Ateu de filme de cineasta cristão procura irmão e acha Deus

Procurando Josef
Ian Kowalski é um professor ateu de filosofia que sai em busca de um irmão Josef desaparecido 25 anos após um acidente de trem que mata o caçula de sua família. Ele passa oito anos viajando pelo interior da Polônia e por Brasília, São Paulo Rio e Salvador. Os acontecimentos levam-no a considerar a possibilidade da existência de Deus. De volta a Polônia, Ian é uma pessoa convertida ao cristianismo.

Esse é o enredo de Finding Josef (Procurando José), o primeiro longa-metragem do cineasta e pastor baiano Moisés Menezes. O filme foi rodado em 2010 em locações polonesas e brasileiras e deverá ser lançado em 2012. O idioma é o inglês.

Menezes mora em Varsóvia, capital da Polônia, onde se dedica a uma igreja destinada aos estrangeiros. É  o diretor do curta My name is Nadia, que foi um dos semifinalistas em 2006 do San Antonio Independente Christiam Film Festival. Para realizar o longa, contou com doações de fiéis dos dois países.



Ele se apresenta como um “cineasta cristão”. Faz afirmações como “o primeiro conhecimento de um diretor cristão deve ser o conhecimento bíblico”. Considera o cinema uma boa plataforma para a pregação do evangelho.

Apesar disso e do enredo do longa, afirmou em uma entrevista que o filme não é “religioso”, mas uma reflexão sobre “a fé neste mundo caótico”.

A Igreja Batista de Vilas do Atlântico, da Bahia, é uma das patrocinadoras do filme.

"Você acredita em Deus?"


 Com informação do blog e site de Menezes.

Agora é a estética evangélica que se infiltra na cultura brasileira
por Lukretia em maio de 2011

Jornalista conta em livro como deixou de ser crente e se tornou ateu
maio de 2011

Ateísmo.

Comentários

Marcelo Idiarte disse…
Como gênero FICÇÃO, está bem apropriado. Também vou produzir um filme. Na minha película, os cristãos procuram deus e descobrem que vivem num manicômio. É tipo um LOST, só que não vou encher linguiça por seis temporadas.
André disse…
Porque tanto ódio para com Deus, porque tanta violência e preconceito? Quando é que essa Intolerância vai acabar? Se soubesse que Deus é o único que lhe ama, do jeito que você está, com seus defeitos e virtudes, o único que lhe ama com sinceridade, aquele que te aceita até se sua própria mãe o rejeitar, aquele que sabe tudo sobre você e tem todo o poder para te dar um basta, mas prefere deixar você fazer suas escolhas.. Aquele que não invade seu coração, apenas lhe pergunta se pode entrar.. esse é Jesus, a quem vocês tanto violentam.
Anônimo disse…
Isso tem nome.

PROSELITISMO

E la vem crente que nem o Andre para encher linguiça para falar de seres imaginarios, magicos e invisiveis.
André disse…
Quem seria eu para falar de alguém que não conhecesse. Fui um dos piores perseguidores de crentes, sempre odiava, xingava-os não aceitava suas palavras, considerava-os hipócritas(apesar de existir ainda muita hipocrisia dentro das Igrejas), até o conhecer de verdade, quando já estava eu depressivo e vazio, Ele se revelou a mim. É difícil aceitar a realidade de Deus, mas faça prova dEle, ele te ouve, não há impedimento. Deixe o orgulho de lado um pouquinho e tente falar com Ele como se estivesse falando com um amigo ao seu lado... Fale e Ele te ouvirá e frustrará todos suas más expectativas.
André disse…
PROSELITISMO não, pois não estou aqui para obrigar ninguém a aceitar algo, só estou defendendo o que creio, em meio a tanta violência e preconceito, estou apresentando DEUS, sem pressionar ninguém a aceitar ou não, minha parte faço, quando você conhece algo que é bom, que liberta, que dá alegria.. você logo quer espalhar para todo mundo, isso o que faço.
Anônimo disse…
Meu deus, o Unicórnio Rosa Invisível, é mais bonito, mais poderoso, e nos ama mais que o seu deus, André..:-) Deveria largar seu amigo imaginário, e adotar o nosso, muito mais bacana..:-)

Fala sério, só com gozação mesmo para aguentar tanta bobagem sobre amigos imaginários..:-)
Anônimo disse…
Andre: "Fui um dos piores perseguidores de crentes, sempre odiava, xingava-os não aceitava suas palavras, considerava-os hipócritas(apesar de existir ainda muita hipocrisia dentro das Igrejas), até o conhecer de verdade, quando já estava eu depressivo e vazio, Ele se revelou a mim. "

Pelo que descreve, você era péssima pessoa, e depois de ficar deprimido, por covardia adotou um deus que é péssima pessoa também.

Acho que isso explica tudo..:-)
André disse…
Brothers, o que pude fazer fiz.. não adianta discutir com tanta intolerância de vocês. Mas saibam que Deus ama a todos os homosexuais. E qualquer coisa falem com Ele, já deixei as dicas a cima... um grande Abraço e fiquem com Deus.
Anônimo disse…
Parece que o Andre tem fixacao muito especial por homossexuais.

De qualquer maneira, desejo felicidades ao Andre na hora de ama-los e ser amado por eles.

Ah Andre, use camisinha na hora de brincar com eles, ta ?
Anônimo disse…
André não adiante tentar dialogar com esse tipo de gente não, eles são violentos no falar e não são receptivos a nenhuma argumentação, você vai usar suas palavras em vão. São os mais preconceituosos do mundo tem preconceito a tudo, e não conseguem dialogar com ninguém, já se vê pelo anônimo 18:51, partiu logo para a sacanagem, essa tribo é a mais itolerante de todas.
Avelino Bego disse…
André e Anônimo, pregação de lendas tem pouco efeito sobre nós.
Anônimo, se tem alguma coisa que é preconceituosa não é o ateísmo. Não confunda nossa rejeição à essa pregação da lenda cristã do André com preconceito.
Esse proselitismo seu e do André não surtem efeito aqui.
Avelino Bego disse…
Portanto, lendas cristãs não serão aceitas por nós apenas porque "faz alguém feliz".
Um judeu dirá que Javé existe por que "o faz feliz".
Um muçulmano dirá que Alah existe porque "ele o faz feliz".
Essa falácia da credulidade pessoal já está muito batida.
E André, você está insistente demais pra alguém que "não quer pregar, apenas quer dar seu testemunho".
Avelino Bego disse…
Quanto ao filme, ele representa o "tesão", praticamente o "orgasmo" de um crédulo da lenda cristã: um ateu que "vê" Jesus e o aceita.
Avelino Bego disse…
Interessante é o conceito que o Anônimo 06:12 tem de dialogar: vem um crente na lenda cristã, prega sua crença e o que você queria que fizéssemos?
O máximo que o André poderia ter de resposta é um:

"- Puxa, que legal".

Ou será que o Anônimo 06:12 acha que intolerância é não aceitar a lenda cristã? :D
Léia disse…
Pessoas...
Cada um vive de um jeito. Uns foram criados na fé, outros não. Uns acreditam em duendes, outros em fadas, outros em Deus. Nunca iremos ter todos com os mesmos pensamentos.
Quem acredita em Deus deve respeitar quem não acredita e vice versa.
Já que quem acredita em Deus, lê nas escrituras que Deus é o único que pode julgar... Sua fé e conceitos já foram profetizados. Todos já ouviram seu nome...
Quanto aos ateus, acredito que Deus terá misericórdia de alguns que são melhores que muitos "crentes".
É só cada um respeitar a ideologia e filosofia de vida do outro. Essas discussões não levam a nada de bom.
Anônimo disse…
LENDAS TRANSFORMADAS EM IMAGENS, A NOVA IDOLATRIA DOS CRENTES É A MIDIATOLOGIA.

Primeiro foi a Igreja Romana, majoritária no Ocidente, depois hegemônica, adaptando ao seu bel-prazer teológico e sincretismo, as lendas e figuras mitológicas das diversas culturas que dominava, transformando-as em imagens de santos e madonnas incontáveis, como símbolos de sua comunicação universal em todas as linguas, destruindo todas as crenças particulares dos povos dominados. Depois da Reforma vieram os livros, as sucessivas revelações, as eternas datas marcadas para o fim-do-mundo e outras bobagens literárias, propagadas até à náusea em todos os rincões do planeta. Por último descobriram os fanáticos o rico filão da mídia, televisões, rádios e recentemente o cinema. Desde enlatados americanos e outras carochinhas bíblicas de mau gosto estético e qualidade duvidosa; pululam agora os vídeos de auto-ajuda evangélica, geralmente temas de falência econômica, seguidos de "súbita" (e miraculosa) prosperidade financeira, ao "aceitar" Cristo e outras regras que vêm no pacote, ditadas pelas igrejas...Como se Cristo tivesse necessidade de tantas virgens, e a humanidade de tantas vítimas! Já dizia Diderot, e não contentes de dominarem boa fatia do mercado literário, querem os humildes e desprendidos crentes abocanhar o mercado cinematográgico...Pois sim.
Anônimo disse…
lukretiaaaaaa!!!!!!!!!!!! santaaaa!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkk você arrasa! está em todas hen?! kkkkkkkkkkkkkkkkk
daniella disse…
Boa! Apoiado o projeto.
Anônimo disse…
Hahaha gostei! Pode fazer uma temporada só, já está ótimo. E no final, eles descobrem que o diretor do manicômio é o Jacob...
bucetom disse…
Ateísmo é conclusão diante dessa sua religião de merda . Tem alguém aqui colocando fogo em igreja ? crucificando seu pastor ? Intolerância é a de vocês de quererem dominar o mundo,como na sua própria biblia manda fazer. Vá pagar seu dizimo que é a melhor coisa que você faz,seu tonto.Já cansei de falar sozinho e a unica coisa que ouvi foi "que coisa idiota estou fazendo "
Ribamar Bezerra disse…
Ele vem apresentar deus? Ótimo, quero ver mesmo como ele é, me disseram que tinha dois meros e longos cabelos cinzentos. Ora faça-me o favor, suas lendas são as melhores é?! Não concordo. ¬¬
Diego disse…
Não cara, essa é a sua consciência. Só.
Danilo disse…
O melhor é ouvir de um CRENTE que ateus são violentos e intolerantes... :D
Unknown disse…
No dia que "eu senti" for prova da existência de Deus, " eu não senti" será prova da não existência.

"Melhor aceitar a verdade dura que uma fábula reconfortante"


Evangélicos são a mancha do atraso em nossa sociedade.
Anônimo disse…
ninguém aqui tem ódio de deus nenhum, odiar "Deus" para um ateu seria o mesmo que odiar unicórnios, extraterrestres, gnomos, fadas, duendes, papai noel, coelhinho da páscoa, o que se faz aqui não é negar ao seu Deus, mas apenas debater sobre as tantas maluquices que as pessoas fazem em nome de um suposto deus.
Anônimo disse…
caro André, se uma pessoa após muito procurar a deus, o encontrar, provavelmente essa pessoa enlouqueceu por não o achar, desenvolveu desvios esquisofrênicos, e agora conversa com sua própria mente achando que é deus... pergunto quem é que garante que a voz que vc diz ouvir é a voz de Deus e não a sua própria cabeça fantasiando suas vontades?
Anônimo disse…
cara, não confunda intolerância com raciocínio lógico, vcs vem aqui falar asneiras e esperem que isso seja aceito como argumento? se uma criança chegar aqui e começar a berrar porque quer muito um doce, ninguém irá considerar os berros como argumentos, mas daí se a criança achar que somos intolerantes por causa disso, não podemos fazer muita coisa, já que pra se entender certas coisas, é necessário que a pessoa cresça antes e aprenda a pensar

Pensar, é algo bem diferente de sair por aí repetindo frases feitas, e é bem diferente de pronunciar palavras que não estão organizadas na sua cabeça, já parou pra pensar como podem algumas pessoas abrirem a boca e falar asneiras? na cabeça delas isso que estão falando faz todo o sentido, é a ilusão de que o que vc pensa é o certo.