existe ? que tal GANHAR 1 MILHÃO DE DOLARES ???

    TRADUZI PELO GOOGLE pra vcs terem uma ideia :







    A Fundação está empenhada em fornecer informações confiáveis ​​sobre alegações paranormais. É tanto apoia e realiza pesquisas originais em tais afirmações.

    No JREF, oferecemos um prêmio de um milhão de dólares para qualquer um que pode mostrar, sob condições adequadas de observação, a evidência de qualquer poder, paranormal sobrenatural, ou oculto ou evento. A JREF não envolver-se no procedimento de teste, que não ajuda a projetar o protocolo e aprovar as condições em que um teste terá lugar. Todos os testes são concebidos com a participação e aprovação do requerente. Na maioria dos casos, o requerente será convidado a realizar um teste relativamente simples preliminar do pedido, que se bem sucedida, será seguido pelo teste formal. Testes preliminares são normalmente conduzidos por associados do JREF no local onde o requerente vidas. Em caso de sucesso no processo de testes preliminares, o "candidato" se torna um "requerente".

    Até o momento, ninguém passou os testes preliminares.

    Clique aqui para ver a aplicação.

    Clique aqui para ver a instrução $ 1 milhão de correntistas que mostra a quantidade atual em nossa conta prêmio.

    ResponderExcluir
  25. Dá uma prova do Capeta Fernando ? e ganha 2 milhoes de reais.....que da pra vc comprar 2 milhoes de gibiblias e espalhar elas por ai.....

    ResponderExcluir
  26. Nem é bom esquecer também, que o diabo é o pai do rock, já dizia Raul Seixas.

    ResponderExcluir
  27. Relembrado o Advogado do Diabo... um dos principais artifícios de Satanás é convencer que ele não existe.
    Discussão boba essa. Cada um acredita no que quer e no que é conveniente.

    ResponderExcluir
  28. Se o diabo é o pai do rock, então o diabo é o blues... e o Restart é neto do capeta.

    P.S. - Significados de alguns títulos "dele".

    Diabo - do grego "diávolos": aquele que divide
    Capeta - corruptela de "capa preta", porque nos mistérios medievais ele sempre aparecia vestido com uma
    Demônio - do grego "daimon": espírito
    Belzebu - do hebraico "baal zevuv": senhor das moscas (na verade não é um título, mas um xingamento, qualificando o bicho de "senhor da imundície", pois moscas voejam sobre fezes).

    ResponderExcluir
  29. E é claro, não podemos esquecer, que o diabo habita nos pensamentos dos crentes.

    ResponderExcluir
  30. Alguma vez você viu uma pessoa possuída?
    Já viram a força que eles tem? Alguns se debatem no chão, outros ficam parados, mas outros chegam a ser incontroláveis.

    ResponderExcluir
  31. deus criou o diabo para ter em quem por a culpa

    ResponderExcluir
  32. Ta bom o Capeta não existe...não precisa ser nenhum bom hermenêuta...exegeta ou etimólogo pra se discutir isso...onde vão enfiar Zacarias 3:1... 1 crônicas 21:1 e nem vou citar o livro de Jó... a porcaria desse ser chamado de diabo se não existe então Deus não existe...porque foi preciso de um Deus supremo e Poderoso tê-lo criado com perfeiçaõ... È impressionante como fazem de tudo pra fugirem das verdades bíblicas...ja tão com medinho de encarar o Grande Deus Javé no juízo?.. aí ficam espalhando bobagem por aí...são filhos do próprio ser imundo que eles negam a existência...se preparem pra encarar o Grande Qadosh de Israel e da Igreja...

    ResponderExcluir
  33. Hei, e quem provou que deus existe?

    ResponderExcluir
  34. Vc mesmo seu verme ingrato...vcs que negam a existencia de Deus são a maior prova de que ele existe...ou vc acredita que vc um dia foi macaco e evoluiu...o oxig~enio que vc respira...o sol que te da luz e vitaminas pra seu bem estar e um bom humor...as chuvas que em cada estação é derramada pra que toda agricultura possa ser beneficiada....surgiu do big-bang (risos) de uma explosão kkkkkkkkk....é lamentavel vossas insistentes e vãs opiniões aeístas..... Lembrem-se se crermos ou não crermos (nimguem é obrigado a crer n'ele)que ele existe....Ele continuará a ser Deus...pois Não depende de seres fracos...sujos e ingratos como nós humanos.....Shalon ha El Qadosh......

    ResponderExcluir
  35. Cara, que bagunça aí nos nomes! Os nomes gregos de Vênus eram Phosporos e Hesperos.
    "Luxphoros" é nome de personagem de World of Warcraft!

    ResponderExcluir
  36. José Geraldo Gouvêa disse... . Eu iria fazer alguns comentários, mas você explicou de uma forma brilhante o que nós entendemos por Satanás, Satã, adversário ou inimigo. Só um adendo, na nossa crença de Cristãos, sabemos quem são eles; Eram anjos de luz, puro espiritos criados por Deus, que tiveram oportunidade de dizer sim ou não ao Reino do Criador, assim como nós, mas um terço dos mesmos se rebelaram contra O reinado de Deus, então Deus os deixou ir e formar o seu próprio Reino.... Cansei.
    Jonas

    ResponderExcluir
  37. 1 Cronicas cap. 21: 1
    Jó cap. 01: 6
    Zacarias cap. 03: 1-2

    PROVAM A EXISTÊNCIA DE SATANÁS PARA OS JUDEUS...

    ResponderExcluir
  38. Esse texto está péssimo. Eu digo a vcs sobre Satan:

    Satan - Nome persa p/ opositor apenas. Sobre a tal Estrela D'Alva, na bíblia, fala sobre a queda da Babilônia. O problema foi qndo criou essa associação: Daemon grego + diabolos romano + satan persa = demônios, diabo. Uma verdadeira salada de besteiras.

    E respondendo a Juliana:
    A bíblia (AT), o "diabo" só aparece no final (só é citado no final). Ou seja, ele ñ existia antes? Uma prova clara q foi tudo forjado.

    ResponderExcluir
  39. Deixo para os amados leitores uma questão:
    Segundo a NASA, há no universo cerca de 180.000.000 de estrelas.
    Sendo assim, a nossa terra é um micróbio no universo.
    Recentemente, foi visto pelo telescópio a crescente expansão das galáxias, isto é, o universo está em crescimento!

    Porra, seria Deus tão estúpido pra ficar preocupado com estas babaquices e joguinhos de interesse desse germe chamado homem ou há um plano muinto maior do Grande arquiteto do universo para os seres pensantes no universo?

    ResponderExcluir
  40. se o diabo existe realmente,coitado dele,pois ele já está condenado eternamente a ser o culpado por todos os crimes contra as leis de deus praticada pelos os homens!!!o erro do ser humano é sempre encontrar culpados pelas suas faltas..pois se analisarem, a imagem do diabo é a materialização das tendências humanas a fazer o mal,daí é muito fácil atribuir as atrocidades a um ser que na verdade é uma caricatura da sua própria inclinação a fazer o mal.dica:ao invés de passarem horas em cultos falando no diabo.lembrem das coisas boas praticadas por jesus e por muitos homens bons que passaram pela terra,pessoas essas que enfrentaram seus demônios sozinhas e que em público só deixaram de exemplo caridades e obras para o bem do seu próximo.para enfrentar o mal é só praticando o bem.se existe o mal,é porque existem pessoas que por livre arbítrio o praticam!

    ResponderExcluir
  41. "Porque este tal Stephano Gualtieri não faz uma pesquisa nos terreiros de Umbanda, Candomblé, Quimbanda"

    Se ele não fez outros estudiosos fizeram,
    porque para eles as religiões são mera expressão da cultura de um povo
    um mito inventado para explicar a existência do homem

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Lendo tudo isso que escreveram aqui, eu me pergunto: Como é possível aceitar uma religião em que eu tenha que fazer largas pesquisas, ser um exímio interpretador para não cometer nenhum erro contra um Deus que é TODO PODEROSO e que sabe de tudo? ...BULLSHIT!

    Por favor, seu deuzinho mequetrefe, mais honestidade aí né, mostra a cara! Quem sabe assim não conseguiremos diminuir a pluralidade de crenças nescidas das inúmeras interpretações de suas sádicas peripécias.

    ResponderExcluir
  44. Nossa vc. é tão inteligente que eu acho que vc. é ele em pessoa.

    ResponderExcluir
  45. Como você consegue suportar este monte de imbecis nos comentários?

    ResponderExcluir

  46. Até a invenção do judaísmo não existia demônios, todas as religiões tinham seus deuses, bons ou maus eram deuses, semitas ou arianos.
    Podem ver os gregos, nordicos, hindus, romanos sempre falam em deuses e com os semitas não era diferente Baal, Belial, Jeová, Lilith, Samael, Moloch etc.
    A religião judaica demonizou as crenças arianas como Lúcifer, uma vez que os cultos indo-europeus sempre falam em iluminação; a maçã uma frutas Europeia representando o conhecimento grego etc. E também demonizou os próprios deuses semitas como satânicos, como Baal que se tornou Baal ze bub ou Belzebu, Lilith A deusa da fertilidade traiu Adão e virou demônio, mas se esqueceram que o próprio Jahwé é um deus semita, então Jeová é satanás também.
    Então o demônio é o deus do outro, como não estou do lado da religião deles, seguindo a mesma lógica eles tornaram seu próprio deus satanás.
    Então basta desfazer essa idéia de demônio. O deus deles é tão ruim quanto qualquer, basta ver seus feitos.
    Porque a maçã? Está escrito que Abraão saiu de Urh dos caldeus. Mas estas dadas não coincidem. Urh foi dos caldeus só quando Esdras escreveu o Torah (velho testamento) em 450aC, não quando Abraão saiu da cidade ela era dos Babilônios. Então os hebreus já conheciam a maçã grega, os persas, e viviam com medo de ser dominados novamente, tanto que escrevem em Jeremias 1:14, que o mal vem do norte, se referindo aos gregos.
    Vai ser Esdras que inventa o deus único como forma de Nacionalismo hebraico, e um deus vingador que ameaça quem seguir a outro deus.
    Aliás, a mitologia original de todos os povos vem de 5500aC da Suméria, onde os arianos dizem que não existe criação.
    A deusa Nammu gerou o céu e terra do seu próprio ventre, se auto-procriando.
    Em Gênesis 1:1 diz e deus CRIOU o céu e a terra.
    veja que no momento em que o hebreu substitui um verbo gerou pela criação ele inventou a criatura, e assim a submissão desta criatura ao criador.
    Ele vai impor isso ao seu próprio povo, que no final vai se revelar e entrar no culto grego do Cristianismo como veremos depois, e mais para frente Mohamed vai dividir novamente os hebreus e fazer os islamismo para os descendentes de Ismael.
    A história das seitas judaicas é criar a dominação dos povos.

    ResponderExcluir
  47. Como você consegue suportar este monte de imbecis nos comentários?

    ResponderExcluir
  48. Jeová era só um dos deuses. Isaías e Esdras eram só dois esquizofrênicos. Moisés games pacto de seguir a um deus somente . Então o bezerro de ouro, Baal no deserto era o que
    Isaias vai escrever quase mil anos depois que não havia outro. Judeu sofre de amnésia também

    ResponderExcluir

Postar um comentário