Pular para o conteúdo principal

Brad Pitt diz que sua infância foi sufocada pela religião da família

Pitt disse ser
  20% ateu 
80% agnóstico
O ator Brad Pitt (foto), 47, comentou em uma entrevista no Festival de Cannes que teve “problemas” na infância por causa do fanatismo religioso de sua família. Ele é filho de Batistas de Oklahoma (EUA). Tem um irmão que ainda é militante da religião.

Pitt falou que seus pais o obrigavam a seguir o que entendiam ser  “o caminho de Deus”. “Quando as coisas não davam certo, isso era chamado de plano divino”, disse. “Foi muito sufocante.”

Ele pediu aos jornalistas para não fazê-lo entrar em detalhes porque tem até hoje problemas por causa da religião. “Não me façam começar [a falar]”.

Em 2009, o ator disse ser “20% ateu e 80% agnóstico”. Ele afirmou na época, segundo a Reuters, que iria confirmar a existência de Deus quando morresse. “Até lá não há motivos para pensar nisso.” A um programa de televisão, falou ser um "sem religião". A atriz Angelina Jolie, sua mulher, é ateia.

Pitt, que foi a Cannes para o lançamento do seu filme “Árvore da Vida”, no qual interpreta um pai autoritário, disse esperar de seus filhos a percepção de que ele é bom pai e ator.

Sem religião e a favor do casamento gay






Com informação do The Christian Post e imagens do Youtube legendadas pelo Bule Voador.
abril de 2011


Posts + acessados hoje

Desmascarador de curandeiros e paranormais, James Randi morre aos 92 anos

Pastor de Manaus é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade