Vaticano admite crimes de padre devasso com atraso de 20 anos

Maciel tinha prestígio com João Paulo 2
Maciel era admirado por João Paulo 2
O Vaticano admitiu hoje que o padre mexicano Marcial Maciel (1929-2008), fundador da ordem Legionários de Cristo, cometeu “crimes gravíssimos”. Em nota, destacou que o padre teve uma “vida privada de escrúpulos e de sentimento religioso autêntico”.

Tal reconhecimento ocorre com pelo menos 20 anos de atraso, porque já nos anos 90 ex-coroinhas acusaram o padre à Santa Fé de abuso sexual, entre outros delitos.

Na época, os líderes da igreja do México afirmaram que as acusações partiam de difamadores e o Vaticano – que já recebia generosas contribuições da ordem – nada fez. E Maciel continuou estuprando coroinhas.

O padre dizia aos seminaristas que tinha “permissão especial do papa” para sodomizá-los, de modo que a sua dor de fígado fosse aliviada (o problema dele, na verdade, era de próstata). Essa informação foi passada ao Le Monde por uma fonte próxima ao Vaticano.

Na nota de hoje, o Vaticano ressalta que os membros da ordem, por determinação de Maciel, mantiveram silêncio absoluto sobre acontecimentos internos. Tal trecho soa como uma justificativa do papa pela demora do reconhecimento dos crimes do devasso.

O papa teve reunião ontem com os cinco religiosos que visitaram no ano passado unidades da Legionários de Cristo em todo o mundo para coletar informações sobre como tem sido administrada.

Nas próximas semanas, Bento 16 formará uma comissão para submeter a Legionários de Cristo a uma "revisão profunda".

Para isso, diz a nota, o Vaticano contará com o apoio dos integrantes da ordem para “purificar a parte boa que resta nos Legionários de Cristo”.

Resta saber qual é o tamanho dessa “parte boa”. O já é certo é que dela não faz parte o atual diretor da ordem, o padre Álvaro Corcuera, que até o começo de 2009 tecia referências elogiosas ao devasso.

Há acusações de que Corcuera foi amante de Maciel.

Com agências internacionais.

> Karol Wojtyla sempre soube das sujeiras do padre Maciel.
janeiro de 2010

> 'Diretor da Legionários de Cristo foi cúmplice da devassidão de Maciel.'
agosto de 2009

> Vaticano está de olho nos bilhões da Legionários de Cristo, diz estudioso.
abril de 2010

> Caso do padre Marcial Maciel, o devasso.

Comentários

Anônimo disse…
Ligações Perigosas (1)

O Vaticano é o menor Estado e o mais nebuloso do mundo. Uma monarquia eleitoral absoluta, uma organização piramidal e não democrática que possui bens e tesouros em todo o mundo, os quais gozam de estatutos privilegiados, e nalguns casos extraterritoriais, o que lhe permite a exoneração de impostos. Um rio de dinheiro flui para o Vaticano, de Itália e de outras nações e comunidades de maioria católica: ofertas, doações, heranças, quotas de impostos. Só uma pequena parte destas riquezas é dedicada a projetos humanitários. O resto vai para a catequese nas paróquias, construção de igrejas, manutenção do clero, mas também para negócios escuros, e bancos amigos, através dos quais o dinheiro se recicla e se multiplica em investimentos, títulos, imóveis, ações. Um Estado que pela opacidade das suas finanças, indubitavelmente, pode comparar-se a jurisdições off shore.
Anônimo disse…
Ligações Perigosas (2)

Por isso não é de estranhar que o Vaticano se tenha visto envolvido em estranhos assuntos nunca esclarecidos: o caso Calvi, o chamado “banqueiro de Deus”, que apareceu enforcado na ponte dos Frades Negros, em Londres, o caso do Banco Ambrosiano e do assassínio de Marco Ambrosoli, o sinistro papel do IOR (o Banco do Vaticano) através do misterioso cardeal Marcinkus e outros facínoras de alto gabarito, como Michele Sindona (envenenado numa prisão de alta segurança com um café com cianeto). Como também não é estranho que o Vaticano tenha estado no centro dos maiores escândalos italianos (e não só italianos) dos últimos trinta anos, misturando-se com a maçonaria, a máfia e os serviços secretos, aparecendo implicado na lavagem de dinheiro sujo, tráfico de armas para a guerra das Malvinas, financiamento da ditadura de Somoza e do sindicato polaco Solidariedade (uma intriga internacional que custou à Igreja 75 milhões de euros).
Anônimo disse…
Ligações Perigosas (3)

Como é sabido, a “Santa Sé” fez tudo para proteger Noriega (que foi usado pelas administrações de Reagan e Bush pai no tráfico de drogas da CIA), o ditador e narcotraficante panamense procurado pela DEA (DRUG Enforcement Administration) estadunidense. No Panamá havia financeiras de Marcinkus, Calvi e Sindona, todas amavelmente protegidas de olhares indiscretos por Noriega. Lino Christ, abade da paróquia de Rio de Janeiro e correio da rede brasileira de narcotráfico, foi preso na Suiça com 9 quilos de cocaína pura na bagagem. O Vaticano, tal como a Opus Dei, parece mais uma escura organização financeira disfarçada de obra religiosa, com presumíveis conivências com a máfia siciliana e a “camorra” napolitana, com bandos subversivos e delinquentes comuns (o chefe do “bando da Magliana”, associação de delinquentes e assassinos que atuaram em Roma nos anos 70 a 90, foi enterrado na Basílica de Santa Apúlia, uma honra só concedida a papas e grandes prelados).
Fonte: http://odiario.info/?p=235
20.Mar.07 :: Marina Minicuci
Anônimo disse…
Ligações Perigosas 4

E não para por aí...tem o apoio dos Estados Unidos, o pior dos fascismos que já oprimiu a humanidade, e mais violento que a historia já sofreu. Alia-se aos protestantes, seus aparentes inimigos quanto à fé, mas compatilhadores da moral judaica hipócrita, repressora da sexualidade. Divide os lucros com o instituto das seitas, entidade nebulosa, de misticismo espúrio, interessada na difusão de uma cultura de violência no planeta; daí a profusão de movimentos, fundamentalismos, confrarias de visionários, profetismos e videntes; no que nada diferem dos mórmons, batistas e outros poderosos protestantes, como no caso de socialite texana e seu "affayr" com deputado playboy e alcóolatra, no escandaloso financiamento da guerra do afeganistão...Se o evangélico Bush obteve do malsinado e finado papa a bênção pontifical para sua guerra ao terror, com declaração inconcebivel a quem se diz representar Cristo, de que a guerra é justa quando se é agredido e consta de "defesa"; este pagou-lhe indo ao enterro e ajoelhando-se no genuflexório vaticano, um escândalo para um protestante, que se diz não idólatra, mas todo o planeta assistiu via tv, inclusive o povo americano enganado.
Anônimo disse…
Ligações Perigosas 5

Não são pois inimigos, como querem os pregadores fundamentalistas e estelionatários midiáticos, da igreja eletrônica, nem seus colaboradores de plantão na internet...São irmãos da mesma antifraternidade histórica que aprisiona a humanidade nas garras do seu obscurantismo supersticioso e hipócrita, quanto arrogante...supõem-nos todos imbecis e fanáticos quanto os seus "crentes"...É poderoso o lobby dos cristitas, sejam vaticanopapistas ou evangélicofundamentalistas: financiam parlamentos, subornam parlamentares, para votarem sempre leis que beneficiam os destruidores da fauna, da flora e do planeta. Para manterem as massas anestesiadas, financiam seitas e pregadores, desde os mais aparentemente fundamentados na mentira de g-zuiz,quanto aos mais bizarros, mesmo tradicionais inimigos seus, como esotéricos e ufistas, a quem pomposamente desdenham como ..."nova - era". Sempre difundem idéias mentirosas do retorno do seu g-zuiz, propagam a crença idiota e imbecil num tal anticristo (que na verdade são eles, se tal existisse); para semear nas massas alienadas e despolitizadas o ódio e a rejeição do que eles temem: o estado laico...(democrático e de direito).
Anônimo disse…
Liaisons Dangereux 6

Esse Estado ainda menor que o do Vaticano, entidade não menos nebulosa porém e beligerante que aquele, tem uma sede insaciável de sangue, e de preferência, mestiço, palestino, muçulmano eou asiático...Humanidade pra eles só a ocidental...cristã(!?) Através do Instituto Missionário Internacional, cúpula de cristitas governamentais norte americanos bem pagos com o dinheiro laico dos contribuintes ateus, o que é um desserviço à Constituição, à Educação, à Liberdade de Consciência, que está acima dessa farsa que é a liberdade fundamentalista de seitas usurárias e estelionatárias; enviam missionários, pastores, pregadores do pseudo evangelho para difundirem no planeta o verdadeiro evangelho deles, do consenso de washington...por isso a sanha anti-nicarágua, da qual participou obviamente o Vaticano, quando percebeu que as esquerdas imbecis e não menos fanáticas iam perder a guerra ideológica na américa latina. Este neoevangelho, do empreendedorismo, encaixa-se como única salvação possível - agora que o emprego acabou-; crença compartilhada com os crédulos catequizados pela igreja de roma, os quais também aderiram ao individualismo economico solipsista, renunciando ao seu antigo culto da miséria. Quem duvidar percorra os canais de tv e verá que a salvação é a mesma: sair da acomodação, da depressão e tornar-se um empreendedor, com as bençaos do g-zuiz, da bíblia fundamentalista e da velha santa sé.
Alé-lua! vem, senhor, que preciso de um pastor e nada me faltará.
Anônimo disse…
Perigosíssimos

Existem loucos no catolicismo, no protestantismo, no islamismo e no espiritismo, entre outras denominações, que convergem para o sectarismo, o pilantropismo, o radicalismo...

No futuro a humanidade perceberá que as religiões promovem um mal irreversível e que as diversas seitas deverão ser banidas do universo para permitir que as pessoas possam conviver harmoniosamente na Terra.
Anônimo disse…
Corcueraaa ... tua batata tá assandoo !!!
Anônimo disse…
Somente o fim da religião verdadeira, que é o capitalismo, e a substituição dos deuses, por uma categoria abstrata universal de relação entre os seres, que não seja o pressuposto do antropomorfismo hipostasiado celeste, referendo de todos os patrões, pais e tiranos; enfim, somente com a transformação do patriarcado num regime plurigênero, pluriético e realmente pluralista; aliado à emergência de um sistema econômico realmente solidário com a fauna, a flora, a humanidade, e a vida do planete, e não sua morte e destruição; a violência justificada do cristianismo, sua lógica pervertida e perversa da morte redentora, sua dogmática da expiação de culpa hipotética, negociada com violência simbólica, real e pagamento em dinheiro; terão sido definitivamente o que efetivamente hoje são, exceto na mente dos fanáticos e dos crentes: PASSADO.