Angolano aidéticos deixam remédios por crer em cura



Sessão de cura na Universal de Luanda  
Pacientes com o vírus HIV de Angola estão desistindo da assistência médica da Aspalsida (Associação de Soropostivos e Ativista da Luta contra a Sida) para se tornar fiéis da Igreja Universal por acreditar na pregação dos pastores de cura divina. 

Ana Paz, dirigente da associação, afirmou que a expectativa dos pacientes por um milagre com a intercessão da Igreja Mundial tem sido uma das principais causas dos abandonos do tratamento.

Por isso ela solicitou das autoridades apoio na divulgação de esclarecimento sobre a síndrome e como mantê-la sob controle. Ana citou a Republica da Zâmbia como exemplo de divulgação eficiente de informações de combate à epidemia.

Ex-colônia de Portugal, Angola tem população de cerca de 17 milhões de habitantes. Apenas 42% dos angolanos são alfabetizados.

A estimativa oficial é de que 500 mil pessoas estejam contaminadas pelo HIV. Menos de 60 mil recebem tratamento médico sistemático. Atualmente, a Aspalsida cuida de 527 adultos e 96 crianças, além de dar palestras em escolas e hospitais.

Há vários templos da Igreja Universal em Angola, onde se instalou há 18 anos. Só em Luanda, a capital do país, existem quatro.

A Folha Universal informou que recentemente houve na Catedral da Fé da Iurd em Luanda “a maior corrente de tratamento espiritual da região”.  “O bispo Robson [Martins] falou da necessidade de o povo se revestir da armadura de Deus, para que nenhuma maldição prospere”, registrou o jornal.

“Os angolanos puderam testemunhar a manifestação do poder de Deus. Milhares de pessoas que chegaram ali enfermas e sofrendo com uma maldição ficaram curadas após a oração e foram libertas dos males que agiam em sua vida há décadas.”

Com informação da Angola Press e da Folha Universal.




Comentários

André disse…
Darwin cuida.
Anônimo disse…
Genes ruins + ignorância = morte
Anônimo disse…
Genes ruins? Humm.... Hitler não morreu.
Anônimo disse…
O objetivo da IURD é arrecadar os recursos que o portador do vírus da AIDS gastaria com os medicamentos.
FE disse…
PARA O ANONIMO
mentira as pessoas quando chegam a IURD; chegam sem recurso nenhum, sem nada pois é a ultima porta que batem depois de terem perdido tudo que tinham em remedios e outras coisas. MUITAS CHEGAM DESENGANADAS
Cybele Serpa disse…
Esta é a quadrilha universal,toma o dinheiro e depois se não der certo o problema é da vítima com Deus.Talvez pouca fé,talvez não deu tudo o que tinha, talvez ... qualquer coisa.
Estelionatários prometem e não entegam.Assassinos,estupradores,lavagem de dinheiro são os tais bispos e pastores, já os que frequentam e participam da falcatruas são formadores de quadrilha ou bando.CADEIA NELES!
rayssa gon disse…
não sei.

mas lembro de ter visto distribuição gratuita de preservativos durante (no meio mesmo) os cultos da iurd em paises africanos.

talvez tenha sido um delirio meu. mas eu lembro de ter visto. :S
Anônimo disse…
Acredito que seja de que religião for a fé despensa comentarios.Ela existe e ponto final
Anônimo disse…
Se a fé curasse mesmo, a AIDS seria uma doença do passado, então por que gente inocente ainda morre dela e de outras ditas incuráveis? Será que a cura não está em outros meios além da fé ou ela é por natureza chalatanismo? cabe a nós avaliarmos sua veracidade, que aliás é algo discutível e não indiscutível como muita gente leiga ou ignorante difunde (talvez por nunca ter passado uma parte de sua vida no ensino superior).
cecilia da silva disse…
Deus é o mesmo de Hoje Ontem e para sempre, a cura do HIV, ja é um facto consumado, temos visto e vivido esta realidade pessoas inteligentes e formadas que foram curadas, por intemédio da fé, porque sem ela é impossivel agradar a Deus, tudo isto na Igreja Universal doReino de Deus.
A alguns anos atrás a Universal foi expulsa da Zâmbia sob acusação de "satanismo".
EMPORIO DO VIDRO disse…
triste é constatar que a sociedade fala que religião não faz nunca.
Faz um maL terrivel pra humanidade
Unknown disse…
Se Angola fosse um pais marxista -leninista isso não estaria ocorrendo.O assim chamado marxismo desses paises só atinge uma faixa de pessoas,sempre acreditei nisso desde que lí o livro de Milovan Djilas que escancarou esta realidade para o mundo inteiro

-------- Busca neste site